Nada mudou: atual diretor Cosenza também recebia subornos

Cosenza imitou Lula e foi à CPI da Petrobras dizer que não sabia de nada

Deu no Estadão

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef, principais delatores da Operação Lava Jato, acusaram o atual diretor de Abastecimento da estatal, José Carlos Cosenza, de receber “comissões” de empreiteiras que mantêm contratos com a companhia. A revelação foi feita pela Polícia Federal ao interrogar executivos presos na última sexta-feira (14).

“Paulo Roberto e Alberto Youssef mencionaram o pagamento de comissões pelas empreiteiras que mantinham contratos com a Petrobras para si, para os diretores Duque, Cerveró e Cosenza, e para agentes políticos, confirma?”, perguntou o delegado Agnaldo Mendonça ao diretor executivo da Queiroz Galvão, Othon Zanoide de Moraes Filho, um dos presos. “Desconheço essa informação. Eu nunca tive conversa nenhuma com eles nesse sentido”, reagiu o engenheiro, que prestou depoimento na sede da Polícia Federal em Curitiba.

Cosenza era braço direito de Paulo Roberto na Petrobras e o substituiu na área de Abastecimento. Ele participou de evento nesta segunda-feira ao lado da presidente da estatal, Graça Foster. A defesa do ex-diretor da área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró nega que ele tenha recebido propina.

Em depoimento à CPMI da Petrobras no Congresso, ele disse desconhecer o esquema de cartel e corrupção na companhia. Em nota, Cosenza disse negar, “veementemente, as imputações de que tenha recebido ‘comissões’ de empreiteiras contratadas pela Petrobras, ao tempo em que reafirma que jamais teve contato com Alberto Yousseff.”

6 thoughts on “Nada mudou: atual diretor Cosenza também recebia subornos

  1. Vejam comentários do Paulo Francis no programa “Manhattan Connection” que “os diretores da Petrobras todos têm conta na Suíça.”

    https://www.youtube.com/watch?v=BtJgGDsS-0c

    O então presidente da Petrobras, Joel Rennó, resolveu mover-lhe um processo nos EUA, usando, claro, advogados pagos pela empresa. E como tudo na Petrobras sempre tendeu ao superfaturamento, a estatal pediu logo 100 milhões de dólares de indenização, um dinheiro que Francis nunca teve nem jamais teria.

    Atordoado pelo ‘assédio jurídico’, Francis perdeu o sono e, coincidência ou não, acabou tendo um ataque cardíaco que o matou em fevereiro de 1997.

  2. Como pode a atual ” governanta ” do país não saber de tantas lambanças?!
    Ela foi presidente do conselho administrativo da empresa durante quase todo governo do mafioso Lula.
    É hora da oposição se movimentar com mais determinação.
    Chega de tanto roubo!

  3. Mais um… outros vão e estão aparecendo…

    Se agente parar para pensar não vai dar outra: o governo é CORRUPTO !

    Todos os dele participam também… são CORRUPTOS !

    Supremo!.. se liga no que está acontecendo!… não venham a fazer cara de paisagem e de divinos para o que está acontecendo !

    O ministro Joaquim Barbosa, no fundo e no raso, tinha razão : vou me mandar, porque assim não dá!…

    Pergunta que fica: quem paga a conta ? quem devolve esses bilhões que afanaram?

    Congressistas que estão parlamentares, e os que entram em 2015: vocês estão na mira de 203 milhões de brasileiros…

Deixe uma resposta para nik rj Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *