No livro “Ideias que colam”, trechos interessantes estão em todos os capítulos

Ideias que Colam: por que Algumas Ideias Pegam e Outras Não | Amazon.com.brJúlia de Aquino
Instagram literário @juentreestantes

Na semana passada, ao comentar sobre o livro “Ideias eu colam”, dos irmãos Heath, assinalei a quantidade de frases e trechos interessantes na obra. Por isso, a publicação de hoje é sobre alguns desses apontamentos, separados por capítulo.

Reforço que, apesar de se tratar de um livro mais técnico, os autores conseguiram apresentar as ideias de forma objetiva, clara e até mesmo divertida. Por esse motivo, não é um livro denso ou de leitura arrastada, características comuns em livros desse tipo.

Os autores abordam temas relacionados à Comunicação, Inovação, Comportamento Humano e Organizacional, Criatividade e mais. Confiram alguns trechos que me chamaram atenção ao longo da leitura (vale a pena dar uma olhada!):

INTRODUÇÃO

Algumas ideias são inerentemente interessantes e outras são inerentemente desinteressantes”.

Uma ideia que cola é uma ideia que tem mais chances de fazer diferença”.

CAPÍTULO 1 – SIMPLICIDADE

É difícil fazer com que ideias colem em um ambiente caótico, imprevisível e barulhento. Para ser bem-sucedido, o primeiro passo é: seja simples”.

“Mensagens essenciais ajudam as pessoas a evitar escolhas ruins, pois são um lembrete do que é importante”.

Encontrar a essência não é o sinônimo de transmitir a essência”.

Mensagens simples são essenciais e compactas. Quanto mais diminuímos a quantidade de informações em uma ideia, mais ela cola”.

Apenas ideias com captação profunda adquirem valor”.

Vale a pena o esforço – ‘encontrar a essência’ e expressá-la como uma ideia compacta”.

CAPÍTULO 2 – SURPRESA

O primeiro problema na comunicação é atrair a atenção das pessoas. Vejamos a forma mais básica de atrair a atenção de alguém: quebrar um padrão”.

Ideias que colam naturalmente costumam ser inesperadas. Quanto mais inesperadas forem nossas ideias, maior será sua fixação”.

“A surpresa nos leva a encontrar uma resposta e grandes surpresas exigem grandes respostas. Se quisermos motivar pessoas a prestar atenção, devemos aproveitar o poder de grandes surpresas.”

O senso comum é o inimigo de mensagens que colam”.

A imprevisibilidade, quando está a serviço de princípios essenciais, pode ter uma longevidade surpreendente”.

CAPÍTULO 3 – CONCRETUDE

A abstração dificulta a compreensão de uma ideia e sua fixação”.

É mais fácil lembrar de ideias concretas – Ideias que colam naturalmente estão repletas de palavras ou imagens concretas”.

A concretude torna os alvos transparentes”.

CAPÍTULO 4 – CREDIBILIDADE

A honestidade e a credibilidade de nossas fontes, e não seu status, permitem que elas atuem como autoridades”.

Ao apresentar uma alegação tangível e concreta, detalhes a tornam ainda mais real, mais crível”.

Detalhes claros aumentam a credibilidade. Precisamos saber aproveitar a verdade, os detalhes essenciais”.

A utilização de detalhes claros é uma forma de criar credibilidade interna, trazer fontes de credibilidade para a ideia. Outra forma é utilizar estatísticas”.

CAPÍTULO 5 – SENTIMENTOS

Para que as pessoas se decidam a agir, elas precisam se importar”.

A meta de tornar as mensagens “emocionais” é despertar o interesse das pessoas, fazendo com que elas se importem com isso. Sentimentos inspiram as pessoas a agir”.

Despertamos o interesse das pessoas apelando para aquilo que importa para elas”.

O interesse pessoal molda nosso foco de atenção, mesmo que isso não determine nossa postura”.

CAPÍTULO 6 – RELATOS

As histórias são ferramentas de aprendizagem eficazes. Elas mostram como o contexto pode levar as pessoas a tomar decisões erradas”.

Quando as crianças dizem “Me conte uma história”, elas estão implorando por entretenimento, e não instrução”.

Não precisamos sempre criar ideias que colam. Identificá-las costuma ser mais fácil e mais útil”.

Relatos surpreendem com seu duplo poder de simular e inspirar”.

CONCLUSÃO – O QUE COLA

Este é o melhor aspecto do mundo das ideias – qualquer um de nós, com o insight certo e a mensagem certa, pode fazer uma ideia colar”.

Não há quase nenhuma correlação entre um “talento para proferir discursos” e a capacidade de fazer com que ideias colem”.

Para que uma ideia cole, para que ela seja útil e duradoura, ela precisa levar o público a:

  1. Prestar atenção
  2. Compreender e se lembrar
  3. Concordar/acreditar
  4. Importar-se
  5. Ser capaz de agir sobre a ideia”

Livro: Ideias que colam
Autores: Chip Heath e Dan Heath
Editora: Alta Books
Páginas: 245

4 thoughts on “No livro “Ideias que colam”, trechos interessantes estão em todos os capítulos

Deixe uma resposta para José Borges Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *