Não riam… Pesquisa mostra que reeleição de Temer é viável (na avaliação do Planalto)

Resultado de imagem para reeleição de temer charges

Charge reproduzida do Arquivo Google

Carlos Newton

Cada um vê as coisas como lhe apetecem, diz o velho ditado lusitano. Nesse embalo, o presidente Michel Temer e o núcleo duro do Planalto ficaram entusiasmados com a pesquisa do Instituto Datafolha, divulgada neste domingo (dia 3) pelo jornal “Folha de S.Paulo”, porque os resultados indicam que está melhorando a aceitação do governo. Na comparação com o levantamento anterior, feito em setembro, o quesito “Ótimo/bom” se manteve em 5%, mas o índice “Regular” subiu de 20% para 23%, enquanto a rejeição “Ruim/péssimo” caiu de 73% para 71%. Segundo a análise do Planalto, os novos números indicam que a candidatura de Temer à reeleição não é uma hipótese absurda, se 28% já fazem uma avaliação do governo como “Regular” a “Ótima” .

O nível de confiança da pesquisa, segundo o jornal, é de 95%, significando que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos percentuais, a probabilidade de o resultado retratar a realidade seria de 95%.

INDECISOS – O núcleo duro do Planalto ficou animado também com a informação de que está aumentando o número de indecisos (46%) e de votos brancos e nulos (19%). Segundo o Datafolha, até agora apenas 35% dos eleitores definiram seus votos. Em tradução simultânea, isso significa que a eleição ainda nem começou.

Outro resultado animador seria o fato de que, entre os 35% que opinaram na pesquisa espontânea, Temer aparece com 1%, mesmo sem ser candidato. Além disso, deste total de 35%, pelo menos um terço são de votos para Lula, que não deverá estar na disputa, porque será julgado em segunda instância no primeiro semestre de 2018 e tudo indica condenação por unanimidade, o que eliminará a candidatura do petista, pela Lei da Ficha Limpa.

ECONOMIA – Na empolgação, os assessores de Temer não cansam de repetir a explicação do marqueteiro americano James Carville (“É a economia, estúpido!”), ao afirmarem que a retomada do crescimento será o grande trunfo para reeleger Temer.

Neste particular, o maior empecilho seria uma candidatura do ministro Henrique Meirelles, que também teria como principal bandeira a recuperação da economia, com inflação baixa, juros em queda e criação de empregos. Por isso, os esforços do Planalto se voltam para boicotar a candidatura de Meirelles, através de um acordo palaciano com o ministro Gilberto Kassab, que é uma espécie de “dono” do PSD, partido ao qual Meirelles está filiado.

Acontece que, se Kassab lhe fechar as portas, Meirelles tem até abril para entrar em outro partido, carreando para a nova legenda os incomensuráveis recursos de sua campanha, a mais rica da sucessão.

###
P.S. 1 –
Há controvérsias sobre a informação, estrategicamente vazada pelo Planalto, dizendo que Temer poderia apoiar a candidatura de Meirelles. Na verdade, os dois se odeiam e inevitavelmente estarão em campos opostos na batalha eleitoral. Temer quer assumir a autoria da recuperação econômica, mas Meirelles diz que fez tudo sozinho.

P.S. 2 – No sonho da reeleição, Temer abriu a chave do cofre e está irrigando com recursos públicos os veículos da grande mídia e seus sites, usando nesta empreitada as estatais e o chamado sistema S. (C.N.)   

14 thoughts on “Não riam… Pesquisa mostra que reeleição de Temer é viável (na avaliação do Planalto)

  1. Estão atrás do cavalo. Temer é um balde cheio. O que ele está fazendo não se esquece tão fácil. Depois da “reforma” ou o trabalhador se enquadra ou perde e não se está falando dos que dizem, trabalhar pouco, ganhar muito e se aposentam rápido, mas de todos, sem distinção. Visto que aqui as benesses são sempre pontuais, mas na hora de perder, ninguém aceita perder sozinho e querem diluir os prejuízos junto com os que sempre perderam e foram alijados das benesses. Este é todo senso de “justiça” desta corja. Os nomes dos crápulas que votaram a favor da impunidade de Temer estão anotados e serão farta e continuamente divulgados. O mesmo para os que quiserem LUCRAR com as reformas para beneficio DELLES, a despeito do país. Nunca na história desta República, se viu coisa tão horripilante, os parlamentares estão abertamente sofrendo chantagem para VOTAREM SEGUNDO A VONTADE DE SEUS PARTIDOS, Se é esta toda razão de existirem estes partidos políticos no Brasil, MELHOR QUE NÃO EXISTAM, pois melhorar a ética e a honestidade de quem se elege por sua sigla na política, nunca foi o que prezam.

  2. Sem chance. Investigado, reforma sem cortar na carne nas regalias dos políticos, incentivo a impunidade. Nem ele, nem seu candidato, nem lá na China ou no condomínio, nunca mais!!!

  3. Nem gosto de supor que o Temer se reelege – embora o povo não saiba votar. Mas ele é muito impopular. Falcatruas existem, eu sei.
    Acho que só aquele encontro com o Joesley já seria o suficiente para cair fora do poder. Francamente, não votei na DilmAnta, torci pelo impeachment, mas comparando os dois, acho que ela ganha dele.

  4. Deixo uma pergunta para os comentaristas:

    Na razão direta de as pesquisas estarem indicando Lula na preferência de parte do povo brasileiro, entre ele, o ladrão, e Temer, outro ladrão, quem seria, se eleito, o pior para o Brasil,
    Lula ou Temer?

  5. Caro Bendl, sua pergunta me entalou, pois os dois possuem organizações criminosas eficientes e fica difícil a escolha. Fica difícil determinar e escolher qual rouba menos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *