Novo partido de Kassab fez um estrago na oposição e será lançado em agosto com mais de 40 deputados federais.

Carlos Newton

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, está na reta final para registrar o novo PSD. O prazo final para encaminhar a documentação à Justiça Eleitoral termina em outubro (um ano antes da eleição), mas ele pretende se adiantar e concluir o processo em agosto. As informações de que o PSD vai aderir direto ao governo e se coligar com o PT em 2012 são furadas, porque Kassab vai lançar seu mentor Guilherme Afif Domingos à Prefeitura de São Paulo.

Mesmo com candidatos próprios em 2012, o PSD vai se integrar à base aliada, no plano federal. Sua criação fez um grande estrago na oposição e vai contar na Câmara Federal com mais de 40 deputados. O mais atingido foi o DEM. Mas o PSDB também perdeu muitos quadros. Só na Câmara Municipal de São Paulo, por exemplo, o  PSD herdou 5 vereadores tucanos.

A criação do PSD, na verdade, pouco significa. Apenas demonstra a mediocridade dessa fase por que passa a política nacional, em todos os níveis.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *