O caso Bruno visto por muitos e diversos ngulos e seguidores. At juristas se enganam. A Organizao Globo amainou (?), comprou e pagou o SIGILO.

Satisfao geral com os comentrios. Todos isentos e com bastante coragem para pedir que se espere o julgamento. Alguns me criticam pelo fato de citar apenas a Globo e abandonar as outras televises.

Mas contraditoriamente dizem: O que vale a audincia e no o nome da estao, a sua melhor programao. Por isso, no cito todas as televises, sei que fazem o mesmo carnaval, s que com menor repercusso.

O Pedro transcreve o que chama de aula do jurista Walter Fanganiello Maiorevitch. No o conheo pessoalmente, mas j li muita coisa dele. Como cita a Frana, necessrio que se estabelea a diferena com o Brasil. L, os processos (como o do Bruno e outros) so CONDUZIDOS INICIAL E DIRETAMENTE POR JUZES.

lgico que a polcia investiga, s que subordinada e supervisionada pelo juiz. Este, se considerar indispensvel, determina a priso preventiva ou provisria, tem Poderes para isso, mas tambm existem recursos a setores mais altos da Justia. (Lgico, o juiz conduz a ao, mas no dono irrevogvel das decises).

Tambm despropositado citar uma Declarao de 1791, com mais de 200 anos. E estabelecida no auge da sangrenta implantao da Repblica (todas foram sangrentas, menos a do Brasil) e o fim da monarquia. A Place de la Concorde viu tantas mortes durante essa poca que nem teve tempo para tomar conhecimento da Declarao dos Direitos do Homem e do Cidado. E foi precisamente na Frana que aconteceram os maiores erros judiciais, que fizeram histria e abalaram o mundo.

Nos EUA, tambm existem vrias formas de conduzir processos, desde a Justia Distrital, (que aqui, antigamente se chamava de distrito, um pnico) passa para a Justia Municipal e por a em diante. (E sempre com juzes e promotores funcionando 24 horas por dia, e todos eleitos pelo voto direto).

A Globo reviu posies,
se envolveu no silncio

Eu j havia dito aqui: tendo recebido informaes privilegiadas a respeito do assassinato que teria sido praticado pelo jogador Bruno, a Organizao Globo decidiu numa reunio AUTORITRIA e quase sigilosa: Fizeram estardalhao com o fato, AVANAMOS alm do permissvel ou permitido jornalisticamente.

Como gostam de dizer: tive acesso ao que acontecia na Vnus Platinada, mas h dezenas e dezenas de anos, escrevo sobre o que acontece l. (Mesmo ou principalmente com o doutor (?) Roberto vivo. Ele at gostava, era motivo para culpar meus companheiros).

Publiquei a revelao no domingo, no sabia que nesse mesmo domingo, o Fantstico iria publicar a entrevista (primeira e nica) do Bruno, num avio OFICIAL, apenas ele, e o Macarro bem longe.

Acreditavam que a entrevista do Bruno, fosse culp-lo definitivamente, achavam que o preo pago, (como fazem os tablides do mundo, chamados de sensacionalistas) seria agradavelmente satisfatrio. Tomando conhecimento do contedo (?) da entrevista, felicidade mais completa.

O Bruno, falando e quebrando o silncio, dava nova direo questo, fazia reviravolta nos comentrios, colocava sob suspeita os linchadores. Claro, no havia ABSOLVIO onde tambm no existia e no podia existir mesmo CONDENAO. Nem uma coisa nem outra, pois a polcia est apenas investigando, embora com um facciosismo inacreditvel.

Embora continuando a repetir a entrevista de Bruno de hora em hora e no Bom Dia, Brasil, (tudo na televiso por assinatura) alguma coisa os desviou do roteiro original. Mas a Organizao televisiva, se manteve impvida e altaneira.

Para no parecer que defendia o personagem que CONDENARA vida e antecipadamente, a Globo teve que se impor vrias restries. No queria dar a impresso de que mudara o posicionamento, mas se as coisas se encaminhassem a FAVOR do Bruno, exultaria e exaltaria sua nova posio. Em alguns pontos, ficaram jornalisticamente amarrados, no faz mal. Vejamos.

O Jornal Nacional, na segunda-feira, deu 47 segundos para a questo. E assim mesmo, exibindo um trecho da entrevista a favor de Bruno.

O Bom Dia, Brasil (que pretende ser pela manh o que o Jornal Nacional noite) tambm quase mudo. Ficou um tempo curtssimo (1 minuto) e no na abertura, como vinha fazendo com estardalhao.

Ligeiramente, (um segundo) falaram sobre o afastamento das duas delegadas que trabalhavam na rumorosa investigao. Estranho para uma investigao que ficou 12 dias alimentando o clima de massacre.

Por que mesmo as delegadas foram afastadas? A TV Globo no soube.

O delegado que comeou no caso, no saa da televiso (aberta e por assinatura), como arranjar tempo para investigar? Foi afastado, no ganhou nem um segundo no velrio ou no abandono que lhe impuseram.

***

PS Agora o mais importante, que a Globo desconheceu inteiramente. Um dos acusados, (no o Bruno, a repercusso seria maior e obrigatria) denunciou, FUI AGREDIDO NA DELEGACIA.

PS2 A autoridade policial tomou providncias, afastou os policiais, mandou o denunciante a exame de corpo de delito. S que no contaram Globo, como poderia revelar e condenar a agresso? (Pancadas no corpo e at no rosto, segundo a denncia).

PS3 Se tivessem deixado a Globo saber da investigao sobre a denncia de agresso policial, ela daria ao fato a mesma dimenso que deu ao crime, aos supostos assassinos, a tudo o que se relacionava com o CRIME HEDIONDO.

PS4 A TV Globo no existia na poca, mas durante a ditadura do Estado Novo (e at antes), a polcia agia da mesma forma.

PS5 No existia mas tem arquivos maravilhosos, lembraria ou relembraria a agresso a Luiz Carlos Prestes em pleno Tribunal de Segurana Nacional.

PS6 Aqueles policiais fardados de vermelho, deram dois bofetes (ou tapas, como se dizia na poca) no rosto de Prestes, assombro geral. Mas ningum disse nada ou protestou.

PS7 Perdo, o advogado de Prestes, revoltado, se levantou e declarou: Vou apelar para a Sociedade Protetora dos Animais, o que esto fazendo aqui desumano.

PS8 Quem era esse advogado? O jovenzssimo Sobral Pinto, ideologicamente contrrio a tudo que Prestes representava. Designado pela OAB para defender o lder comunista, cumpriu integralmente sua misso. E mostraria porque se revelaria com um dos grandes advogados. E personagem nacional.

PS9 No posso deixar de lamentar a omisso do conhecimento da AGRESSO DENUNCIADA, que a TV Globo sofreu. Logo a isenta, nclita e ilustre TV Globo, que impediu que a televiso Time-Life se instalasse no Brasil? E mais outra que tinha contrato com o Jornal do Brasil dessa poca, 1965.

NO DEIXEM DE LER AMANH:
O carreirista Jos Serra tentou ser ministro da
Fazenda, VETADO 5 vezes seguidas. Quando
Dornelles saiu em 1985, entrou Dlson Funaro,
Jereissati (vetado pelo Doutor Ulysses),
Bresser Pereira, Gustavo Krause, Malan. Mais
tarde, o ex-amigo Ciro foi, ele, NUNCA

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.