No radicalismo político-ideológico, surgem paranoias contemporâneas

Resultado de imagem para radicalismo charges

Charge do Nani (nanihumor.com)

Antonio Rocha

Outro dia fui fazer compras e levei uma sacola plástica que tem as cores da seleção brasileira. Comprei esta sacola na época da última Copa do Mundo, quando a presidente ainda era Dilma. Na rua, uma pessoa olhou de través para a referida sacola, fazendo cara feia, outra me interpelou:

– As cores do Bolsoraro?

Respondi:

– Então você não pode mais comer arroz?

– Por quê?

Acrescentei:

– O arroz é branco, a couve é verde, a calça jeans é azul e a roupa amarela também não pode?

Mentes limitadas, estreitas, ideologizaram até as cores, apequenaram a amplitude do Nacionalismo.

QUESTÃO AMBIENTAL – Uma associação de moradores fez uma camiseta divulgando a APA – Área de Proteção Ambiental. Tratando-se de um assunto ecológico, o desenhista que ilustrou a citada camiseta colocou um tucano entre as árvores. Por que o tucano é uma ave que habita as florestas, a Mata Atlântica aqui do Rio de Janeiro.

Muita gente não comprou a camiseta. Viu o símbolo do partido político, mas não viu a mensagem da Natureza.

Da mesma forma é o outro lado, a cor vermelha passou a ser sinônimo de Demônio. Os times de futebol ficam então privados de usar suas belas cores, como o Bangu Atlético Clube (vermelho e branco), cujo estádio se chama “Estado Proletário de Moça Bonita”.

Falando nisso tive a honra de conhecer pessoalmente dois grandes torcedores do Bangu: o então governador Leonel Brizola e o escritor baiano Jorge Amado.

Por fim, me lembrei de um pensamento político e parodiei: “A intolerância cromática é a doença infantil da Democracia”.

16 thoughts on “No radicalismo político-ideológico, surgem paranoias contemporâneas

  1. Prezado Sr. Antônio Rocha,

    Muito oportuno este seu artigo.O Brasil, infelizmente, está cercado de mentes limitadas, estreitas, são milhões de brasileiros assim, tanto é que elegeram para e Executivo, para o Legislativo (federal, estadual e municipal) esta escória que estamos vendo aparecer todos os dias nas manchetes do jornal, geralmente com notícias de crimes contra o erário público, incompetência para a função, erros de gestão e falta de projetos legislativos ou de governo. Alguns desses inclusive são comentaristas da TI, que escrevem ou textos ininteligíveis ou simples ofensas, taxando tudo o que não é bolsonarista de “esquerdista” ou de “petista” ou de “comunista”, mostrando que são intolerantes, erráticos e não têm discernimento para diferençar o que é uma coisa concreta e seus delírios paranoicos e fanáticos.

    Agora veja a minha situação: sou torcedor do América Futebol Clube, desde a mais tenra infância, assisti o América ganhar o título de Campeão Carioca em 1960 e vibrei muito. Mas se eu sair às ruas vestindo a camisa de meu time preferido, um idiota desses vai dizer que sou comunista,

  2. Rocha, caríssimo amigo e professor,

    Uma das tantas admirações que tenho por ti, refere-se ao fato de seres budista, uma pessoa que tem paciência, tolerância, compreensão, e aceita os males do ser humano como uma transição.

    Ora, nessas alturas. eu lendo de tua autoria que perdeste os cadernos com um semelhante, me deixaste absolutamente inseguro, na corda bamba.

    Se até o Budismo de Rocha rejeitou a reação de uma pessoa, então estamos mesmo perdidos, e nos encaminhamos céleres para o fundo do poço inexoravelmente!

    Abração.
    Saúde.

  3. A única intolerância da Democracia de Verdade, é contra a ignorância e, sobretudo, contra a criminalidade, e até porque isso não descansa enquanto não consegue resolver ambas. O diabo é que no Brasil não existe Democracia de Verdade, e vocês, que não têm o rabo preso com o sistema podre, pecam feio ao chamarem isso que ai está de Democracia, até porque está escancarado que não passa de plutocracia putrefata com jeitão de cleptocracia e ares fétidos de bandidocracia, na qual o povo entra apenas como bucha de canhão, para dar o seu voto aos vilões e sofrer as sádicas e masoquistas consequências, e jamais para governar a nação. Portanto, chamar a isso de Democracia é alimentar o monstro, e manter refém o inocente útil.

  4. Excelente, Antonio Rocha!
    Confundido com o gado?
    Mas confesso que tenho a mesma impressão dessas pessoas.
    Para se ter uma ideia, mesmo eu tendo duas camisas da Seleção (uma amarela e a outra verde) mantenho elas no fundo do meu guarda-roupa.
    Não as tenho utilizado nem por conta somente da política, mas principalmente por ela, pois passou a ser consideradas as cores que os movimentos reacionários fizeram uso, porém também tem ainda (em particular falando de futebol) o fato de que só volto a assistir a Seleção quando o (detestável) Neymar deixar de ser convocado.

  5. Falando em paranóia, os quadrúpedes já sabem quebraram todos os CDs dos Beatles? Afinal de contas agora sabemos que as letras deles foram escritas pelo Theodor Adorno. Os Beatles eram agentes globalistas/cumunistas a serviço de George Soros para destruir os valores da civilização judaico-cristã!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Já sabem, né, quadrúpedes: a partir de agora vocês estão proibidos de ouvir Beatles!!!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk xD

    • Acoisa vai um pouco além disso, já que em matéria de natureza, como animais já fomos iguais a eles e portanto vivíamos a nossa pele, a verdade: a interação do corpo com a realidade presente.
      Com o advento da mente nos humanos surge a primeira mentira: o IDEAL. Com ele o inferno das ideias com as religiões ou ideologias. Agora. as farsas sangrentas são inevitáveis, pois idealistas e fanáticos atacarão os infiéis, os impuros, os reacionários como nos tempos de hoje com o socialismo e o islamismo do ISIS.

      A mente……mente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *