No dia em que completa 80 anos, o Papa toca café da manhã com oito indigentes

Papa conversou com cada um dos convidados sem-teto, sendo quatro italianos, dois romenos, um moldavo, dois romenos e um peruano (Foto: L'Osservatore Romano/AP)

Papa Francisco conversou com cada um dos convidados sem-teto

Deu no Estadão

O papa Francisco celebrou discretamente seus 80 anos neste sábado, com um café da manhã com oito indigentes e depois uma missa com cardeais. O Vaticano informou que o pontífice conversou com cada um dos convidados sem-teto – quatro italianos, dois romenos, um moldavo e um peruano – e dividiu com eles doces argentinos, antes de seguir para a missa. O grupo ofereceu um buquê de girassóis ao papa. Os desabrigados e sem-tetos foram convidados entre aqueles que vivem no entorno da Praça São Pedro.

ENVELHECIMENTO – Com os cardeais, o chefe da Igreja Católica tratou do processo de envelhecimento. “Há uns dias pensei numa palavra que parece horrível: velhice, um pensamento que assusta”, comentou. Mas o religioso disse que logo se recordou das palavras de sua primeira saudação como papa, em 2013: “A velhice é a sede do conhecimento.”

“Espero que seja o mesmo para mim”, disse neste sábado aos cardeais.

UM DIA NORMAL – Sábado é um dia de trabalho no Vaticano e o pontífice manteve o ritmo usual. Ele se reuniu com o presidente de Malta e teve audiência com um grupo secular. Mas Francisco também recebeu felicitações de todos os cantos do mundo, tanto em mensagens pessoais como em comentários pela internet. O presidente dos EUA, Barack Obama, disse que o papa “tem inspirado pessoas pelo mundo com sua mensagem de compaixão, esperança e paz”. O presidente italiano, Sergio Mattarella, destacou o chamado do papa aos europeus por solidariedade com os menos afortunados, em particular “os imigrantes e todos os que vivem às margens da sociedade”.

Segundo o Vaticano, o papa já enviou bolos de aniversário suficientes para 1.500 pessoas nas cozinhas que servem os pobres e desabrigados em Roma.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG No mês passado, o papa Francisco afirmou que “são os comunistas os que pensam como os cristãos”, ao responder sobre se gostaria de uma sociedade de inspiração marxista, em entrevista ao jornal italiano “La Repubblica”. E acrescentou: “Cristo falou de uma sociedade onde os pobres, os frágeis e os excluídos sejam os que decidam. Não os demagogos, mas o povo, os pobres, os que têm fé em Deus ou não, mas são eles a quem temos que ajudar a obter a igualdade e a liberdade”. O papa Francisco disse esperar que os movimentos populares entrem na política. “Mas não no mundo político, nas lutas de poder, no egoísmo, na demagogia, no dinheiro, mas na política criativa e de grandes visões”, ressalvou. (C.N.)

7 thoughts on “No dia em que completa 80 anos, o Papa toca café da manhã com oito indigentes

  1. Desejo ao Papa Francisco, Felicidades, Saúde e sempre as Bênçãos de Deus para conduzir esta Igreja, semeando o amor.
    Em sua homenagem, a sempre linda oração, atribuida à São Francisco, que tinha o nome de oração da Paz:
    ORAÇÃO DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS

    Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
    Onde houver ódio, que eu leve o amor;
    Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
    Onde houver discórdia, que eu leve a união;
    Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
    Onde houver erro, que eu leve a verdade;
    Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
    Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
    Onde houver trevas, que eu leve a luz.
    Ó Mestre, Fazei que eu procure mais
    Consolar, que ser consolado;
    compreender, que ser compreendido;
    amar, que ser amado.
    Pois, é dando que se recebe,
    é perdoando que se é perdoado,
    e é morrendo que se vive para a vida eterna.

  2. O problema nunca foram os ideais dos comunistas, mas sim sua prática quando no governo, tanto em países democráticos como nas ditaduras. Da mesma forma, Cristo era contra a riqueza e a Igreja é uma potentade neste quesito. Teoria e prática – dupla sempre citada que raramente andam juntas.

    • Este texto abaixo colhi aqui, na T.I.
      Não guardei o nome de seu autor. mas concordo com ele.

      “O comunismo é um regime político/administrativo tão bom, mas tão bom, que só funciona com ditadura e de partido único, tendo como método de cooptação dos opositores o expurgo e a execução em massa.
      O “paredon” foi o pavimento do comunismo cubano.
      Resumindo: na “democracia” comunista há apenas um eleitor: o próprio ditador.
      Talvez daqui a uns 500 anos ele possa vigorar, quando a humanidade for reduzida a robôs guiados por controle remoto.
      Enquanto houver um único humano com espírito de liberdade, o comunismo será contestado”.

      Quanto à riqueza da Igreja Católica, já meditei sobre o assunto.
      Não tenho como sugerir nada.
      Os templos devem ser demolidos e vamos dar um tijolo para cada pobre?
      Mas eles são tombados, são patrimônio da humanidade !!!
      A Igreja que eu conheço e participo ajuda os pobres com alimentação e doações.
      Aqui, no Rio, temos comunidades que abrigam e sustentam famílias inteiras de refugiados (em Botafogo, por exemplo,uma paróquia abriga mais de 100 refugiados).
      A minha paróquia faz gincana para arrecadar doações.
      Não faltam exemplos de caridade.

      Sobre o Vaticano, é um país católico, centro do poder da Igreja e eu o respeito.
      Boa noite.

  3. 1) Outro dia conversando com um amigo, Reverendo da Igreja Anglicana, ele me disse que, conheceu o Papa Francisco quando ele ainda era o Cardeal Bergoglio, lá em Buenos Aires, nos diálogos interecumênicos.

    2) E disse que ele é um Boa Praça, Brincalhão.

    3) Outro Reverendo esteve em Roma durante uma semana para outro encontro-diálogo, no final de novembro.

    4) Papa Francisco: ser humano maravilhoso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *