No desespero, ministro da Defesa “inventa” um falso plano contra o crime no Rio

Resultado de imagem para raul jungmann

Jugmann no tem o que dizer, fica inventando

Carlos Newton

Esta quinta-feira, em viagem Argentina, o presidente Michel Temer voltou a se elogiar e disse que esse governo no mente. Mas o velho ditado ensina que mentira tem perna curta, e no deu outra. No dia seguinte, para criar uma agenda positiva, Temer reuniu no Planalto seis ministros, o presidente da Cmara e o governador do Rio de Janeiro, com a finalidade de encontrar uma soluo contra o avano da criminalidade no Estado. E o governo que no mente logo passou a contar uma mentira atrs da outra, num verdadeiro festival.

O encontro terminou sem nenhuma medida tomada, mas o governador Luiz Fernando Pezo deu entrevista para dizer que o governo liberou mais 800 homens para reforar a segurana no Estado. Quando os jornalistas lhe disseram que quase toda essa tropa j estava na Rio e s faltavam chegar 140 agentes da Polcia Rodoviria, Pezo demonstrou surpresa, tipo Piada do Ano: Eu no sabia, balbuciou.

SUCESSO DE MENTIRAS – Depois dessa mancada de Pezo, o ministro da Defesa Raul Jungmann foi assediado pelos reprteres e no parou mais de mentir. Teve de inventar um plano mirabolante, dizendo que as Foras Armadas sero enviadas ao Estado a qualquer momento e de surpresa. “Estamos mudando a cultura. As operaes sero feitas sobre trs pilares: inteligncia, integrao (com Fora Nacional e polcias) e surpresa, surpresa, surpresa“, afirmou.

Disse que a estratgia semelhante adotada pela Polcia Federal em operaes especiais. “Nem o governador vai saber antes. Vai saber na hora. Vamos chamar uma coletiva de imprensa e comunicar no momento ou aps a operao“, detalhou, acrescentando que as aes realizadas anteriormente, com antecipao da notcia do envio das tropas, s “baixavam a febre”, mas no resolviam os problemas.

ALTA CRIATIVIDADE Como se v, quando passa ao ataque o ministro da Defesa se torna altamente criativo e inventivo. Na manh de sbado, seguiu na mesma balada, ao declarar ao programa RJ-TV que a atuao dos militares ser permanente, mas descontnua, em conjunto com os policiais. No momento seguinte se interrompe essa operao e se iniciam outras e mais outras, imaginou.

O pior viria a seguir, ao dizer o seguinte: No caso das Foras Armadas, ns no precisamos de muitos recursos de fora. S para dar um exemplo, a Vila Militar, que a maior unidade militar da Amrica do Sul, tem 12 mil homens. Na totalidade das trs Foras, temos 35 mil homens.

Foi uma declarao irresponsvel e mentirosa. As tropas militares no esto preparadas para o combate ao crime. Somente podem ser acionadas as unidades que contam com militares de carreira, profissionais. Recrutas de 18 anos no devem participar desse tipo de ao. Portanto, jamais se poderia considerar que h 35 mil homens disponveis, conforme o ministro anunciou ao RJ-TV.

GUERRA DE MARKETING Fica claro que o governo est tentando usar o marketing como arma numa guerra civil no declarada, em que mais dois policiais militares foram mortos, j so 90, e ningum sabe como isso vai parar.

Leonel Brizola e Darcy Ribeiro queriam construir escolas, para evitar construir mais presdios. Agora, no h vagas no sistema carcerrio, presos perigosos so soltos irresponsavelmente, porque as leis no so rigorosas e os juzes no esto nem a. Agora, uma da alternativas aumentar o rigor das penas, como ocorre no Japo, que assim conseguiu dominar a mais sangrenta mfia mundial, a Yakuza. Alm disso, preciso construir cadeias-oficinas, onde os presos sejam obrigados a trabalhar para custear o sustento de suas famlias.

###
P.S –
No Japo os agentes penitencirios trabalham com mscaras, os presos so proibidos de olhar para eles. Aqui no Brasil os agentes so facilmente cooptados pelas faces criminosas, que dominam os presdios, onde existem cantinas e trfico de drogas. O sistema brasileiro est todo errado, mas quem se interessa? (C.N.)

13 thoughts on “No desespero, ministro da Defesa “inventa” um falso plano contra o crime no Rio

  1. Sr Carlos Newton, bom dia.
    O crime organizado. Eles preparam advogados, contadores, especialistas em armas, INTELIGNCIA e etc… Tenho para mim que os juzes so ameaados e no que eles no estejam nem a para os criminosos.
    Tipo: Teu neto e tua neta estudam na escola tal, no horrio tal, moram no endereo tal, frequentam o clube, shopping e etc no horrio tal….
    Carlos Newton, tenho certeza que a maioria estaria na luta contra o crime, de forma consistente, se tivssemos uma mudana institucional onde s se olhassem para o bem do povo e fosse brutalmente atacada a CORRUPO que o mal do pas.
    Abrao.

  2. Para este pessoal, do poder, que no esta nem ai com sociedade famlia, para eles quanto pior melhor, destruir o caminho, para isto conta com a colaborao de ladro puta, traficante, tudo que no presta em uma sociedade organizada, mas este pessoal foi tirado a mscara, o Brasil no vai ser escravo de outra nao, e nem vai ser vendido, traidores da ptria, vai ser julgado em um tribunal especial esperar para ver.

  3. Dizia um ex chanceler da Alemanha:” S se conseguir um acordo com um tigre, se for aceito ser comido por ele”.
    Sem a possibilidade, o tigre no far qualquer acordo.
    Assim esta o rio de Janeiro e grande parte do Brasil.
    No ha mais qualquer possibilidade de reverter a criminalidade, sem que haja o confronto direto com os criminosos
    A bandidagem sabe que esta ganhando a guerra e que no outro lado, esto polticos covardes e mal intencionados que s olham para a prxima eleio e cargos para cupinchas, que serviro de cabo eleitoral nas eleies.
    Enquanto a poltica no entender que deve proporcionar as foras de seguranas um equilbrio com o modo de agir do banditismo, nunca poder ser reinstaurado a soberania da lei.
    Bandido no cumpre regras, a polcia por pertencer ao estado, deve andar certinha dentro de uma legislao pra l de protetiva ao crime. E desta forma a antecipao de uma derrota anunciada.
    90 policiais mortos no Rio de Janeiro e isto no serve de alarme.
    Um bandido s, quando morto, causa consternao maior que todos os PM tombados.
    Sera que a polcia tambm ter que passar a queimar nibus, para chamar a ateno?

  4. Roubam a carga de 27 caminhes por dia e bondosamente a policia no vai atrs dos receptadores.
    S fecham biqueiras de drogas e no rastreiam o dinheiro, como na Lava Jato, para chegarem aos chefes na Vieira Souto.
    Na semana passada boa parte do 7.o Batalho – So Gonalo – foi presa…
    Est difcil…..

  5. A populao est jogada a prpria sorte, eles que ocupam altos escales, tem proteo paga pelos contribuintes, carros blindados para toda a famlia, sade particular, comida, gastos extras, agora o povo vive um inferno, mentira aps mentira, mas isto tem muito haver com a educao, bem lembrado que Brizola e Darcy Ribeiro queriam mais escolas, tanto que o projeto dos CIEPs foram abandonados, hoje mostrou a consequncia de governos posteriores, mas esta violncia no s no Rio de Janeiro, est enraizada em todo o pas, o trfico est mandando, as crianas no podem nem mais se educar, morrem nas unidades por bala perdida, os governantes no tem nenhum plano para o pas, mentem at com nmeros da economia, muito me estranha que de repente os preos de produtos tem ficado menor, no por ajustes nas contas pblicas que continuam l em cima, mas parece um acordo com grandes empresrios, estamos vivendo em um pas onde a justia finge que condena os crimes, tanta enrolao do poder judicirio, prende, solta, condena, absolve, um festival de desmando, uma baguna, at quando tentaro enganar o povo brasileiro.

    • O Rio um estado muito estranho, apesar de ter vrias refinarias tem os combustveis entre os mais caros do Brasil.
      No Rio o litro da gasolina foi para R$ 3,80/3,90, em So Paulo e no.Piau est entre R$ 3,20 e 3,30….

  6. O Estado brasileiro um engodo . A constituio uma negaa , o poderes ” constituidos ” um embuste composto de oportunistas e de farsantes , eleitos por um povo oportunistas como tais , que vendem seus votos por xepas e por outras vantagens apequenadas

  7. Enquanto o ministro falava foi morto o 91o policial militar no Rio.
    E outros 90 morrero at o final do ano, ao lado de outros 35.000 brasileiros que no tm segurana armada ou carro blindado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.