“Não se assustem se alguém pedir o AI-5”, diz Paulo Guedes sobre Lula chamar “povo pra rua”

Guedes reclama de declarações de Lula convocando protestos

Marina Dias
Folha

 O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta segunda-feira, dia 25, que não é possível se assustar com a ideia de alguém pedir o AI-5 diante de uma possível radicalização dos protestos de rua no Brasil.

Durante entrevista coletiva em Washington, Guedes comentava a convulsão social e institucional em países da América Latina e disse que era preciso prestar atenção na sequência de acontecimentos nas nações vizinhas para ver se o Brasil não tem nenhum pretexto que estimule manifestações do mesmo tipo.

“Sejam responsáveis, pratiquem a democracia. Ou democracia é só quando o seu lado ganha? Quando o outro lado ganha, com dez meses você já chama todo mundo para quebrar a rua? Que responsabilidade é essa? Não se assustem então se alguém pedir o AI-5. Já não aconteceu uma vez? Ou foi diferente? Levando o povo para a rua para quebrar tudo. Isso é estúpido, é burro, não está à altura da nossa tradição democrática.”

“REAÇÃO” – O ministro afirmou que declarações sobre a edição de um novo AI-5 no Brasil, como a feita por um dos filhos de Jair Bolsonaro, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), foi uma reação ao que chamou de convocações feitas pela esquerda, endossadas pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva logo depois de ser solto, há pouco mais de duas semanas.

Guedes disse que era “uma insanidade” o petista pedir a presença do povo nas ruas – assim que saiu da cadeia, Lula disse que os jovens deveriam fazer protestos como os da Bolívia e Chile – e sugeriu que o projeto de lei que prevê o excludente de ilicitude seria também uma resposta de Bolsonaro ao petista.

INSANIDADE – “Chamar o povo para rua é de uma irresponsabilidade. Chamar o povo para rua para dizer que tem o poder, para tomar. Tomar como? Aí o filho do presidente fala em AI5, aí todo mundo assusta, fala o que que é? (…) Aí bate mais no outro. É isso o jogo? É isso o que a gente quer? Eu acho uma insanidade chamar o povo para rua para fazer bagunça. Acho uma insanidade.”

No mês passado, Eduardo afirmou que, se a esquerda radicalizasse no Brasil, como ocorria nos protestos no Chile naquele momento, era preciso “ter uma resposta que pode ser via um novo AI-5.”

EMBATE – “Assim que ele [Lula] chamou para a confusão, veio logo o outro lado e disse é, ‘sai para a rua’, vamos botar um excludente de ilicitude, vamos botar o AI-5, vamos fazer isso, vamos fazer aquilo. Que coisa boa, né? Que clima bom.”

O filho do presidente falou sobre a volta do Ato Constitucional de 1968, medida mais dura do regime militar, que institucionalizou a tortura e revogou direitos fundamentais no país, durante uma entrevista à jornalista Leda Nagle, divulgada no fim do mês passado.

AVALIAÇÃO – O ministro admitiu que o ritmo das reformas desaceleraram no Congresso após a aprovação das mudanças na Previdência e disse que, quando as pessoas começam a ir para as ruas “sem motivo aparente”, é preciso “entender o que está acontecendo” e avaliar se é possível prosseguir com a agenda liberal. “Qualquer país democrático, quando vê o povo saindo para a rua, se pergunta se vale a pena fazer tantas reformas ao mesmo tempo.”

Guedes foi questionado por um dos jornalistas se essa aparente diminuição do ritmo das reformas não era medo do ex-presidente Lula, que iniciou um discurso de forte crítica à agenda econômica do governo Bolsonaro. Na avaliação do petista, as medidas comandadas por Guedes retiram direitos dos trabalhadores e prejudicam os mais pobres.

EM OFF – “Aparentemente digo que não (Bolsonaro não está com medo do Lula). Ele só pediu o excludente de ilicitude. Não está com medo nenhum, coloca um excludente de ilicitude. Vam’bora.” Após quase duas horas de entrevista coletiva, o ministro afirmou que estava dando declarações em off, jargão jornalístico para delimitar que não se pode publicar as informações.

No entanto, a entrevista havia sido convocada por sua assessoria e estava na agenda oficial de Guedes antes mesmo de ele embarcar para os EUA. Ele também foi avisado que as agências de notícia e emissoras de televisão faziam transmissões em tempo real.

Depois do debate sobre a publicação das informações, autorizada pelo ministro, Guedes foi questionado se achava a volta do AI-5 concebível em alguma circunstância e, então, ele negou que uma medida como essa fosse aceita em uma democracia.

OUTRO DISCURSO – “É inconcebível, a democracia brasileira jamais admitiria, mesmo que a esquerda pegue as armas, invada tudo, quebre e derrube à força o Palácio do Planalto, jamais apoiaria o AI-5, isso é inconcebível. Não aceitaria jamais isso. Está satisfeita?”, afirmou, dirigindo-se à repórter.

“Isso é uma ironia, ministro, o senhor está nos ironizando?”, disse a jornalista. “De forma alguma”, retrucou Guedes. Em seguida, o ministro fez uma declaração dizendo que gostaria de fazê-la “ao vivo para o Brasil.”

“É irresponsável chamar alguém para rua agora para fazer quebradeira. Para dizer que tem que tomar o poder. Se você acredita numa democracia, quem acredita numa democracia espera vencer e ser eleito. Não chama ninguém para quebrar nada na rua. Este é o recado para quem está ao vivo no Brasil inteiro”, disse.

29 thoughts on ““Não se assustem se alguém pedir o AI-5”, diz Paulo Guedes sobre Lula chamar “povo pra rua”

  1. Chinês nunca pódi recramá du governu. Ingoli seco e ninguém pia.
    Povo di ongui-kongui qué direitu di elegê seus governanti, vem chinês e tasca fogo di metár. Sem dó nim piedadi.
    Rússo manda recramão pros gulag lá nu fríu.
    Em Cuba nem os omosessual pódi recramá. Us amigu du guevara bota na perpétua.
    Mais aki os esquerdinha pódi tudo. Quebrá, queimá, arruaçá i nóis civilizadu tem qui inguli.
    Graçado, né?

  2. O Ministro simplesmente falou o que o povo de bem do Brasil assiste envergonhado com o STF, como pode um bandido, ladrão da Pátria venha pedir ao povo que toque terror, sangue, fogo, destruindo tudo para que ele e sua canalha de bandidos, inclusive os que o soltaram criminosamente para esse intento, voltem ao Poder no Brasil ???? Terrorismo e Banditismo Pode é senhores da Imprensa Esquerdopata ???? O Povo não pode se defender e vão recorrer aos ladrões da baixas cortes e deputados/senadores ??: Nunca, vão recorrer aos Homens de Bem e Patriotas das Forças Armadas, já que os Poderes Legislativo e Judiciário fingem defender o país e estão se autodefendendo para não serem presos por crimes de lesa pátria !!! O Ministro falou isso, e olhe que tá faltando pouco para o povo ir ás ruas e pedir algo pior que o AI 5 e dar um basta a esses Festival de Bandidagens dos Podres Poderes Protegendo Inimigos e Ladrões do Brasil !!!

    • kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (pausa pra respirar) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (outra pausa) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Ufa!) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk xD

  3. Uma palavrinha para o editor:
    –prezado, como vc pode verificar, certos assuntos que vc coloca aqui não servem para nada de importante. Talvez para lazer e diversão como opiniões de “jornalistas” e futebol.
    Em contra-partida , como vc pode verificar, tem alguns que provocam debates sérios como o do Guzzo, que vc reproduziu aqui.

    Ps. deixe de tentar enquadrar o blog pela estética. Evite censurar ou cortar qualquer coisa por mais feia que seja. É como vestir uma roupa boa num esfarrapado. Isto nos impede de aprender o principal: de enxergar a nossa verdadeira natureza.

  4. Quando chegar o momento do Paulo Guebbels fugir, que é exatamente isso a parte final do plano dele, veremos como funcionará a democracia, ou o que tiver sobrado do Brasil.

    Veremos se o brasileiro, ao tomar de volta tudo que ele roubou em propina, sob o manto da farsa denomoinada participação, seja da XP ou qualquer outra ‘fachada’, se será compreendido como ato democrático de reaver o patrimônio nacional roubado ou se será um golpe contra a economia de mercado.

    Que nao estamos bem em termos de democracia quando um USURPADOR têm de mão beijada o cargo de Ministro daEconomia.

  5. Editor, como vc pode ver, a CoisaBR fez as suas provocações de sempre. E daí? ninguém liga pra isso. Afinal , pelos clichés surrados e demodés que ele usa pra fazer suas ironias i vemos que ele já é um velho decrépito.

    Enfim, deixe o pau quebrar que vai ser melhor para o aprendizado de todos e vc vai ter menos dor de cabeça com essa sua obsessão de querer fazer o blog parecer um amorzinho lhe traz.,
    Sem mais
    agradeço.
    Mario Jr.

      • Ja, mein Kapitän, no aguardo suas novas ordens, com a prepotência que lhe é peculiar.

        Além de metido a besta e prepotente, perturba os leitores com essa conversa mole insignificante, protegido por anonimato, no defeso do seu terminal..
        Assuntos pessoais não são o intuito desse blog.
        Não tens a capacidade de criar um blog próprio e juntar seu proprio público?
        Só mesmo num blog sob o signo da Liberdade para voce fazer uso da mesma e esfregar sua fralda suja escrevendo mau e porcamente, sem o devido respeito ao editor…
        Se um dia virar homem e marcar pra resolver pessoalmente com o velhinho aqui, é só avisar…

  6. Mais uma vez os governistas falam asneiras e tecem comentários reais sobre uma possibilidade
    aoenas teórica e dependente de outras circunstâncias tambem teóricas.

    -A língua, realmente, e terrível para quem não sabe usá-la.

  7. Essas declarações servem somente para tirar o foco da economia do país.
    Gostaria de que o ministro focasse num plano de desenvolvimento, o qual nos desse uma esperança de que estamos trilhando um caminho de crescimento. Mas parece que a obsessão é retirar os direitos dos mais necessitados. Ele também acha que a contribuição previdenciária das empresas é o imposto mais perverso que existe, esquecendo que o governo da Dilma retirou essa contribuição de algumas empresas e, com essa medida, deteriorou a situação fiscal do país.

  8. O que verdadeiramente Guedes quis dizer é que, quando num país há radicalização de um lado ela pode atrair radicalização do outro.

    Infelizmente, esquerdinhas distorcem tudo. Aliás , sem isto, a esquerda não existiria.

  9. Bolsonaro mandou soltar o Lula para gerar essa trambicagem toda.

    Lula estava calado numa cela. O Bozolado, cria do Maluf e adeptomao que pior existe na face da terra, está seguindo o roteiro do Busch pra implementar um patriot act tupiniquim.

    Primeiro, solta um bandido.
    Depois polue a coletividade com insinuações.
    O Lula deve estar levando algum pra bancar o macaco e bozolado com esses merdas que o assistem só preparando a espoleta…..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *