Neste Sete de Setembro, Jair Bolsonaro aviltou a maior festa cívica dos brasileiros.

O Grande Ditador - Charlie Chaplin - Charlie Chaplin - DVD Zona 2 - Compra  filmes e DVD na Fnac.pt

Queremos governantes como Chaplin: gentis e generosos

Jorge Béja

Em suas falas públicas — que não se pode chamar de discursos —, tanto em Brasília como em São Paulo, justamente neste 7 de Setembro de 2021, feriado nacional, Dia da Independência, Dia da Pátria, o presidente da República desonrou o cargo que ocupa, desrespeitou a data e pregou a discórdia. Há 199 anos que o 7 de Setembro, a exemplo do 14 de Julho para o franceses e o 4 de Julho para o povo americano, é o dia em que se realizam as chamadas “´paradas militares”. É dia de festa. É dia de júbilo. É dia de orgulho.  Mas nesta quarta-feira, 7 de Setembro de 2021, foi dia de luto para os brasileiros. Um dia vergonhoso. Trágico.

Para amenizar tamanha vergonha, é oportuno relembrar e ler o último discurso de Charles Chaplin, em “O Grande Ditador”. Ei-lo, na íntegra:

###
O ÚLTIMO DISCURSO
Charles Chaplin

“Me desculpem, mas eu não quero ser um imperador. Não é esse o meu ofício. Não quero governar ou conquistar ninguém. Gostaria de ajudar a todos — se possível — judeus, não-judeus, negros e brancos.

Todos nós queremos ajudar uns aos outros. O ser humano é assim. Desejamos viver para a felicidade do próximo — não para seu sofrimento. Não queremos odiar e desprezar uns aos outros. Neste mundo há lugar para todos. A terra, que é boa e rica, pode prover todas as nossas necessidades.

O estilo de vida poderia ser livre e belo, mas nós perdemos o caminho. A ganância envenenou a alma do homem, criou uma barreira de ódio e nos guiou no caminho de assassinato e sofrimento. Desenvolvemos a velocidade, mas nos fechamos em nós mesmos. A máquina, que produz abundância, nos deixou em necessidade. Nosso conhecimento nos fez cínicos; nossa inteligência nos fez cruéis e severos.

Pensamos demais e sentimos muito pouco. Mais do que máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de gentileza e bondade. Sem essas virtudes, a vida será violenta e tudo será perdido.

A aviação e o rádio nos aproximaram. A natureza dessas invenções grita em desespero pela bondade do homem, um apelo à irmandade universal e à união de todos nós.

Mesmo agora que a minha voz chega a milhões de pessoas pelo mundo afora, milhões de desesperados, homens, mulheres, crianças, vítimas de um sistema que faz o homem torturar e prender pessoas inocentes.

Aos que me podem ouvir eu digo: “Não se desesperem!” O sofrimento que está entre nós agora é apenas a passagem da ganância, a amargura de homens que temem o progresso humano.

O ódio do homem vai passar e os ditadores morrerão. E o poder que que eles tomaram das pessoas, vai retornar para as pessoas. Enquanto os homens morrerem, a liberdade nunca se acabará.

Soldados! Não se entreguem a esses homens cruéis. Homens que desprezam e escravizam vocês, que querem reger suas vidas e dizer o que pensar, o que falar e o que sentir, que treinam vocês e tratam com desprezo para depois serem sacrificados na guerra.

Não se entreguem a esses homens artificiais. Homens-máquina, com mente e coração de máquina. Vocês não são máquinas, não são desprezíveis! Você é homem! Você tem o amor da humanidade no seu coração. Você não odeia, só os que não são amados e não naturais que odeiam.

Soldados! Não lutem pela escravidão! Lutem pela liberdade! No décimo sétimo capítulo de São Lucas é escrito: ‘o Reino de Deus está dentro do homem’ — não de um só homem ou de um grupo de homens, mas de todos os homens, em você!

Vocês, o povo, têm o poder — o poder de criar máquinas, o poder de criar felicidade! Vocês, o povo, têm o poder de fazer desta vida livre e bela, de fazer desta vida uma aventura maravilhosa.

Portanto — em nome da democracia —vamos usar desse poder, vamos todos nos unir! Vamos lutar por um mundo novo, um mundo decente, que dê ao homem uma chance de trabalhar, que dê um futuro a juventude e segurança aos idosos.

Foi prometendo essas coisas que cruéis chegaram ao poder. Mas eles mentiram! Não cumpriram sua promessa e nunca cumprirão! Ditadores libertam eles mesmos, mas escravizam as pessoas. Agora vamos lutar para que essa promessa seja cumprida, vamos lutar para libertar o mundo, acabar com as fronteiras nacionais, dar fim à ganância, ao ódio e à intolerância.

Vamos lutar por um mundo de razão, um mundo em que a ciência e o progresso vão levar à felicidade de todos.

Soldados, em nome da democracia, vamos todos nos unir!”

31 thoughts on “Neste Sete de Setembro, Jair Bolsonaro aviltou a maior festa cívica dos brasileiros.

  1. Sempre Bolsonaro é o motivo da balburdia que se encontra o Brasil na ótica dos jornalista com cunho esquerdista ,

    Não condenam os maus feitos anteriores , roubalheira mesmo.

    A harmonia entre os poderes a base é dando que se recebe , o bozo acabou com isso …

    Não é mais cobrado o dizimo em licitações para distribuir entre os irmãos …

    Está concluindo as obras inacabadas e com isso leva ao desespero os ladrões do dinheiro público a mídia está totalmente desacreditada e tenta de todas as formas calar quem noticia a verdade.

    • Tu estás fora da realidade, Bagaçado.
      Queres justificar os erro atuais com os do passado.

      Mais do que já se comentou sobre os roubos de Lula …. e qual foi o resultado?
      Tá livre, leve e solto porque o teu amo e senhor boicotou a Lava Jato!

      Foi tão intensa a campanha contra Moro, que foi julgado parcial nos processos onde atuou tendo Lula como réu.
      E como podes comentar sobre a suposta honestidade de Bolsonaro, se entregou o seu governo para o centrão??!!

      Falas que não se cobram mais propinas, que loucura!
      Então nos explicas o que houve no Ministério da Saúde com as aquisições de vacinas?!
      Se até uma CPI está em curso para levantar esse escândalo de proporções inimagináveis do governo de Bolasonaro, tu queres mencionar o presidente como exemplo?

      E as rachadinhas?
      Os gastos com o cartão corporativo?

      Pensa, antes de postares teus comentários, pois todos os governos, indistintamente, têm seus rabos presos e sujos!

    • Seu bagaçado, ao ler o artigo do senhor Béja fui ao youtube para tentar recordar Charles Chaplin. Há um link com uma montagem dos seus filmes no http://www.youtube/sidneygavin. Aposto que você vai se deslumbrar com o talento do Carlitos.
      Além de cinema ele compunha(Smile e Limelight são dois exemplos.

      Smile, though your heart is aching
      Smile, even though it’s breaking
      When there are clouds in the sky, you’ll get by
      If you smile through your fear and sorrows
      Smile and maybe tomorrow
      You see the sun come shining through for you
      Smile, my friend bagaçado!

    • Genocida comete crime desde o quartel, quando capitão, expulso por planejar e preparar atentado terrorista covarde contra próprios colegas e o Exército por motivo tão odioso, torpe, reclamando do soldo.

      Genocida comete roubalheira desde quando assumiu o cargo de deputado com emprego de mulheres e ex-mulheres, parentes destas e milicianos e seus parentes, vendedora de açaí, caseiro e a mulher, a maioria fantasma em seu cabinete, para tirar-lhes a maior parte do contracheque – que não é salário porque este envolve uma contraprestação relacionada ao cargo público, e funcionários fantasmas não exercem qualquer função relacionada ao cargo junto àquela atividade legislativa ou do órgão executivo para o qual nomeado.
      Fora ainda citar crimes ambientais de pesca em área de proteção, apologia às ditadura e à tortura e ao torturador…
      Tudo isso no passado e presente que se soma às perseguições que a mando seu foi (e é) promovido em órgãos públicos. A Reforma Administrativa que pretende acabar com a estabilidade no funcionalismo é para limpar, tirar qualquer pessoa de pensamento diferente do governo para encher com selecionados, nomeados em cargos de comissão ou cedidos de órgãos militares ao invés de concurso, estes últimos cada vez menos frequentes e menor quantidade. As vagas para cargos efetivos estão sendo extintas ou transformadas para cargos em comissão ocupados livremente por aqueles.

    • Só uma pergunta: por que ele está abraçado ao Centrão? E o orçamento secreto, para aqueles deputados do toma lá dá cá, igualzinho ao LULA, que vocês gostam de comparar.
      Que isso irmão, é tudo igual.
      O seu Mito destruiu a Lava Jato, defenestrou o juiz Moro, e distribuiu emendas a rodo para sua base aliada.
      Não observei ainda, nenhuma novidade.

  2. O artigo em tela, de autoria do excelso dr.Béja, definiu muito bem o que aconteceu com o nosso Dia da Independência:
    Um aviltamento por parte do presidente!!

    Mais não preciso comentar porque se trata de um texto irretocável, contundente, que demonstra o povo e país estarem à mercê de um projeto de ditador.

  3. Eu não entendi muito bem, quem foi o idiota que escreveu esse “ultimo discurso”; Foi Charlie ou foi Hitler.

    E também não entendi quem se “encaixa” nele. O Bolsonaro quer que todo cidadão tenha direito de ter sua arma de fogo e sua liberdade de fala.

    O Alexandre de morais decide o que é verdade, quem vai ser preso por contrariar suas verdades; o STF também quer o povo desarmado; todo esquerdista quer o povo desarmada, para facilitar o domínio quando o lula voltar e EXTERMINAR a mídia.

    PS: A vagabundagem esquerdista sempre SEMPRE desrespeitou o 7 de setembro; como já disse, no auge da “ditamole”, os professores da teta da educação, além de ensinar que o Don Pedro estava em cima de uma mula; ainda faziam as crianças boicotarem os desfiles cívicos de 7 de setembro.

    Ou seja; o Bolsonaro nunca fez nem faz fará nada; ele apenas reage a injustas agressões de defensores da teta publica, que atacam mente e distorcem a verdade dos fatos.

    OS: Don Pedro não estava com caganeira no 7 setembro; quem está com caganeira, e quem fica de fraldas escrevendo mentiras sobre a historia de Don Pedro.

    • Quem pede a prisão no Inquérito que corre no STF é a PGR, isto é, a Procuradoria-Geral da República, por seu Procurador ou Subprocutadores, e não o Ministro do STF.
      Simples e clara explicação.
      Mas de difícil entendimento por aqueles que apenas contam com tico e teco na cabecinha.

  4. Por falta de adjetivos a oposição não sofre, a cada dia entra um vocábulo novo na bateria de fogo de barragem.
    Genocida, fascista, miliciano, homofóbico, misógino, e recentemente insurreto e aviltador de manifestação.
    Afora isso os neologismos infanto-juvenis vicejam mais que mandioca de várzea.

  5. Só conheço dois jeitos de resolver as coisas :

    Na diplomacia onde as partes colocam seus motivos agruras, desentendimentos e resolve na conversa …todos se respeitam !

    Na força onde vence o mais forte .

    O vencido respeita o vencedor !

    • Pelo jeito que o senhor fala, imagino-o com uns 2 metros e meio, forte, faixa preta de qualquer coisa e treinado como um Navy seals americano. Espero que não seja o contrário: um fraco folgado que projeta nas palavras amargas o seu amargo fardo.
      O vencido respeita o vencedor… tá bom, fica assim.

  6. Acho que adjetivação da pessoa do presidente está extrapolando, alguns jornalistas chegaram a relacionar mais de 200, e todos negativos. Não pode! É exagero! Isso atinge negativamente a figura humana do indivíduo e sua imagem pública. É um abuso!
    Eu proponho que, quem utilize de algum adjetivo desmerecedor em relação à sagrada pessoa do Presidente da República, mantenha disponível a justificativa semântica e filosófica para defender seu uso.
    E que, os verdadeiros herois, de plantão na defesa de seu Dono e Senhor, questionem e discutam a validade do adjetivo aplicado.

  7. É impressionante como uma mente esquerdista pode se tornar lesada pela força da retórica socialista. Mesmo diante da realidade mais patente, dos fatos mais notórios, a consciência de um militante sofre tamanha degeneração que passa a viver baseada apenas nos sopros verbais emitidos pelos agentes de propaganda esquerdista. E jura que isto é a verdade, invertendo completamente a realidade.
    Sequer é possível argumentar contra alguém que pensa assim. As únicas armas que a pessoa de bom senso têm para provar seus argumentos são os fatos e os números. Mas, para essas cabecinhas já tão detonadas pela mentira, falar em fatos é intolerância, apresentar números é opressão. Para inteligências assim, indiferentes em relação à realidade, o único argumento verdadeiramente eficiente é o conhecido, mas sempre útil, vá engolir sapo!

  8. Não consigo rir do humor doentio do criminoso ora na presidência.

    Quanto aos seus teleguiados, aí já é outra coisa:

    Ao tentarem defender a “macheza” do (im)broxável são contraditos pela própria primeira dama que disse que o marido “carece de energia na alcova”.

    Risível também, e trágico, é defenderem até o funcionamento intestinal de quem, sabidamente, de há muito perdeu o controle dos esfíncteres.

    Obs. O grande lance é ressuscitar Freud, Jung e Lacan para que os três, juntos, possam ajudar minimamente esses pobres coitados que se deixam emprenhar mentalmente por BROXAnaro.

  9. Caro Béja, sua citação do discurso imortal do personagem do Carlitos veio espantar minha tristeza pelas idiotices que vi e ouvi ontem. Muito obrigado.

  10. Um comunista que já deu baixa ensinava chavões e conselhos na época do regime militar, se você for preso e quando sair da prisão deve divulgar que foi barbaramente torturado nos porões da ditadura.
    Até hoje tem convertido que nasceu na no final da década de oitenta e garante que foi torturado pela ditadura e imaginem por quem? Pelo coronel Brilhante Ustra.
    O Comuna que ensinava o verbo aos que saiam da cadeia, o Senhor Mario Lago.
    Quem foi abduzido pela foice e martelo, é caso perdido, o cérebro foi terceirizado.

  11. Bom dia , leitores (as):

    Senhor Jorge Béja , acontece que o Presidente Jair Messias Bolsonaro nunca ” HONROU , RESPEITOU ” a instituição Presidência da República , com o agravante que ele maculou a 07/09 , comemorativa da independência do país , p/projetos pessoais .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *