No Supremo, brilhante advogado defendendo o CORRUPTO Roriz. ELEGÍVEL ou INELEGÍVEL, jamais será governador da capital, Brasília

Que desperdício. Grande advogado, competente e altamente articulado, Pedro Gordilho, foi hoje à tribuna do mais alto tribunal do país, para tentar inocentar o mais culpado e irregular de todos os governadores da capital e do próprio país.

Inacreditavelmente, durante 14 minutos, o notável advogado elevou Roriz à condição de GRANDE INJUSTIÇADO, e até perseguido por grupos ou pessoas que não citou. Lógico, compreendo que ninguém pode ser acusado ou considerado culpado, e quanto mais egrégio o advogado, melhor a situação do réu. (Nenhuma palavra se ajusta melhor a Roriz do que essa).

Mas que exagero do advogado, ao defender o c-o-r-r-u-p-t-í-s-s-i-m-o ex-governador, citando, vejam só, vou enumerar as ESPANTOSAS CITAÇÕES para tornar ELEGÍVEL um cidadão que já nasceu, política, eleitoral e administrativamente I-N-E-L-E-G-Í-V-E-L.

Citações do advogado Pedro Gordilho, que estarreceram o plenário, e terão repercussão junto à opinião pública.

1 – Rui Barbosa.

2 – Catilinárias.

3 – João Mangabeira.

4 – Julio César.

5 – Renúncia LEGÍTIMA.

6 – Casuísmo.

7 – “Apenas” Lei Complementar.

8 – Nem emenda constitucional poderia haver.

9 – A renúncia, questão interna no Senado.

10 – É uma violação da lei.

Pedro Gordilho acabou, apareceu um outro, começou nova defesa, com o advogado citando a BÍBLIA, PARA JUSTIFICAR A RENÚNCIA DE UM SENADOR, QUE DEPOIS DE CAMPANHA CARA E CANSATIVA, SE ELEGEU. Mas seis meses depois, RENUNCIOU PARA NÃO SER CASSADO.

O advogado do PSOL, em irrepreensível manifestação, não livrou Roriz de nada, afirmou com base e provas. “Ele está INELEGÍVEL até 2022”. Magistral.

O Procurador Geral da República, Roberto Gurgel, foi implacável na condenação de Roriz. Nem se esperaria que um Procurador de sua categoria, competência e independência, PUDESSE CONCLUIR QUE RORIZ ESTAVA (E ESTARIA) ELEGÍVEL. Nem passou perto, provou que Roriz foi “FLAGRADO” em irregularidades de vulto. E que “RENUNCIOU PARA NÃO SER CASSADO”. O que já foi VASTAMENTE CONCLUÍDO, desde que se tornou público o episódio vergonhoso.

A alegada PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA para um CORRUPTO como Roriz, é OFENSA AO CIDADÃO-CONTRIBUINTE-ELEITOR. O Procurador Geral ressaltou o fato.

A renúncia para não ser cassado (punido) nada a ver com o princípio republicano, que tantos gostam de citar.

Às 4,23 começou o julgamento, como o voto do relator, Ministro Ayres Brito. Falou 72 minutos, (1 hora e 12, resumindo) condenando formalmente, o corrupto que RENUNCIARA para não ser CASSADO.

O Ministro Gilmar Mendes não poderia passar sem exibicionismo, antecipando seu voto, ANTES DA HORA.

Tomou então a palavra, o presidente da Casa, Ministro Cezar Peluso, que utilizou 8 minutos de tempo, INTEIRAMENTE INÚTIL E VAZIO. E também não era sua vez de votar.

Aí usou da palavra o presidente do TSE, Ministro Lewandowski, sem esperar sua vez, e seguiu a inutilidade de Peluso. Incrível como jogam tempo fora, não só dos que estavam presentes, mas dos que tomariam conhecimento da questão, D-E-P-O-I-S.

Antes da votação, Cezar Peluso GASTOU (a palavra é essa) 40 minutos para não dizer nada. E Gilmar Mendes, INVEJANDO os que “falam” sem a menor profundidade ou conteúdo, voltou a se exibir. (Já eram 6,20, continuavam sem votar).

E continuaram a discussão (inócua) desprezando a votação (importantíssima) e que deveria ter acabado. Às 6,30 falavam todos ao mesmo tempo. (Todos os presentes, já que o Supremo está desfalcado. Um ministro caiu na expulsória, Lula quer nomear o presidente do STJ. Que tem tantas irregularidades, que juntei algumas delas, g-r-a-v-í-s-s-i-m-a-s, num ABECEDÁRIO de A a Z. Não pode pertencer ao Supremo e tem que se aposentar no STJ).

***

PS – Às 6,33, o Ministro Dias Toffoli PEDIU VISTA, garantindo, “TRAGO O PROCESSO AMANHÔ. No momento só existe UM VOTO declarado, do relator, contra Roriz.

PS2 – Nenhuma importância nos votos que faltam. Podem CONDENAR ou ABSOLVER Roriz, nenhuma importância. Faltam 10 dias para a eleição, seja considerado ELEGÍVEL ou INELEGÍVEL.

PS3 – Se não puder ser CANDIDATO, vitória INDIRETA DO POVO. Se deixarem que Roriz seja candidato, vitória DIRETA DO POVO, que votará contra ele.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *