No segundo embate com Moro, um Lula nervoso foi mais ru que candidato

2 depoimento do ex-presidente Lula a Sergio Moro

Lula j sabe que est cada vez mais perto da cadeia

Igor Gielow
Folha

Quatro meses atrs, Luiz Incio Lula da Silva permeou seu primeiro encontro com Sergio Moro de ironias e com um firme propsito de estabelecer um discurso para a militncia do PT. Nesta quarta-feira (dia 13), o que se viu em Curitiba foi o petista acuado e agressivo, obrigado a falar sobre o objeto da ao que responde e tolhido em suas manifestaes mais politizadas. Se isso deveria ser a normalidade num processo judicial, a realidade aguda da crise poltica brasileira tornou o episdio uma exceo.

De l para c, Lula se manteve frente de pesquisas de inteno de voto para a Presidncia em 2018, mas foi condenado pelo mesmo Moro e agora sua elegibilidade depende de uma improvvel reverso total da sentena pelo Tribunal Regional Federal de Porto Alegre.

PERTO DE EXPLODIR – A expresso corporal de Lula mudou. Se demonstrava algum nervosismo e ansiedade no depoimento de maio, agora ficou perto de explodir verbalmente em vrios momentos. Foi notvel seu embate com a representante do Ministrio Pblico, que acabou mal para Lula: num dado momento, ele a chama de “querida” e repreendido por Moro, que exige o “doutora” ou “senhora procuradora”.

Em outro ponto, Lula sugere que ela no est “prestando ateno”. No estivesse a agenda feminista mais militante alinhada esquerda no pas, as crticas em rede social seriam inevitveis.

Lula s conseguiu sair um pouco das cordas nas curtas consideraes finais, quando acusou o Judicirio de “estar refm da imprensa”.

JANOT DE FORA – Mas quando tentou engatar uma crtica ao processo de reviso da delao da JBS citando o procurador-geral Rodrigo Janot, foi impedido por Moro. “No tem nada a ver com Braslia, com o doutor Janot”, respondeu o juiz, delimitando os espaos e claramente ciente do momento de fragilidade da Operao Lava Jato.

Moro tambm foi frio quando respondeu provocao final de Lula, que perguntou se ele poderia ser descrito como juiz imparcial . “Primeiro, no cabe ao senhor fazer esse tipo de pergunta para mim. Mas de todo modo, sim”, disse, recusando-se a discutir sua sentena condenatria no caso do trplex do Guaruj.

Em resumo, se o anticlimtico embate de maio acabou com Lula mostrando discurso de candidato pronto, o de setembro assistiu a um ru sob presso.

15 thoughts on “No segundo embate com Moro, um Lula nervoso foi mais ru que candidato

  1. O lula uma graa, ela no fala, discursa. At um depoimento na justia a um juiz que j o condenou, ele acha que esta num comcio.
    S imagino a dor de cabea que o Moro teve, aps ouvir a ladainha do molusco.
    Tem quem ache que salrio de juiz excessivo, porm para passar a vida ouvindo baboseiras e decidindo a vida de pilantras mentirosos, acho que juiz sub remunerado.
    Se na televiso, que apresentam apenas trechos do depoimento, j enche o saco, imagine ouvir aquilo por mais de duas horas e ao vivo.
    Ser juiz no fcil.

  2. Quanto a palavra “querida”, quem deveria admoestar Lula deveria ser a prpria atingida, pois era com ela que ele falava.

    De resto, Lula estar preso ao final. A menos que o “acordo” o livre.

    • Quem admoestou primeiro foi ela. O juiz Moro complementou solicitando que a chamasse de outra forma, pois lula ironicamente perguntou a procuradora como gostaria de ser chamada. O jornalista, como costume, mudou a noticia para criar mais ibope na guerrinha entre lula e Moro e ganhar mais cliques. O vdeo est na internet mas a mdia no divulga pois lula imortal e deus. Nunca erra.

  3. Esses polticos so verdadeiros artistas.. encenam em todo lugar. Para eles qualquer lugar palco. O primeiro molusco de garanhuns fica tentando passar por honesto cercado por delinquentes; onde a nica pessoa honesta ele, inclusive passa a impresso de que at sua falecida mulher o traa pelas costas colocando-o em situao em que hoje se encontra .

  4. Assisti ao depoimento na ntegra e no h chance alguma para Lula, mais uma condenao na certa. Chega a ser um escrnio a forma como o ex presidente responde as indagaes do juiz, para cada pergunta objetiva uma resposta evasiva ou ento o famoso “no sei”. Hilariante a parte sobre os recibos de pagamento do aluguel do apartamento, onde Lula responde que “acha que deve haver” e novamente joga para o colo da ex primeira dama a total responsabilidade. realmente o fim trgico desta figura que enganou todos os seus eleitores e principalmente o pobre povo brasileiro. Tambm a descrio que ele fez do Palocci nas entrelinhas confirma, para qualquer pessoa minimamente esclarecida, que ele est extremamente magoado com o ex companheiro a quem, at alguns dias atrs, ele se referia como dos maiores quadros do PT. E para arrematar ao final do depoimento ele vem diante do juiz perguntar se o mesmo se considerava isento para julg-lo, tentando se fazer de coitado ao invocar a figura dos netos e da bisneta, s pode ser candidato a “piada do ano”, como sempre se diz aqui neste site. Considero que somente canalhas ou ento ignorantes ainda conseguem acreditar nesta figura pattica.

  5. V se pode, “guerrinha” entre Lula e Moro”. brincadeira. As pessoas no sabem que juiz para julgar, no para acusar, ao que cabe ao Ministrio Pblico.

    O juiz tem que manter equidistncia das partes para julgar com iseno e imparcialidade, o que no ocorre mais no Brasil. O juiz responsvel pela instruo processual penal no pode ser o mesmo que proferir a sentena, porque j est irremediavelmente contaminado pelo vis acusatrio.

    Num Estado Democrtico de Direito inconcebvel opor o ru ao juiz, s no nosso Estado Policialesco de Exceo da Delao Premiada.

    • “Guerrinha entre lula e Moro” foi a imprensa petista que criou. O objetivo causar no pas uma briga de bar para o lula sair sem pagar. Mas Moro no Janot nem Bretas. Por isso a ira petista contra ele.

  6. E continua colocando as “responsabilidades pessoais” nas costas da falecida.
    J tem gente afirmando que ela, no lugar onde se encontra, est fazendo delao premiada pra reduzir sua pena.
    Vo encaminhar por email para Moro!
    Bem sei que brincadeira e de mal gosto. Mas o patife se esconder atrs do cadver da mulher demais.

    A imagem de Lula dantesca! Cara de safado, de bbado, de bagaceiro. Sorri quando a vontade gritar, berrar, cuspir nas pessoas. Est no nvel daqueles que o elegeram. Defend-lo e defender a corrupo, a trapaa, o deboche.
    Fico pensando naqueles que continuam defendendo, apoiando e seguindo o canalha.
    No d para dizer que so “!farinha do mesmo saco” – farinha um alimento legal. O correto dizer que so lama da mesma poa!
    Espero assitir Lula indo para a cadeia.
    Fallavena

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.