‘Ninguém é obrigado a ficar como ministro’, diz Bolsonaro sobre saída de Guedes

Jair Bolsonaro

Bolsonaro levou na brincadeira as declarações de Guedes 

Deu em O Tempo
Estadão Conteúdo

Em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira, 24, após participar da reunião do Conselho Deliberativo da Sudene, no Recife, o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre a entrevista do ministro da Economia, Paulo Guedes. à revista semanal Veja, na qual disse que deixará o governo caso a reforma da Previdência vire uma ‘reforminha’.

“Paulo Guedes está no direito dele. Ninguém é obrigado a ficar como ministro meu”, disse o presidente. E, na linha defendida por seu ministro da Economia, voltou a dizer que sem a reforma previdenciária “será o caos na economia”.

VAI QUEBRAR – Na entrevista, Paulo Guedes disse que, sem a reforma, o País pode quebrar já em 2020. “Se não fizermos a reforma, o Brasil pega fogo. Vai ser o caos no setor público, tanto no governo federal como nos Estados e municípios”, afirmou.

“Pego um avião e vou morar lá fora. Já tenho idade para me aposentar”, disse ele, segundo a reportagem. “Eu não sou irresponsável. Eu não sou inconsequente. Ah, não aprovou a reforma, vou embora no dia seguinte. Não existe isso. Agora, posso perfeitamente dizer assim: ‘Olha, já fiz o que tinha de ter sido feito. Não estou com vontade de ficar, vou dar uns meses, justamente para não criar problemas, mas não dá para permanecer no cargo’. Se só eu quero a reforma, vou embora para casa”, afirmou Guedes na entrevista.

De acordo com a Veja, Guedes afirmou que o presidente Jair Bolsonaro está totalmente empenhado em aprovar a reforma nos moldes em que o projeto foi enviado pelo governo ao Congresso, com expectativa de economia de até R$ 1,2 trilhão nos próximos dez anos.

NEGOCIAÇÃO – O ministro reconhece que há uma margem de negociação, que pode no máximo ir a R$ 800 bilhões de economia, e destacou ainda que a reforma da Previdência não está sendo apresentada apenas para equilibrar as contas públicas, mas que também se propõe a corrigir enormes desigualdades, de acordo com a revista.

Em sua primeira viagem oficial ao Nordeste, Bolsonaro fez um apelo a governadores e prefeitos para que trabalhem pela aprovação da reforma da Previdência, alegando que a proposta é fundamental para reduzir desigualdades no País. 

DESAFIO – “Temos um desafio pela frente que não é meu. É também dos senhores governadores e prefeitos, independentemente de questão partidária. É a reforma da Previdência, sem a qual não podemos sonhar em botar em prática algo que estamos sonhando neste momento”, afirmou Bolsonaro. “Tenho certeza que todos os governadores torcem pela aprovação da reforma.”

Quando questionado sobre sua alta rejeição no Nordeste, o presidente respondeu de forma dura: “Faça uma pergunta mais inteligente”.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Bolsonaro não prima pela educação nem pelos conhecimentos. Isso não impede de ser presidente. Aliás, lá na matriz USA, Trump também é desse tipo e até parece pior do que sua versão brasileira aqui na filial Brazil. Mesmo assim, ainda tenho esperança de que Bolsonaro dê a volta por cima, mas antes terá de se livrar dos filhos Zero Um, Zero Dois e Zero Três, cuja soma final é Zero, e também do guru virginiano Olavo de Carvalho, que é uma espécie de Zero à esquerda, mas que pensa (?) estar posicionado à direita. (C.N.)

19 thoughts on “‘Ninguém é obrigado a ficar como ministro’, diz Bolsonaro sobre saída de Guedes

  1. Senhor Carlos, na minha concepção de ver, o problema maior não é ministro fulano ou beltrano
    O que temos que ter é uma equipe harmoniosa, e que não se mostrem como os supra sumos, deusos da economia, que tudo podem.
    Deve ter muita conversa, muita conversa, com todos os segmentos da sociedade.
    Enquanto houver esta ferrenha disputa, para ver quem é mais competente, continuaremos a descer a ladeira, e para voltar exige-se mais sacrifícios.
    Então….

  2. O país não quebrou até hoje.
    Se quebrar com ele mostra o quanto errou e o inequívoco engano da maioria dos eleitores que escolheram candidato no segundo turno (sem contar brancos e nulos, o que significaria dizer que não teve maioria dos eleitores).

  3. O MECANISMO 2, ultimo capitulo:

    “A conexão atemporal de todos os escândalos da nossa democracia.
    As conexões não são aleatórias.
    O mecanismo se repete a cada ciclo eleitoral.
    Há 7 papéis chaves, e 7 pessoas desempenham esses papéis tendo grande influência na rede de corrupção.
    Entra partido e sai partido, essas pessoas estão lá.

    402 pessoas listadas nos 82 esquemas de corrupção nos ultimos 30 anos.
    Dessas 402 pessoas, 7 são recorrentes, intersecção em TODOS os casos.
    Dessas 7, pelo menos 1 está envolvido em todos os esquemas, ddesde 1987, todos, o ponto nodal onde toda a ação fica concentrada, MDB
    Dessas sete, 3 são politicos do MDB, o partido que nunca se elege, mas que sustenta os partidos de esquerda e de direita que se revezam no poder.

    Um empresário, três politicos, dois banqueiros, e o doleiro.

    Quem comanda o Brasil é o poder e o dinheiro, enquanto a esquerda e a direita ficam brincando de governar…

    DIVIDIRAM O POVO, todo mundo brigando, fica mais fácil pra caravana seguir.”

    Já temos um novo presidente e, agora, já não vão prender mais ninguém…

    O Povo, completamente preso a esse mecanismo, reage infantilmente, acompanhando a encenação sórdida dessa gente…

    Todo esse jogo podre, essa “canastra suja” foi, via voto, de mãos beijadas para o atual presidente, vulgo MITO, que turvou ainda mais a concepção da coisa adicionando DEUS, um elemento que apela forte á reação dos enganados.

    Sair ás ruas, a favor desse Mecanismo PODRE, só revalida o mesmo. Garante a esses intocaveis o direito de roubar do Brasil os direitos, a dignidade, a ordem e o progresso do Povo Brasileiro.

  4. O governo Bolsonaro não é solução para coisa nenhuma senão para a sua própria turma, pelo contrário, trata-se de mais um problemão que mais parece uma questão de junta, juntar e arremessar logo para o lixão da história do Brasil, até porque não será de mais esse mato seco que surgirá o Coelho Novo de verdade que pode resolver o Brasil. É mais um que vai cair, igual o Cunha, assim como todos os impostores políticos temporais, charlatões, estão caindo, à direita, à esquerda e ao centro, até que o ungido se levante, cumpra a sua Missão e faça o que tem que ser feito neste arremedo de país há trocentos anos, para torná-lo de fato sensato, equilibrado, justo e melhor para todos.

  5. Vivo, Guedes tem apenas duas saídas à vista: permanecer no cargo que lhe garante impunidade, ainda que temporária, ou cadeia, porque fugir para outro país não vai colar, até porque o recolhimento do passaporte dele já deve estar sendo providenciado pela PF.

  6. Voltaire em seu tempo era contra a monarquia e o clero, e é atribuída a ele a frase, ‘Enforcar o rei com as tripas do ultimo Papa.
    Os nossos Voltaires de agora querem enforcar Bolsonaro com as tripas do Paulo Guedes.

  7. Sem a Reforma da Previdência, “será o caos na economia”. disse Bolsonaro; Vejo nesta frase o conto do terror , como se a Previdência fosse a única e maior causa dos problemas nacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *