Nos EUA, PIB sobe, desemprego permanece

Helio Fernandes

O FED anunciou oficialmente: o PIB cresceu 3,2 por cento. Embora eles mesmos tenham feito a ressalva: computaram o último trimestre, quando a contratação de trabalhadores é maior por causa do Natal. (E incluíram a festa do “Dia de Ação de Graças”, o país para, elite, classe média e pobres se juntam sem ressentimentos).

Mas o desemprego decepcionou o próprio Obama. No final de dezembro, início de janeiro, fez a declaração: “Estamos com a taxa de desemprego de 9,8 por cento da força de trabalho”. E ao contrário de outros presidentes e primeiros-ministros, traduziu: “Isso significa um total de 15 milhões e 400 mil desempregados”.

***

PS – O FED deu os números, na mesma linha do presidente: “Os desempregados são 9,4 por cento, uma queda de 0,4 por cento”.

PS2 – Traduzindo: 150 mil a mais trabalhando, os desempregados passaram a ser 15 milhões e 250 mil pessoas.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *