Não gosto de carnaval, mas o desfile das escolas é um espetáculo incomparável

Resultado de imagem para desfile do salgueiro 2020

Vila Isabel fez uma das melhores apresentações deste carnaval

Francisco Bendl

Meus colegas comentaristas e articulistas sabem que não sou carioca, mas desconhecem que não gosto de carnaval. Nada contra os foliões, pelo contrário, eu os invejo. Mas desde quando eu era piá, guri, não me atraem os festejos de Momo, simplesmente questão de cunho pessoal.

No entanto, eu me lembro do carnaval carioca na Praça Onze, onde a pujança, o brilho, o som emanado das Escolas de Samba eram diminuídos pela falta de espaço, eco dos prédios, e aglomeração das arquibancadas erguidas quase que em cima dos que desfilavam.

O TEMPLO DO SAMBA – Com o surgimento do Sambódromo, na década de 80, o brilho das escolas, suas fantasias, enredos, carros-alegóricos, evoluções, o som contagiante do samba, os instrumentos de repercussão, mestre-sala e porta-bandeira, a comissão de frente e tudo o mais tiveram o devido e merecido ambiente para os admiradores dessas organizações carnavalescas mostrarem a sua arte.

Com as arquibancadas e os luxuosos camarotes, o carnaval do Rio de Janeiro se tornou também uma festa de elite, extrapolou as fronteiras nacionais e se tornou um evento mundial.

CARNAVAL E DESFILE – Portanto, concordo que o carnaval brasileiro seja o maior evento mundial e o desfile carioca das escolas de samba verdadeiramente tenha se tornado o Maior Espetáculo da Terra!

Olimpíadas, Super Bowl, Campeonatos Mundiais de Futebol, nada disso jamais poderá ser comparada à versatilidade das Escolas de Samba.

A criatividade, o envolvimento das comunidades, a vontade de fazer um desfile apoteótico, a vibração, a alegria, definitivamente espetáculo algum no planeta apresenta a grandiosidade do Rio.

REVER AS IMAGENS – Agora, assistir a Mangueira, Portela, Imperatriz Dona Leopoldina, Unidos da Vila Isabel, Salgueiro, Estácio de Sá, Império Serrano, Beija Flor, Mocidade Independente de Padre Miguel, União da Ilha do Governador … não existe nada igual no mundo!

E hoje teremos a apuração, transmitida para todo o país. E poderemos rever as melhores imagens do desfile da grande campeã.

O encantamento, a explosão de cores, as esculturas, os sambas… que outro espetáculo nos apresenta tamanho contágio popular de alegria?!

31 thoughts on “Não gosto de carnaval, mas o desfile das escolas é um espetáculo incomparável

  1. O Bolsonaro que me desculpe, o povo japonês é maravilhoso, mas nada se compara ao povo brasileiro que tem potencial para ser o melhor povo do mundo, bastando apenas dar-lhe uma alavanca, um ponto de apoio, um bom ideal e uma meta a cumprir.

    • Certamente Isaías deve ter comido cogumelos estragados!

      O cara “vaticinar” o que aconteceria com o Egito, e Deus dizendo as providências que tomaria contra aquela nação e povo, só mesmo muito doidão!

      “Incitarei egípcios contra egípcios; e cada um pelejará contra o seu irmão, e cada um contra o seu próximo, cidade contra cidade, reino contra reino.
      E o espírito dos egípcios se esvaecerá dentro deles; eu destruirei o seu conselho; e eles consultarão os seus ídolos, e encantadores, e necromantes e feiticeiros.
      Pelo que entregarei os egípcios nas mãos de um senhor duro; e um rei rigoroso os dominará, diz o Senhor Deus dos exércitos.
      e as águas do Nilo minguarão, e o rio se esgotará e secará.”
      (Isaías 19:2-5)

      Quer dizer, Deus não era Deus, mas o Senhor dos Exércitos!

      Respeitosamente, mas considero muita balela alguns livros da Bíblia, que devem ser interpretados como religiosos, menos históricos ou científicos.

    • Em face de uma realidade desastrosa, fingir que vivemos o melhor dos mundos é uma boa fuga.
      Quanto à beleza do espetáculo, tenho dúvidas. Sim, há cores vibrantes, ruído ritmado e mulheres peladas. E movimento. Se isso é beleza… Eu diria que o carnaval do Rio é uma bagunça popular organizada.

      • Sapo,

        Gosto é gosto.

        Agora, gosto muito de ver as mulheres desfilarem quase nuas. Tem gente que não gosta, mas é o que eu disse anteriormente: trata-se de uma questão de preferência pessoal.

        Mais a mais, carnaval é bagunça, mesmo!
        Imagina se imitássemos as paradas militares … que graça haveria no carnaval?

        A beleza, a meu ver, claro, para o meu gosto e olhos, é a alegria de um povo que é sinônimo de problemas;
        maus tratos;
        roubado;
        explorado;
        manipulado;
        desprezado;
        violentado …

        Precisa saracotear no carnaval para angariar forças para o resto do ano.
        Azar se faltará dinheiro para março; se terá cheque devolvido; compromissos inadimplidos … a pessoa esqueceu por uns dias a via crucis que tem sido a sua vida.

        Errado?
        Claro, que sim.
        Mas, me aponta quem está certo neste país, tanto em termos de autoridade quanto instituição?

        Abraço.

        • Caro Bendl,
          Abordaste um tema pra lá de interessante.
          Quando ainda não convivia com a matemática eu era radialista e em seguida DJ.
          Como estas duas coisas não davam muita grana, resolvi investir nos estudos e aplicar a matemática em proveito próprio, mas, paralelamente, fazia meus bicos no rádio e nas animações de festas.
          Digo-lhe uma coisa: a nível do popular, não existe espetáculo musical mais impressionante, mais vibrante do que uma bateria de escola de samba carioca na avenida.
          Nenhum outro som é tão contagiante.
          São mais de 300 ritmistas dando um verdadeiro espetáculo. Pura arte. Dão paradas, saem do samba, entram no funk, voltam ao samba numa perfeição inigualável.
          Antes dos meus cinco netinhos ajudei algumas escolas onde meus amigos atuavam e não me arrependo.
          É um verdadeiro show musical onde encontramos gente humilde e profissionais da música.
          Muitos daqueles artistas já atuam em conjuntos e bandas do mundo do samba e periferias.
          Se você ainda não conhece, sua sensibilidade já recomenda que não pode deixar de comparecer à avenida, pelo menos uma vez na vida.
          Um abraço, Jared.

          • Em tempo: o que se ouve e vê na Globo nem sempre é o que acontece na Avenida.
            Primeiro, aqueles excessivos comentários repetitivos só atrapalham.
            Uma emissora que é dona de mais de 10 canais poderia dedicar um deles para uma transmissão com mais som, mais bateria e menos conversa fiada.
            Vai aí a sugestão.

        • Caro Jared,

          Che, agradeço a tua participação e comentário!

          Deve ser mesmo algo inebriante, de enorme vibração, ouvir a “cozinha” da Escola de Samba em seu apogeu, tocando o ritmo alucinante que compõe o samba-enredo.

          E não existe país no mundo que consiga imitar o som e as batidas do samba!
          Parece que é o coração tocando, que faz até a alma dançar.

          Um abração.
          Saúde.

  2. Bendl, mais uma vez concordo contigo. Mas não devemos esquecer que o desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro é fruto de nossa importante e benéfica miscigenação racial.

    Penso que todos gostaríamos de ter sido parceiros nas músicas de Lupicínio Rodrigues, Cartola, Dorival Caymmi, Vinicius de Moraes. Tom, Nélson Cavaquinho e outros maravilhosos, em número sem fim.

    Abraços e boa saída da quaresma com aquele churrasco gaúcho.

    Celso

    • Celso, meu caro amigo,

      O Brasil é o país mais miscigenado do mundo!

      A título de brincadeira, somos uma mistura de etnias tão grande, que o célebre cachorro vira-lata ou sete raças seria um pedigree perto de nós!

      Pois é esta mistura que nos faz diferentes dos demais povos existentes.
      Observa:
      o Brasil e povo estão passando por crises econômica, política e social, graves.
      No entanto, quem assiste o nosso carnaval, e constata os milhões de foliões nas ruas, nos sambódromos, a impressão que terá é que vivemos no melhor dos mundos!

      Enfim, é como dizem:
      A NASA deveria nos estudar profundamente.

      Abração.
      Saúde.

      • Nas coisas boas como o carnaval, p.ex., o Brasil e une, mas nas coisas ruins, como a políticalha partidária-eleitoral e golpista-ditatorial, ele se divide, felizmente, senão seria um Deus nos acuda, o Brasil inteiro na corrupção ou na roubalheira.

  3. Caro Bendl,
    Excelente sua análise sobre as escolas de samba, onde foliões negros brancos e pardos juntos participam da mesma alegria.
    Vou torcer pela Mangueira, pela importância do seu samba enredo.
    Um abração.

    • Caríssimo amigo, Jacob,

      Certa vez eu disse para a minha mulher e filhos, que sabem eu não gostar de carnaval, que, se eu tivesse a chance de desfilar na Sapucaí, EU IRIA!

      Imagino a emoção dos que desfilam representando a sua Escola, que alegria, que orgulho!

      Pois são essas manifestações de encantamento popular, que nada no mundo é comparável ao nosso carnaval, nada!

      Um forte abraço, meu amigo.
      Saúde.

  4. Só levo a sério as críticas sociais de escolas de samba e seus discursos “progressistas” quando fizerem samba enredo denunciando o seu envolvimento com tráfico de drogas, jogo do bicho, milícias e mostrar como essa gente usa das escolas de samba para acobertar seus crimes._
    O resto é besteira pirotécnica, e tem boboca que fica extasiado que “a escola de samba denuncia a corrupção do governo e a opressão policial” enquanto eles mesmos fazem igual ou pior em suas comunidades, colaborando para a manutenção do status quo da pobreza da periferia._

    Éder Souza

    https://oglobo.globo.com/rio/carnaval/bicheiros-condenados-por-corrupcao-marcam-presenca-na-primeira-noite-de-desfiles-24268336

    • Bom, até então, Éder Souza não disse novidade alguma.

      As Escolas sempre foram patrocinadas pelos banqueiros do Jogo do Bicho, e por causa dessa “função e contribuição pecuniária”, a polícia os deixava de lado, sem maiores esforços para prendê-los.

      Curiosamente, talvez a única modalidade honesta que ainda exista no país, agora em menores índices, evidente, é o Jogo do Bicho!

      Se até a Caixa e suas múltiplas ofertas de se jogar comete seus erros ou ainda nos faz desconfiar de alguns de seus sorteios, a “fezinha” sempre foi exemplo de, quem tem sorte, ganha!

      Agora, convenhamos:
      mil vezes o jogo do bicho mesmo abertamente, sem a polícia incomodar, que as cracolândias existentes nas grandes cidades, e que autoridade alguma resolve esse vexame mundial!

      Por essas e outras, que reivindico a instalação de cassinos, que ofereceriam milhares de vagas para desempregados e ajudariam no desenvolvimento das regiões para onde fossem licenciados.

      O problema é a ganância do governo.
      Pergunto, entretanto:
      Alguém sabe me dizer e comprovar para onde vai a fortuna arrecadada semanalmente pela Caixa através dos seus jogos?!
      Alguém sabe me dizer e comprovar para onde vai a fortuna arrecadada de multas nas estradas federais?!
      Alguém sabe me dizer e comprovar para onde vai o dinheiro depositado nos bancos quando o correntista morre e a sua família desconhece o que possui ou não tem mais ninguém consigo?!

      Mas, os cassinos são ruins para o brasileiro!
      Então, tá!

    • É possível, sim, que a minha “simplória compreensão” deixe de lado que a contravenção este presente no Maior Espetáculo da Terra.

      Agora, em contrapartida, inexiste compreensão alguma, logo, total ignorância e alienação, de quem desconheça onde se instalam as maiores e mais graves contravenções do Brasil:
      os poderes constituídos!

      Discuto com quem quiser, que me comprove que o tráfico de drogas é mais nefasto que o congresso nacional!
      Lembro que os traficantes não empurram seus venenos para quem não os usa, enquanto qualquer medida parlamentar ou judicial somos obrigados a engolir, até sem a maionese Gourmet!

      Mais a mais, o povo é simplório mesmo.
      Raciocínios mais sofisticados, mais cultos, elaboram formas de roubar, explorar e manipular, conforme comportamento dos poderes constituídos.

      • O desconhecimento da lei não isenta o contraventor da punição.

        O povo tem, sim, a sua parcela de culpa sobre a situação do país ultimamente.

        Nosso maior defeito é a alienação, o desprezo pelo bem comum, pelo oprimido.

        Desde que não recaiam em nós as injustiças e segregações, pouco nos lixamos pelos problemas alheios.
        O erro, então, é justamente esse:
        o que acontece de mal para o próximo, acontecerá conosco irremediavelmente.

        A falta de consciência que temos com relação ao povo e país, ocasiona essa crise sem precedentes que hoje nos asfixia e impede o nosso desenvolvimento.

  5. “Quem não gosta de samba, bom sujeito não é . Ou é ruim da cabeça ou doente do pé”. (Dorival). Todos juntos e misturados. Mafiosos, milicianos, capitão expulso, capitão da coca, capitães que queriam dar um um golpe de 200 milhões nos paraguaios.Capitão Queiroz da rachadinha. A “dama de luxo do presidente Bolsonaro”. Tem índio Kaigang fantasiado de general. Tem até o diabo que carregue quem queira ser por ele carregado. O bom mesmo foram os blocos e o melhor foi “Vamos embora que vem gente aí”.

  6. O Brasil atingiu o patamar que, o carnaval é coisa séria, enquanto no resto do ano os poderes constituídos se divertem!

    Tem sido assim há tempos, onde fardas e uniformes se transformaram em fantasias, e macacões e roupas de trabalho são motivos de gargalhadas.

    No lugar de nos indignarmos e nos revoltarmos contra quem nos rouba, explora e manipula, aplaudimos e concordamos em ser vítimas, e até gostamos;
    no entanto, matamos a nós mesmos, prejudicamos e lesamos propositadamente aqueles que já foram espoliados, e queremos pena de morte para a população, menos para os ladrões do povo e do erário.

    No lugar de condenarmos as rachadinhas, algo corriqueiro e vulgar no meio parlamentar, fazemos marchinhas de carnaval, mas nada fazemos para diminuir os salários milionários e nababescos que pagamos às castas nacionais, legislativo e judiciário, que fecharam as suas portas na quinta-feira, dia 20 deste mês, e somente vão reabri-las em março, dia 03.
    Claro, recebendo proventos integrais e apresentando as despesas durante os festejos de Momo para ressarcimento.

    Parlamentar insano, homicida, tresloucado, tenta derrubar portão de uma guarnição de policiais no Ceará, na cidade de Sobral, querendo esmagar quem impedisse a sua intenção, forja os tiros que levou, e tal gesto que deveria tê-lo conduzido imediatamente À PRISÃO, tornou-se fantasia de trator do alegre povo brasileiro!

    ´”Vamos embora porque as castas estão de volta na semana que vem”!

  7. Perfeito, César – Fortaleza, perfeito!

    O melhor carnaval é o pernambucano, sim.
    Mas, o Maior Espetáculo da Terra, é o desfile das Escolas de Samba no Rio de Janeiro.

    Abração.
    Saúde.

  8. As Escolas de Samba de São Paulo evoluíram muito, e, estão apresentando espetáculos digno de aplauso!

    Abração a todos e os que estão com ressaca , tomem muito chá de boldo do Chile, rs,rs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *