Ninguém sabe o que haverá em Curitiba, mas sabe-se que Lula poderia ter evitado

Resultado de imagem para lula exercito de stedile charges

Em 2016, Lula prometeu colocar o “exército” nas ruas

Carlos Newton

Ao pedir mais um adiamento do interrogatório do ex-presidente Lula da Silva, seus advogados causaram uma confusão enorme nas bases do PT e seus aliados, como os movimentos sociais, centrais e sindicatos. Em Brasília, que preparou uma revoada de parlamentares petistas e dos partidos de oposição, ninguém sabia o que fazer. A mesma desorientação atingiu os “exércitos” dos sem-terra e sem-teto de João Pedro Stédile e Guilherme Boulos, assim como a UNE e entidades estudantis. Mas o juiz federal Sérgio Moro nem deu atenção ao pedido da defesa de Lula e o interrogatório continuou de pé.

Não se sabe a que ponto a indefinição atrapalhou os preparativos da megamanifestação, também se desconhece o que pode acontecer hoje em Curitiba. A única coisa que se sabe é que apenas uma pessoa poderia evitar isso – o próprio Lula da Silva. Bastava uma palavra sua poderia pacificar a situação e afastar qualquer risco de confronto. Mas ele não se manifestou, simplesmente deixou rolar.

EXÉRCITO DE STÉDILE – Na verdade, Lula é o grande responsável por todo esse clima de angústia. O PT, os partidos aliados, os movimentos sociais, os sindicatos e centrais,  os estudantes e trabalhadores – todos eles só se meteram nessa empreitada atendendo a pedido do próprio Lula. Em 23 de fevereiro de 2016, num evento em defesa da Petrobras na Associação Brasileira de Imprensa, ao discursar o ex-presidente mudou o tema da reunião e avisou que iria botar o “exército” do Stédile nas ruas. Um ano e quatro meses depois, a ameaça se concretiza.

O fato concreto é que, sem ter como se defender das acusações, Lula apela para a militância, está pouco ligando para o que pode acontecer. É certo que não será preso. Se quisesse prendê-lo, o juiz Moro já o teria feito. Mas o magistrado sabe que o custo/benefício não vale a pena. É melhor deixar Lula desmoronar ao vivo e a cores.

No desespero, os advogados apelam para as mais criativas chicanas (manobras judiciais aéticas). Requisitaram 200 mil páginas de documentos à Petrobras e agora queriam adiar o interrogatório, alegando que não tiverem tempo de ler. Só pode ser Piada do Ano.

NUNCA ANTES – O ex-presidente Lula da Silva pode se orgulhar de mais essa realização. Nunca antes, na História deste país, um político agiu de forma tão irresponsável, em benefício próprio, tentando escapar da Justiça escondendo-se atrás da multidão.

Lula diz que não há provas contra ele. Se isso é fato, então deveria agir como se fosse inocente. Qualquer pessoa que é acusada injustamente, sem provas, faz questão de enfrentar a Justiça com altivez e galhardia, não se esconde atrás de sem-terra ou sem-teto, porque isso o identifica como sem-caráter.

Vamos torcer para que não aconteça nada de grave e Lula da Silva possa voltar a seu decadente império em São Bernardo, para continuar correndo atrás de um sonho que inevitavelmente vai se transformar em pesadelo. É só uma questão de tempo.

9 thoughts on “Ninguém sabe o que haverá em Curitiba, mas sabe-se que Lula poderia ter evitado

  1. Ao juiz cabe ouvir as partes, sopesar as acusações, avaliar as provas. Deles é demandado um esforço que devia ser sobre-humano para que conservassem equidistantes das partes –da acusação e do réu. Não é preciso fazer grande esforço para afirmar, sem medo de errar, que tal equidistância deixou de ocorrer há muito em Curitiba e em cada vírgula, em cada aposto dos processos abertos contra o ex-presidente….

    É pouco crível falar em Estado Democrático de Direito quando se invoca a Justiça não para um julgamento, mas sim para um justiçamento cuja sentença já é urdida alto e bom som e clamada em editoriais de veículos de comunicação que há muito deixaram de mediar a razoabilidade e passaram a pregar o arrepio da lei.

    Luis Costa Pinto
    https://goo.gl/00mNae

    • Alex Cardoso, guarde tempo, muito tempo, para visitar seus correligionários na cadeia. E verás o juiz Sérgio Moro ser enaltecido, elogiado, aplaudido e ovacionado pelos brasileiros honestos.

      • Joca, não adianta, trata-se de mav a soldo, percebeu que manifesta-se em todos os artigo que mencionam o maior farsante e mentiroso desde o descobrimento?Eles adoram falar em “estado democrático de direito”, papagaios de pirata, repetindo o mantra de sempre e as chicanas dos doutos, a doutrinação é profunda e irreversível, para eles, a abjeta criatura é o equivalente ao “Deus-Sol, mais perseguido que Jesus Cristo, esperar o quê de alguém que faz tal comparação?

  2. Se nossas instituições estivessem funcionando plenamente, Lula já estaria preso diante do que disse dia 24 de fevereiro.
    Proferiu ameaças de várias faces: defender o que é nosso: sabemos brigar; sobretudo quando Stedile colocar o exército dele na rua.
    Onde estavam as instâncias que devem defender a nação, quando alguém declara tais ameaças? E# mais: um ex-presidente da república.
    Já perdemos muito tempo e muitas coisas.
    Vá eu dizer uma besteira destas, ameaças desde nível! Seria preso e enquadrado na lei de segurança nacional.
    Faltam autoridades com conhecimento e coragem de tomar as medidas.
    Queria ter o conhecimento e algum valor disponível.
    A continuar neste caminho, teremos de denunciar governo, legislativo e judiciário em instâncias internacionais. E os do povo é que terão de fazê-lo. bem dito, do povo bom!
    Fallavena

  3. Enquanto isso, no interior dos quartéis, dormem sossegados os nossos heroicos soldados… No fim do mês o soldo vem e a estabilidade é assegurada, Não carregam marmitas escaldadas, nem se preocupam com o ladrão nas ruas deles infestadas. Por que se importar com o exército de Stedile, com os vômitos arrogantes do Molusco desvairado? Ao os herois sempre sobrevivem sem nem mesmo terem lutado.
    Que vidas boas…

  4. É verdade, se o Lula fosse inocente, não haveria necessidade de convocar esses movimentos e o seu exército para intimidar a justiça, assim como os que vão para Curitiba, se tivesse a certeza que o Lula é inocente, não criariam esse tumulto em defesa do Lula.
    Esses “movimentos”, estão dando um recado: se nós nos movimentamos em defesa do Lula pelo simples fato dele ir depor, imaginem o que faremos se o Lula for preso.
    Não se dever temer prender o Lula, porque qualquer tumulto dos que apoiam o Lula, o verdadeiro Exército brasileiro.estará pronto para liquidar qualquer movimento que deponha contra a segurança nacional e fazer cumprir a lei. Isso eu não tenho dúvidas.

  5. Não ocorrerá nada de anormal em Curitiba, minha cidade natal. Curitiba não é este Rio de Janeiro onde manifestações fogem do controle, causando ferimentos, prejuízos materiais e até mortes.

    As polícias do Paraná responderão com a força na proporção direta do tamanho dos desrespeitos às leis que os manifestantes ousem cometer!

    Que a petralhada, aliados e apaniguados não se esqueçam de que no Paraná o buraco é mais embaixo!

    Isso vale também para Gleisi, Lindbergh e outros vagabundos parlamentares que matarão o trabalho para formar um rebanho para o líder da seita lulopetista.em Curitiba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *