Novos exames adiam decisão sobre aposentadoria de Genoino na Câmara com salário integral

Carolina Gonçalves
Agência Brasil

Os médicos da Câmara dos Deputados, que analisam o pedido de aposentadoria, por invalidez, do ex-parlamentar José Genoino (PT-SP) – um dos condenados na Ação Penal 470, o processo do mensalão – pediram mais um exame, conhecido como angiorressonância de tórax, antes do laudo final. Com o novo pedido, não há previsão de data para que a junta médica da Casa divulgue o resultado da análise.

A expectativa, até o final da manhã de hoje (25), era que um novo laudo ficasse pronto até o dia 28. Na última semana, os médicos negaram o pedido de Genoino. Reconheceram que o petista tem pressão alta, mas não é portador de cardiopatia grave. Não teria, portanto, direito a aposentadoria integral.

Genoino apresentou novos exames, incluindo o monitoramento ambulatorial da pressão arterial.

O ex-deputado, que renunciou ao mandato da Câmara, já estava aposentado por tempo de contribuição, recebendo cerca de R$ 20 mil por mês. Caso a junta médica confirme a gravidade de seu estado, Genoino passará a receber integralmente os R$ 26,7 mil pagos atualmente aos parlamentares que estão no exercício do mandato.

O pedido já foi negado duas vezes pela equipe médica da Câmara. A primeira negativa foi feita em novembro do ano passado, quando os médicos concluíram que não havia diagnóstico de cardiopatia grave, do ponto de vista médico pericial, e recomendaram nova análise em 90 dias, que foi o resultado divulgado este mês.O presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), já afirmou que a análise é estritamente técnica, e não sofrerá qualquer influência política.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGGenoino já recebe R$ 20 mil por mês, além da Bolsa Ditadura, Para ganhar mais R$ 6,7 mil (que diferença faz?), joga fora sua biografia, alardeia estar doente grave, faz um papel patético, sem pensar nos trabalhadores brasileiros que não têm a mesma sorte e lutam para sobreviver. Perdeu completamente a dignidade. (C.N.)

4 thoughts on “Novos exames adiam decisão sobre aposentadoria de Genoino na Câmara com salário integral

  1. Não sei se se pode acumular aposentadoria de prestação continuada de anistia política com outra. Em 2007, a Comissão de Anistia indagava de requerentes à prestações continuadas se já eram aposentados e seus valores. Pode acumular ou isso já caiu há anos, independentemente de anistiados, quando se obrigou aposentados a escolherem pela que mais lhe conviessem economicamente? Em caso afirmativo é uma sacanagem até mesmo com os anistiados que perderam tudo, ficaram na miséria e, por não serem amigos do rei, tiveram seus direitos restringidos desde o governo Lula e sobrevivem hoje com uma media de 2 mil por mês, até mesmo ex servidores civis federais expulsos e punidos pela ditadura.

  2. Mas não há possibilidade de político governista manter dignidade e independência no atual modelo político e econômico brasileiro. Tem que ser no mínimo cínico e cúmplice, caso contrário É ALIJADO. Se se insurgir, então, contra a banqueirada, a indústria farmacêutica, vantagens às montadoras e outros quantos poderosos vai penar tanto ou mais como o Helio Fernandes e ser bloqueado pela mídia. Por isso, alguns desistem, como a professora M.C. Tavares que retornou ao ensino, e muitos outros se aproveitam para enriquecer. Vejam que o senador gaúcho Paulo Paim critica há anos o fator previdenciário no Regime Geral dos aposentados, mas não vai a fundo porque não quer ser alijado. E vai embromando e desfrutando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *