Noticiário político mostra que os problemas do PT se agravam

Sósia de Dilma foi destaque na manifestação de Brasília

Carlos Newton

É uma chatice a cobertura das manifestações populares. Apresentadores e comentaristas passam horas repetindo as mesmas coisas, não há preparação prévia, acabam se limitando a descrever as imagens que as câmara já estão mostrando. É um brutal amadorismo jornalístico, que poderia ser facilmente evitando, se houvesse realmente comentaristas de maior talento, que gastassem pelo menos parte do tempo analisando as tenebrosas causas desses protestos, ao invés de se preocuparem exclusivamente com as manifestações em si.

Toda vez que há atos públicos de âmbito nacional, apresentadores e comentaristas perdem a maior parte do tempo analisando se desta vez saíram as ruas mais manifestantes do que na vez passada, para então desenvolverem a estranha tese de que o governo saiu fortalecido ou enfraquecido do episódio, como se uma coisa tivesse a ver com a outra.

Em Matemática, costuma-se esclarecer esse tipo de situação dizendo que a recíproca não é verdadeira. Mas em Política, qualquer bobagem parece aceitável.

O FIM DE SEMANA

Ao invés de ficarem repetindo bobagens, os comentaristas poderiam ter informado ao respeitável público que o balanço do final de semana foi trágico para o governo. O noticiário político dos jornais e das revistas, de sexta-feira para cá, trouxe informações inéditas e preciosas:

  • Grampo revela intimidade de Lula com diretor da Odebrecht
  • Cerveró enfim decide entregar Lula na sua delação premiada
  • Agência pagou até cartão de  crédito da mulher de Pimentel
  • Maior  financiador de Lula repassava propinas da Petrobras
  • Gilmar Mendes manda  devassar contas do PT na campanha
  • Lula recebeu até agora  R$ 27 milhões  para  fazer palestras
  • Situação da economia é a pior desde início de 1991, diz FGV

Bem, diante deste noticiário bem expressivo, seria possível dizer que o governo está em melhor situação hoje do que na semana passada? Quem pode acreditar numa afirmativa desse tipo?

15 thoughts on “Noticiário político mostra que os problemas do PT se agravam

  1. Concordo plenamente com você Carlos Newton é cansativo assistir a presentação das manifestações na tv. Pior do que isso é quando o mula fala na televisão. No protesto dos petralhas no instituto mula, a carne foi oferecida pela Fri Boi e a cerveja foi gentilmente cedida pela Itaipava.

  2. O blog do Garotinho, citando Veja, informa que os participantes do ato pró-Lula receberam “kit protesto”: boné, camiseta, água mineral, churrasquinho. E eu, qdo jovem, na faculdade, fazia vaquinha para bancar faixas pró-PT, em organização… não me arrependo… amadureci… usam o nome do povo, mas ajudam em nada o povo… (quem discordar lembro que outro dia falei de um onibois que desceu Sta Teresa, RJ, com um dos vidros colado com fita adesiva. Não sei se viram a notícia de uma porta que se desprendeu de um ônibus em movimento, aqui em Santa… (Teresa rogai por nós, o vice-prefeito é do PT).

  3. De nada adianta a mídia amestrada esconder a realidade: o governo está podre. Só o que vai aumentar nas próximas semanas é o fedor da podridão. Notícia boa, esquece.

  4. Olá Carlos. Tenho uma impressão diferente. A impressão que tenho e se repete é que a maior parte dos jornalistas estão empenhados em desinformar e deformar o quede fato está acontecendo. Acompanhei hoje a cobertura da CBN de 10 as 16: 00 hs e todos se esforçavam para diminuir a importancia das manifestações e todos os “comentaristas” e “pesquisadores” politicos se esforçavam para dizer que nã havia semelhança com o Collor, que não havia bases para impeachment e que a saída seria um acordo politico para que a Dilma conseguisse governar, como se isso nã fosse o motivo da preocupação 😉

  5. O jornalista Luis Nassif afirma que neste domingo (16) “encerra-se oficialmente um ciclo político no país: o da intolerância”; “Multidões ainda sairão às ruas como renas amestradas. Baterão panelas atrás do impeachment e cabeças atrás de ideias. E não terão nem uma, nem outra. Gradativamente a grande besta será recolhida de volta à jaula pela ação combinada de lideranças políticas efetivas de ambos os lados, grupos econômicos e grupos de mídia”, afirma; “No final da tarde, quando a passeata terminar e a besta, as panelas e o ódio forem recolhidos, começará o duro reencontro do país consigo mesmo”

  6. Nassif é mais um “pseudojornalista” que vive às custas do que diz e escreve em favor do governo. Não se esperava que ele se manifestasse de forma diferente.

  7. Caro Sr. Newton
    Sofri um acidente em 07 de julho que me deixou paralisado mas que espero em breve estar comparecendo a esse blog maravilhoso,neste momento minha filha que está digitando o que estou ditando.
    Não distinguindo nomes, desejo a todos os nossos companheiros desse blog felicidades, esperando em breve possa estar participando ativamente, estarei contando com o auxílio das minhas filhas para entrar.
    Um abraço a todos.
    Théo

  8. Meu caro Theo
    Espero que te restabeleças o mais rápido possível e volte a escrever para nós, teus amigos, que muito te querem bem e desejam que a tua saúde seja recuperada plenamente.
    Olha, estarei rezando por ti, pois és o decano dessa turma, então a tua presença é imprescindível, admirada e muito respeitada por todos, pois és o nosso modelo de cidadania, simplicidade e participação nas questões que envolvem este País, hoje tão maltratado, abandonado e roubado!
    Um forte e caloroso abraço, meu caro.
    Agradeço às tuas filhas que estão nos colocando a par da tua condição porque elas estão momentaneamente escrevendo no teu lugar, pois assim não perdemos contato e podemos ler os teus valiosos comentários sempre equilibrados, sensatos e verdadeiros.
    Do amigo Chicão.

  9. XADREZ – Na Avenida Paulista pela estimativa da Folha de S. Paulo compareceram 135 mil nas manifestações deste domingo (16/8). Os organizadores dizem que pode ter chegado em 1,5 milhão.

    Se os números importam eu aponto uma conta bem menor pra pensar. O país continua assim: Dilma Rousseff na Presidência da República; Eduardo Cunha na Câmara dos Deputados e Renan Calheiros no Senado Federal, ambos implicados no ‘Petrolão’. No entorno deles nas definições mais importantes, como num jogo de xadrez, não mais do que dois ou três. E querem derrubar ela…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *