No meio dos petistas havia ladres e conseguiram roubar a carteira de Suplicy

O ex-senador Eduardo Suplicy (PT) teve sua carteira roubada neste domingo (4) ao participar dos protestos contra o presidente Michel Temer (PMDB) na capital paulista. Aos 75 anos, Suplicy se deu conta que havia sido furtado ao ir para uma lanchonete aps o fim da manifestao, que se encerrou no Largo da Batata, na regio oeste de So Paulo.

Ele anunciou o fato em seu perfil oficial no Facebook e pediu nesta manh para quem encontrar a carteira contat-lo, alm de tambm fazer um Boletim de Ocorrncia digital. At s 12h30 desta segunda-feira (5) porm, o ex-senador ainda no havia tido nenhum retorno.

 

A SEGUNDA VEZ… – No a primeira vez que o petista roubado na capital paulista H trs anos, durante a Virada Cultural, ele teve carteira, celular e documentos furtados durante o show de Daniela Mercury e Zimbo Trio. Ele foi furtado enquanto cumprimentava o pblico na Estao Jlio Prestes.

Na ocasio, Suplicy subiu ao palco e fez um apelo junto cantora para que pelo menos os documentos, o celular e os cartes fossem devolvidos – o que ocorreu cerca de 15 minutos depois.

###
NOTA DA REDAO DO BLOGSuplicy do tempo dos Mutantes e sempre anda meio desligado. Ele ainda bem no percebeu que existem ladres no PT. At hoje a ficha no caiu. por isso que nosso amigo Paulo Francis o apelidou de Eduardo “Mogadon”, um remdio de tarja preta muito vendido na poca. (C.N.)

20 thoughts on “No meio dos petistas havia ladres e conseguiram roubar a carteira de Suplicy

  1. PERFIL

    Eduardo Suplicy: histrias curiosas de um poltico curioso

    Acompanhe a cronologia de fatos marcantes da vida do senador

    Por: Edison Veiga18/09/2009 s 19:36 – Atualizado em 07/12/2010 s 11:23

    1962 – Aos 21 anos, durante uma viagem de quatro meses pela Europa, Suplicy sofreu uma crise nervosa. Acreditando ter encontrado a conciliao entre as idias de Karl Marx e Jesus Cristo, tirou a roupa e comeou uma espcie de orao no banheiro do Aeroporto de Zurique, na Sua. Policiais estranharam seu comportamento e tentaram det-lo. Suplicy acertou um soco no nariz de um deles. Foi internado em um hospital suo por trs dias. Voltou ao Brasil acompanhado por sua me e por um mdico brasileiro e, aqui, ficou em tratamento por quinze dias em uma clnica psiquitrica na Granja Julieta.

    1985 – Em um debate entre os candidatos prefeitura de So Paulo, Suplicy levou um coelho e uma tartaruga de pelcia para ilustrar a seu adversrio Fernando Henrique Cardoso que “devagar se vai ao longe”.

    1986 – Em plena campanha para governador do estado, Suplicy decidiu “sumir” por trs dias. Deixou um bilhete dizendo que precisava “encontrar e aprumar o eixo”. Recolheu-se em uma casa na Serra da Cantareira.

    1992 – Durante comcio na Freguesia do , Suplicy, candidato prefeitura de So Paulo, teve seu bon roubado. Ele voltou ao palanque, que j estava sendo desmontado, e ligou o microfone. “Solicito que a pessoa que emprestou meu bon o devolva. Ganhei de meu pai e ele tem grande valor sentimental”, disse. Esperou, esperou, mas o bon no apareceu.

    1998 – Suplicy teve a cala rasgada por um cachorro da PM, em maio, durante manifestao ocorrida no Congresso. Antonio Carlos Magalhes, ento presidente do Senado, decidiu arcar com o prejuzo e presenteou-o com um corte de tecido ingls azul-escuro, suficiente para fazer um terno novo.

    1998 – Realizou um sonho: cantou O Cio da Terra, de Milton Nascimento e Chico Buarque, no coral do Senado. Ele j tomou aulas de canto e costuma entoar Blowin’ in the Wind, de Bob Dylan, ao fim de suas palestras.

    2000 – Pr-candidato Presidncia, o senador decidiu “morar” por trs dias na favela de Helipolis, no Ipiranga. Ali dividiu o teto com os cinco membros da famlia do agente comunitrio Jos Geraldo de Paula Pinto. Segundo Suplicy, a experincia serviu para que ele recolhesse impresses para finalizar seu livro Renda de Cidadania: a Sada pela Porta.

    2001 – Em abril, aps 36 anos de casamento, ele e Marta Suplicy anunciaram a separao. Quatro meses depois, quando Marta j havia assumido publicamente o namoro com o franco-argentino Luis Favre, Suplicy ainda nutria esperanas pblicas de reatar a unio.

    2003 – O senador teve seu celular roubado na Avenida Repblica do Lbano. Correu atrs do ladro e convenceu-o a devolver o aparelho. Depois de meia hora de conversa, deu-lhe de presente um exemplar de seu livro Renda de Cidadania: a Sada pela Porta. Segundo uma piada, fez isso para castigar o assaltante. Maldade pura.

    2004 – “Eu descobri a mulher que Deus criou para mim”, disse ao assumir o namoro com a jornalista Mnica Dallari, sua ex-assessora de imprensa. Logo foram rotulados de “Eduardo e Mnica”, em aluso famosa msica da banda Legio Urbana.

    2004 – Na inaugurao de uma academia, subiu no ringue de short curtinho e trocou golpes com Luiz Fabre Fabre com “b”, filho de argentino, ex-pugilista profissional.

    2006 – Em julho, durante reunio com alguns lderes petistas entre os quais sua ex-mulher Marta e o senador Aloizio Mercadante , Suplicy informou que faria uma cirurgia para curar um “problema na testa”. Todos riram, bvio. E o senador continuou seu discurso, empolgado, como quem no tivesse entendido a piada involuntria. A cirurgia foi realizada no mesmo dia no Hospital Srio-Libans. De acordo com nota oficial, foi um procedimento para “retirada de leso basocelular na regio temporal”. O vdeo foi parar no site YouTube.

    Veja/So Paulo

  2. Ol, amigos! Passando apenas para compartilhar felicidade quando acordo e lembro que no existe mais Dilma na presidncia do Brasil! !!!!! s alegria!

  3. Poxa como voces sao malvados…..uma pessoa necessitava do dinheiro e como todo politico do PT e honesto., a pessoa resolveu aliviar o peso do bolso desse senhor que tinha muito e estava cansado de carregar a sua propria carteira, ninguem viu ou conhece quem fez , mas que e uma maldade merecida com o PT , isso e certo!

  4. Sr Jornalista,

    Ofereo ao blog TI esta foto indita (minha autoria) do Eduardo Suplicy, vitorioso, na Av. Paulista, durante a passeata do impeachment do Collor:

    https://postimg.org/image/7kjv2xgcv/

    Que sirva de reflexo….

    Naquele dia, a carteira apareceria em 5 minutos, com risco de linchamento do meliante que furtou…

    Caso queira publicar um dia esta foto no blog, concedido.

    • Uma pergunta, Francisco: o Suplicy de famlia quatrocentona, no ?

      Ele no Matarazzo?

      Acha que ele precisa de $ do PT?

      mais fcil dizer que ele se mete em causas que poderia no se meter.

      Talvez ele goste da vitrine, de ser alguma coisa politicamente, de se achar importante no sentido de contribuir com alguma coisa. O que da ltima vez no deu, ele perdeu a vaga de senador.

      No me consta que haja acusaes contra ele. J contra outros que esto no poder…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.