Nas entrevistas, as limitações de Bolsonaro ficam cada vez mais evidentes

Resultado de imagem para bolsonaro e mariana godoy

Bolsonaro foi questionado no ar por Mariana Godoy

José Roberto de Toledo
Estadão

Bastou um “Oi?” espantado da jornalista para Jair Bolsonaro viralizar nas mídias sociais – mas, desta vez, de um jeito bem diferente do que ele está acostumado. Em vez de atacar rivais, as páginas de apoio ao presidenciável pró-ditadura tiveram que defender seu candidato. O motivo? Sua admissão pública de que não entende nada de economia. A repercussão negativa da entrevista reforçou a hipótese de que quanto mais Bolsonaro se expuser a perguntas, mais solavancos sua candidatura sofrerá.

O deputado e militar reformado enfrenta um dilema. Se quiser voltar a crescer na preferência dos eleitores, ele precisa se popularizar. Campanha pela internet, onde Bolsonaro produz mais interações do que qualquer outro candidato a presidente, é boa para quem pede voto porque não há contraditório. Ele só fala o que quer e não ouve o que não quer. Mas a campanha virtual tem limites: só atinge o eleitorado das classes de consumo A, B e C.

CLASSES SOCIAIS – Eleitores maduros e pobres, das classes D e E, não passam o dia no Facebook ou no Instagram, como o jovem e típico eleitor de Bolsonaro. Os bolsonaristas são quatro vezes mais comuns entre os mais ricos do que entre os mais pobres, segundo o último Ibope: 24% a 6%, no cenário com Lula e Alckmin. Por conta dessa elitização, o “buzz” sobre Bolsonaro é três vezes maior nas mídias sociais do que nas pesquisas de intenção de voto.

Essa super-representação na internet faz a candidatura do militar reformado parecer maior do que é. As carências não ficam evidentes, mas existem. Sem um partido grande para lhe dar palanque e estrutura de campanha nos Estados nem tempo de propaganda na TV e rádio, restam poucos meios para o deputado atingir o eleitor pobre: as entrevistas na mídia tradicional e, quando a campanha começar oficialmente, os debates na TV. O episódio de sexta-feira mostrou que aí ele pode se complicar.

NÃO CONVENCEU – Bolsonaro respondia descontraidamente a perguntas dos telespectadores lidas pela jornalista Mariana Godoy. Até que apareceu uma pegadinha: “Qual sua opinião sobre o tripé macroeconômico?”. A primeira reação do deputado foi rir. Depois, terceirizou a resposta: “Quem vai falar de economia por mim é minha equipe econômica no futuro”. Mas não parou por aí.

“O pessoal exige de mim conhecimento em economia, então teria que exigir entendimento em medicina: eu vou indicar o ministro da Saúde.” Continuou eximindo-se da necessidade de falar sobre temas técnicos e exaltando o desempenho econômico dos presidentes militares. Foi aí que a entrevistadora soltou o “Oi?” estupefato e espontâneo que fez a alegria da internet. “Deixaram o Brasil com muita inflação; fizeram a dívida externa”, rebateu. Bolsonaro bem que tentou, mas não foi convincente na tréplica.

DEFESA NA WEB – Os bolsonaristas acusaram o golpe. O incômodo ficou evidente pela quantidade de memes sobre o assunto que eles publicaram no Facebook desde então. Todos tentam desqualificar ex-presidentes em matéria econômica, para equipará-los a seu candidato. Mas nenhum ousou fazer o que nem Bolsonaro teve coragem de arriscar: dizer que ele entende do assunto.

Com 13% a 18% das intenções de voto no Ibope – dependendo do rol de adversários –, Bolsonaro está no limiar da passagem para o segundo turno. Excluindo-se quem diz que vai votar em branco ou anular, ele tem entre 16% e 19% do que seriam os votos válidos, nos cenários com Lula candidato. Por comparação, o petista passou ao turno final contra Collor em 1989 com 17%.

Diante do seu desempenho de sexta e da falta de voto dos demais candidatos, Bolsonaro poderia se dar ao luxo de restringir sua campanha à internet e evitar novas entrevistas. Vai que ouve outro “Oi?” por aí.

47 thoughts on “Nas entrevistas, as limitações de Bolsonaro ficam cada vez mais evidentes

  1. Por Causa das LIMITAÇÕES de BOLSONARO . . .

    . . . NECESSITAMOS de LULA de VOLTA a PRESIDÊNCIA do BRASIL ! ! !

    Obs.: ou quem sabe a DILMA ? ? ?

    • O Autor desta matéria não passa de um bosta. Porque não pergunta ao Luciano, Dória , Marina , Lula , dilma , se eles entendem de economia, saúde , segurança. Nenhum presidente no mundo é formado em todas as especialidades do próprio mundo. O Presidente precisa ser inteligente para indicar Ministros bons na próprias áreas. O Presidente não é , nunca foi ao Mesmo tempo Ministro da Economia, ministro da Saude , cada Macaco no seu galho … e o Autor desta matéria demonstra que seu galho é no circo por ser especialista em Palhaço. O Lula é especialista em corrupção , e não em economia , mesmo assim foi seu preferido …. Vá catar piolhos

      • Pelo que se vê, o sábio articulista não entende patavina de Administração. Um presidente é um administrador, logo, não tem que entender lhufas de Economia. A ele cabe, sim, é a “delegação de competência” aos seus ministros. Esses, sim, devem ser conhecedores da área. No momento vemos políticos dirigindo setores dos quais nada entendem. Podemos estar perto de ver essa aberração acabar… É só botar a personagem certa no lugar certo. Pronto!

    • gostaria de avisar a todos que já chegou a 28 o número de comentários sobre essa notícia com o bolsonaro, comparando com outras notícias postada pela tribuna livre, a notícia de bolsonaro bateu o recorde no numero de comentários ! ! !
      é um dever da tribuna livre não postar mas nenhuma reportagem com bolsonaro, pois no fim acaba fazendo propaganda pra ele ! ! !
      tribuna livre fale sobre nosso candidato luciano huck, um grande economista, tanto que ficou milionário, além de ser braço direito e esquerdo da nossa poderosa rede globo ! ! !
      vamos a vitória com luciano huck e a rede globo ! ! !

  2. O velho e gasto querendo se mostrar como novo e fresco.

    Já vimos esse filme mais de uma vez.

    Lulinha paz e amor. Meu nome é Enéas. Eu prendo e arrebento. Abaixo Marajá. A Gerentona mãe do PAC…

    Um guerreiro com discurso pacífico para uns e vociferante para outros. Ignorante pousando de informado. Nativista Trumpista.

    No fundo investindo em si mesmo usando descaradamente toda a máquina pública posta à disposição de apaniguados deputados no poder desde os tempos sombrios da ditadura, como ele mesmo e Lula.

    Sem ética, irresponsáveis com nenhum compromisso com a limitada democracia que já conquistamos.

    Reis da bazófia e da charlatanice, este senhor e outro já condenado a mais 9 anos de prisão posam de salvadores da pátria, fingindo de gente boa, confiando na indiferença e nojo que a população demonstra para com todos que mentem e enganam sem compromisso com a verdade.

    Viva a democracia.

    A começar dentro dos partidos políticos que lhes acolhem. Afinal são bancados com dinheiro público e devem contas à sociedade.

  3. O “OI?” e as colocações da entrevistadora, sobre a inflação e a dívida externa corretos; dizem: “os militares fizeram muitas obras”; com empréstimos que aumentaram a dívida externa foi fácil; qualquer um de nós, que conseguir empréstimos, poderá fazer obras; pagar, depois, é que são elas.

  4. Não lembro de ninguém perguntando sobre economia ou o quer que seja a Luladrão e Dilmão !
    Fake News querendo derrubar Bolsonaro. Só farão mais propaganda dele !

  5. Quando a mídia, intelectuais, acadêmicos e globais, martelam diuturnamente que um suposto candidato já perdeu por que é tudo de ruim que existe…é porque ele pode ganhar.
    Esqueceram do Jânio que não entendia nada de economia e tinha no seu jingle: “Jânio Quadros é a certeza do Brasil moralizado!”? O povão votou nele.
    E o lula com seu português todo troncho era PhD em economia?
    Andem na supervia de vez em quando, peguem um ônibus na hora do rush, conversem com um vendedor na Saara. Saiam de seus shoppings centers, sua bolha de ar condicionado, seus restaurantes com valet.
    Vem prá rua…

  6. Precisa-se derrubar esta fruta, ele pode até não ser boa, mais está sendo desejada por muitos, pois das outras arvores fruta com aspectos bem melhor, são de sabores azedos e o pior, azedumes de efeitos retroativos. Não sei não, será que o problema é de todos o pomar? onde alguns atravessadores estão só querendo vender sua fruta?

  7. Só rindo mesmo. Bolsonaro já tem mais de 50% da preferência do eleitorado brasileiro. Basta ver como é recebido aonde vai, atrai multidões e tudo isso sem apoio da midia. Isso só com marketing orgânico. Melhor JAIR se acostumando.

  8. …passamos o Século XIX devendo MILHÕES,
    -entramos no Século XX devendo BILHÕES,
    -chegamos no Século XXI devendo TRILHÕES,
    -elegemos e reelegemos um POSTE para PRESIDENTE da república,
    -demoramos mais de TRINTA ANOS entre a planejamento e a construção das hidrelétricas do Rio Madeira,
    -já comprometemos o orçamento com o pagamento de JUROS até quase o meio deste século,
    -e agora falta de água à energia elétrica…

    … mas é o Bolsonaro que é um despreparado para governar este PARAÍSO !!!

  9. Mas se o Lula se elegeu enchendo a boca que jamais tinha lido um livro, qual é o problema do Bolsonaro não entender de economia?
    Alguém poderia desenhar pra mim por gentileza?
    Acho que não estou entendendo.
    Agradeço desde já a quem se dispuser a me explicar.
    Atenciosamente.

  10. Godoy deveria entrevistar com o mesmo afinco o grande administrador público e mestre em economia Luciano Huck e o eminente invasor de terras públicas e também PHD em desfaçatez, grande conhecedor dos problemas nacionais e internacionais, João Doria .Dois “proeminentes” personagens que a grande mídia quer empurrar na população amestrada como candidatos à presidência .Bolsonaro 10 x 0.

  11. E ela teve de entrevistá-lo para ver que é limitado?
    E onde está escrito que o presidente tem de conhecer de economia?
    Ou melhor, onde está escrito que o presidente tem de conhecer alguma coisa?
    Gente, está na cara as limitações de Bolsonaro.
    Mas ele representa a voluntariedade, o enfrentamento de problemas que se proliferam e prolongam no nosso país, pelo menos para que votará nele.
    Será que ela apoia Ciro? Sim, pois qual outro pré-candidato entende de economia?
    É uma boçalidade total. Cartas marcadas. Já começaram a influenciar, ou tentar, as classes populares do país.
    Fallavena

  12. O Dep. Fed. Jair Bolsonaro (62) PSC pode dizer que entende pouco de Teoria Econômica, mas nesta entrevista foi muito inteligente.
    Se ele diz que é totalmente favorável ao Tripé Macro-Econômico ( Metas de Inflação; Câmbio Flutuante e Superavit Primário), ele se declara super-Neo-Liberal, Ortodoxo, e perde milhões de Votos com o Povão. Não é boa política se apresentar como Neo-Liberal perante o Povão.
    Se ele diz que numa só “paulada” quebrará os 3 pés do Tripé, ele se declara um maluco Heterodoxo, que levará o País a breca em pouco tempo.
    Melhor dizer que não é um especialista em Teoria Econômica, e que dará ordem a seu Ministro da Fazenda ( seja quem for ) para acabar com o Desemprego.

  13. Conhecer economia é tão fácil ; pra quem não entende de economia vou ensinar o que sei : eu tenho 3 caixas de sapato …1ª caixa o que recebo de pagamento …2ª caixa os passivos ( prioridades que não posso deixar de pagar ..ex: alimentação , energia elétrica ,água ) …3ª caixa é tudo que sobrou ou faltou do salário ….se sobrou é superávit ….se ainda tem conta a pagar é déficit …..entenderam ou quer que desenhe ?

  14. Precisamos de políticos que não sejam bandidos, assim como são/eram Lula, Dilma Temer e o demagogo e falso Brizola. Eca! Dá vontade de vomitar.

  15. Colocar um artigo desses com o articulista falando que o presidente tem que entender de economia. Este bateu o recorde da cara de pau, no mínimo sendo bem pago pelo artigo. Um mínimo de inteligência dá vontade de vomitar.

  16. .
    Percebam o seguinte em relação à Bolsonaro:

    – Pessoas que xingam Bolsonaro de intolerante são pessoas que cospem, agridem, xingam, incitam a violência contra alguém apenas por estar com a camiseta do Bolsonaro.

    – Pessoas que chamam Bolsonaro de racista são pessoas que acham que preto pobre precisa de privilégio de cotas pra concorrer com branco pobre.

    – Pessoas que chamam Bolsonaro de ditador são pessoas que apoiam ditaduras latinas e africanas e não respeitam decisão da maioria como o estatuto do desarmamento, são pessoas que não hasteiam a bandeira nacional e sim bandeiras de ideologias típicas em ditaduras.

    – Pessoas que chamam Bolsonaro de homofobico são pessoas que são contra punição severa pra quem assassinar um homossexual.

    – Pessoas que chamam Bolsonaro de Machista são pessoas que acham que mulher precisa de privilégio pra concorrer com homem por meio de cotas, são pessoas CONTRA penas severas pra estupradores, são pessoas que não querem que uma mulher possa ter uma arma pra mandar estupradores pro colo de Fidel quando alguém tentar a violentar.

    – Pessoas que chamam Bolsonaro de corrupto são eleitores de POLÍTICOS envolvidos na lava jato como LULA, AÉCIO…

    – Pessoas que chamam Bolsonaro de Fascista APOIAM o ESTADO INTERVENCIONISTA em tudo, na educação familiar, nas liberdades do mercado do trabalho, impostos em cima de impostos, chegam ao ponto psicótico de dizer que os filhos pertencem ao estado e não às famílias. Apoiam a CLT copiada da Carta Del Lavoro de Mussolini. Enfim…

    Aqui pra citar apenas alguns dos sofismas e embustes. Uma forma breve de desmascarar essas patéticas muletas contra BOLSONARO.

    “”Acuse-os do que você faz. Chame-os do que você é.”” – Lênin, Ícone comunista da esquerda que matou perseguindo e de fome mais de 20 milhões na URSS. Esteja sempre preparado para desmascarar esses lobotomizados. Quanto mais as pessoas decentes observam o caráter podre dos críticos de Bolsonaro, mais apoio ele ganha e mais cresce sua popularidade entre as pessoas certas. Meus agradecimentos pelo suporte.
    (Desconheço o autor, mas concordo com tudo)

    #BOLSONARO_2018

  17. O Brasil precisa de polícia e Bolsonaro tem tudo para ser um ótimo delegado.
    Arrumará a casa, dando-nos a oportunidade de em 2022 termos alguns políticos comprometidos com o Brasil em quem votar.
    Se a canalhada permitir!…

    sanconiaton

  18. Se no dia da eleição, combinassem os eleitores, ir as urnas com a camisa de uma cor escolhida antecipadamente ou um boné, enfim algo que nos torne distintos, iludiríamos as “urnas da ilusão” e ficaria inapelavelmente confirmada a preferência dos eleitores por Bolsonaro, apesar do veredicto das urnas.

    sanconiaton

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *