Nos 100 anos de Darcy Ribeiro, os brasileiros no podem aceitar a opo pelo conformismo

Imagem analisada visualmenteMrio Causanilhas

Como sempre, a lucidez do educador Cristvam Buarque se faz presente. Em 2006, foi reeleito Lula e perdemos, ns brasileiros, a oportunidade de ouro de termos um presidente imbudo de esprito pblico, com projetos incrveis (a federalizao do ensino bsico, por exemplo), probo, com conhecimento da economia e, acima de tudo, um patriota.
Mas, a praga dos marqueteiros sempre eles dizia que Cristvam no tinha carisma. Para que carisma? Precisvamos apenas de honestidade e competncia.

Mas, vida que segue…


###
OPO PELO CONFORMISMO
Cristovam Buarque
Metrpoles

Neste ano em que o Brasil completa seu bicentenrio, Darcy Ribeiro completaria 100 anos de idade. dele a frase: Ou nos indignamos, ou nos conformamos. Durante nossa histria, nos conformamos com a escravido, com a corrupo, com a desigualdade, com o desflorestamento, a deseducao, com a persistncia da pobreza.

Nos conformamos com estas tristes caractersticas da economia e da sociedade, e no construmos um pas com eficincia, justia e sustentabilidade. Por 350 anos, a escravido das pessoas era to aceita que o fato no era percebido como uma anormalidade moral.

LADO A LADO – Agora, no nosso bicentenrio, vemos como normal a realidade que nos transmite a televiso: lado a lado, a fome que maltrata e mata 20 milhes de pessoas famintas, e notcias de que somos o celeiro do mundo, o maior exportador de alimentos; ao lado tambm de farta propaganda de alimentos para convencer quem j come a comer mais; e tambm programas de culinria, novelas e reality shows onde os personagens passam parte do tempo esbanjando comida, ao redor de mesas ou em frente de geladeiras e foges.

Diante deste quadro, Darcy diria: Ou nos conformamos, ou nos indignamos com a simultaneidade da fome com o excesso de comida.

Aparentemente, a opo brasileira continua pelo conformismo. Salvo para grupos de pessoas de boa vontade, que as televises tambm mostram, exercendo a generosidade de levar comida para alguns dos que no tm.

GESTOS PESSOAIS – Graas a estas pessoas e empresas que no se conformam, centenas de pessoas recebem comida uma ou outra vez, durante um dia ou outro dia. Mas estes gestos pessoais de boa vontade que alimentam alguns no so capazes de transformar o pas para que a fome no ocorra em nosso territrio.

No conjunto, a sociedade brasileira optou pelo conformismo, que mantm as perversidades to toleradas que nem so percebidas como imorais. Tanto quanto a escravido era aceita, porque os escravos so negros, a educao de qualidade negada porque a criana pobre, a fome ao lado da gastronomia porque uns tm, outros no.

As pessoas se conformam com a realidade injusta moralmente, at absurda logicamente, mas real e permanente porque aceita como uma opo coletiva pelo conformismo.

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
Muito importante o artigo enviado por Mrio Causanilhas. As pessoas que formam a coletividade no podem perder a capacidade de se indignar e lutar contra a injustia social. Nesse sentido, providencial o Auxlio Brasil que o governo est concedendo aos brasileiros de baixa renda. No interessa se a iniciativa tem objetivo eleitoral o que importa que essa poltica assistencial absolutamente necessria no Brasil de hoje. O resto apenas folclore, como diz nosso amigo Sebastio Nery.
(C.N.)

5 thoughts on “Nos 100 anos de Darcy Ribeiro, os brasileiros no podem aceitar a opo pelo conformismo

  1. Fracassou nada! Teve sucesso no espancamento e estupro de mulheres (antes que algum me atire pedras, aviso que o prprio se vangloria desses feitos numa entrevista e na sua biografia – Confisses); teve sucesso nas trs aposentadorias especiais, uma delas pela UNB, onde nunca teve vnculo emrpegatcio.

    Darcy Ribeiro mais um espertalho cultuado pelos orelhudos progressistas.

    • O povo brasileiro, aquele que acorda s 5 da manh tem s uma aposentadoria, e quando tem.
      Esse ai, tem logo trs…
      So aqueles vagabundos que adoram mamar na tetas pblicas e no tem nenhuma d do meu dinheiro….
      Se para mamar que seja logo com trs aposentadorias…..

      eh!eh!eh

      Al Cabral, cad as Caravelas….

Deixe um comentário para Armando Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.