O aquecimento global a febre que denuncia a doena da Terra

01
Leonardo Boff

H negacionistas da Shoah (eliminao de milhes de judeus nos campos nazistas de extermnio) e h negacionistas das mudanas climticas da Terra. Os primeiros recebem o desdm de toda a humanidade. Os segundos veem, dia a dia, suas convices sendo refutadas por fatos inegveis. S se mantm coagindo cientistas para no dizerem tudo o que sabem, como foi denunciado por diferentes e srios meios alternativos de comunicao. a razo ensandecida que busca a acumulao de riqueza sem qualquer outra considerao. Em tempos recentes, temos conhecido eventos extremos da maior gravidade: Katrina e Sandy nos Estados Unidos, tufes terrveis no Paquisto e em Bangladesh, o tsunami no sudeste da sia, o tufo no Japo que danificou as usinas nucleares em Fukushima e, ultimamente, o avassalador tufo Haiyan, nas Filipinas, com milhares de vtimas.

Nos ltimos meses, quatro relatrios oficiais de organismos ligados ONU lanaram veemente alerta sobre as graves consequncias do crescente aquecimento global. Com 90% de certeza, esse comprovadamente provocado pela atividade irresponsvel dos seres humanos e dos pases industrializados. Todos so unnimes em afirmar que no estamos indo ao encontro do aquecimento global: j estamos dentro dele.

Poucas semanas atrs, a secretria executiva da Conveno do Clima da ONU, Christina Figueres, em plena entrevista coletiva, desatou em choro incontido ao denunciar que os pases quase nada fazem para a adaptao e a mitigao do aquecimento global. Yeb Sano, das Filipinas, na 19 Conveno do Clima em Varsvia, ocorrida entre 11 e 22 deste ms, chorou tambm, diante de representantes de 190 pases, quando contava o horror do tufo que dizimou seu pas, atingindo sua prpria famlia.

Os representantes desses pases j trazem no bolso as instrues previamente tomadas por seus governos, e os grandes dificultam por muitos modos qualquer consenso. L esto tambm os donos do poder no mundo. Todos querem que as coisas continuem como esto. o que de pior nos pode acontecer, porque ento o caminho para o abismo se torna mais direto e fatal. Por que essa irracional oposio?

CONSUMISMO ILIMITADO

Esse caos ecolgico tributado ao nosso modo de produo, que devasta a natureza e alimenta a cultura do consumismo ilimitado. Ou mudamos nosso paradigma de relao para com a Terra e para com os bens e servios naturais, ou vamos irrefreavelmente ao encontro do pior. O paradigma vigente se rege por esta lgica: quanto posso ganhar com o menor investimento possvel, no mais curto lapso de tempo, com inovao tecnolgica e com maior potncia competitiva? A produo para o puro e simples consumo, que gera a acumulao; este, o objetivo principal. A devastao da natureza e o empobrecimento dos ecossistemas a implicados so meras externalidades (no entram na contabilidade empresarial). Como a economia neoliberal se rege estritamente pela competio e no pela cooperao, estabelece-se uma guerra de mercados, de todos contra todos. Quem paga a conta so os seres humanos (injustia social) e a natureza (injustia ecolgica). Ocorre que a Terra no aguenta mais esse tipo de guerra total contra ela. O aquecimento global a febre que denuncia a doena. O planeta est gravemente doente.

Ou comeamos a nos sentir parte da natureza, e ento a respeitamos como a ns mesmos, passando do paradigma da conquista e da dominao para aquele do cuidado e da convivncia, e produzimos respeitando os ritmos naturais e nos limites de cada ecossistema, ou ento preparemo-nos para as amargas lies que a me- Terra nos dar. No est excluda a possibilidade de que ela j no nos queira mais sobre sua face e se liberte de ns como nos libertamos de uma clula cancergena. Ela continuar, coberta de cadveres, mas sem ns. Que Deus no permita semelhante e trgico destino.

17 thoughts on “O aquecimento global a febre que denuncia a doena da Terra

  1. Ricardo Augusto Felcio, doutor em Climatologia pela Universidade de So Paulo (USP)

    A histria do aquecimento global baseada em um conceito fsico que no existe, e no se consegue fazer evidncia desta existncia. uma grande balela. Os cientistas perguntam onde esto as provas desta existncia, e o lado de l [cientistas e ambientalistas que acreditam] h 26 anos no nos apresentam, crava o especialista. A fora que eles conseguiram para manter esta ideia vem do caos ambiental. O aquecimento global se tornou o mal para todos os problemas da sociedade, e isso ridculo

  2. Evitar o Desperdcio, de tudo, Comida, gua, Energia, enfim Recursos Naturais, sbio. Reflorestar, implantar Pomares, Hortas, Jardins, Revitalizar Rios, Desertos, semi-desertos, Irrigar, etc, desejvel e em muitos casos, at Rentvel. Poluir o mnimo possvel o Ar, Terra, e guas de Rios, Lagos e Oceanos fazer o certo.
    Reciclar o mximo do Lixo, enfim cuidar o melhor possvel da “Espaonave Terra, especialmente dos seus Viajantes CRIANAS”, Sabedoria.
    Agora, criar um clima de PNICO, de Histeria Coletiva, preparando as Mentes, para dar como nica Soluo dos problemas de Meio-Ambiente, um PESADSSIMO IMPOSTO ECOLGICO, que incidir sobre todas as Mercadorias e Servios, e Imposto Ecolgico que ser altamente REGRESSIVO (quanto mais Pobre, mais o Cidado pagar relativamente aos mais Ricos) BURRICE.

    Depois, quanto ao problema ECOLOGIA “acabar com a Humanidade”, a probabilidade muito maior, na ordem de 99,99%, de acontecer em forma de uma GUERRA NUCLEAR TOTAL, que pode acontecer at por acidente. Me admira, o grande Intelectual, Telogo e excelente Escritor, Sr. LEONARDO BOFF, conhecer to pouco sobre o SER HUMANO quando detm o PODER,e se v ameaado. mais provvel que ele aperte os botes da famosa Pasta Preta, que contm os Cdigos, que sempre leva junto consigo, e que “No a do Papa”. (Referncia a brincadeira que o Papa fez no Rio, sobre o contedo de sua inseparvel “Pasta preta”.

  3. Deve-se evitar o aquecimento global com a reduo da roubalheira do PT. Jamais em toda a histria brasileira nunca se viu um partido to corrupto no poder. O curioso que, na ditadura, os petistas e outros tresloucados espalhavam que os militares roubaram. Tese improcedente. Nenhum presidente do ciclo ditatorial morreu milionrio. J os mensaleiros, j o pessoal dos dlares na cueca, dos escndalos com o lixo paulista, do inchao da mquina administrativa, do sucateamento da Petrobrs…Ah! E tm ainda os blogs patrocinados pelo PT, criados exclusivamente para vender a tese de que no h roubalheira. Cadeia para todos em regime fechadssimo.

    • Ento, no leu p.nenhuma sobre o inventrio dos bens do Ernesto Geisel e fica a bostejar sem a parte de baixo se dar conta. A noticia de seus milhes foi publicada em JORNALES. A das 6 vergonhosas aposentadorias do Geisel o Helio contou enquanto ele Geisel VIVIA E DESFRUTAVA. A diferena dos da ditadura para esses da atualidade que AGORA PODEMOS CONTAR OS PODRES E CHAM-LOS DE CORRUPTOS, enquanto na ditadura CONTAR OS PODRES DOS MILICOS LADRES OFENDIA AS FORAS ARMADAS E RESULTAVA EM PRISO COM POSSIBILIDADE DE TORTURA. Um dado para o seu conhecimento. O general Meton Borges Gadelha era um morto que caminhava desde o tempo do Jango. O que ganhou na polcia na poca do Kruel foi cosmtico. A veio o golpe, ele se arrumou acercando-se ao Coronel Mario Andreazza no ministerio das Minas e Energia e meteu TANTO A MO, que DA NOITE PARA O DIA VIROU GRANDE PROPRIETRIO DE PUROS SANGUE. De penetra na social do jquei no fim dos anos 50, converteu-se no maioral l no final da ditadura e nos anos 80. Conheo muito mais casos de milicos da ditadura ladres do errio, mas no tenho mais tempo e pacincia.

  4. O nosso profeta comea “bem”: compara quem nega o holocausto com que duvida ou nega o aquecimento global.
    Velho e manjado artifcio de sofistas, como ele , santayana, beto e outros do tipo, usam para envolver o incauto e transform-lo em mais um hospedeiro e transmissor daquilo que pretendem como absoluto. O tal pensamento nico, doena que ainda assola os pases atrasados como os da Amrica latica

    Como se tivesse a idade do planeta e assistisse todos os acontecimentos nesses bilhes de anos, o profeta, que sempre sofisma, cita eventos naturais como o Katrina, etc, que sempre existiram, mas , como ele sabe tudo , estes de hoje so anormalmente piores do que ele assistiu h bilhes de anos e, por isso, responsabiliza com certeza os humanos por sua causa.

    Combate o consumismo, mas ele, como aqueles que ainda pensam que o leite vem da caixinha do supermercado, no notam que o consumo de cada um limitado a capacidade de seu organismo.
    No percebe que o consumismo de uns o consumo de bilhes de carentes no planeta.
    Aquilo que o consumista compra em excesso, repassado de graa para quem tem pouco ou nada tem. Bilhes de dlares em produtos de todo o tipo.O que mostra que o planeta ainda precisa produzir mais e o mais importante, distribuir melhor.

    Tirando os problemas de contaminao, os lixes tm bilhes de dlares em materiais em bom estado de uso, que so aproveitados por aqueles que neles garimpam.

    J , no modelo de pas que Boff defende e at chama seu ditador de “Meu Comandante”, nem lixo tem, pois tudo racionado e no sobra nada. Pelo contrrio, falta muita coisa.

  5. Pois ,

    Parece que as idias de fim do mundo do Leonardo Boff, onde ele mistura catastrofismo, Bblia Sagrada, novo Jardim do den, condenao eterna e A Origem das Espcies no cola nos leitores deste espao.

    Ora, lutar para que os rios sejam despoludos obrigao de todos. Afinal, no devemos jogar lixo na nossa nossa sala. Querer melhorias para todos maravilhoso.

    Agora, impedir que uma usina hidreltrica, geradora de conforto, riqueza e de qualidade de vida de milhes, seja construda para que ndios barrigudos possam tomar banho(?) ou achar que a agricultura pode produzir alimentos para mais de duzentos milhes de pessoas em fundo de quintal ou em vaso de flores para no causar desmatamento, ou preterir os rebanhos bovinos e optar por pastores apascentando cabras com uma vara na mo fantasia, alienao ou, talvez, coisa de pessoa que acabou de acordar e ainda no percebeu que impossvel aplicar a magia do sonho na realidade!

    Bem… Todos aqui so vacinados.

    Abraos.

  6. NO SOU ESPECIALISTA EM RELIGIES. NA MINHA OPINIO, ENTRETANTO, A MAIOR RESPONSVEL POR TUDO ISSO A IGREJA CATLICA. OS FUNDAMENTALISTAS BBLICOS PRENDEM-SE FRASE “CRESCEI E MULTIPLICAI-VOS”. DEUS NO IDIOTA! SE ELE DETERMINOU ISSO, FOI QUANDO DA CRIAO DA TERRA, NO TEMPO EM QUE S TNHAMOS DOIS HABITANTES: ADO E EVA. MUITO DIFERENTE DOS BILHES E BILHES DE HABITANTES QUE TEMOS AGORA. QUEM ACREDITA QUE AINDA NO PODEMOS USAR CAMIZINHA, ANTICONCEPCIO- NAIS ORAIS E QUAISQUER OUTROS MTODOS (CIENTFICOS) PARA EVITAR A GRAVIDEZ, EST COMPLETAMENTE LOUCO.

  7. O tema da destruio do planeta trazido a comento por Leonardo Boff crucialmente necessrio e pertinente. Somente os cticos e aqueles que tm os dois olhos, mas no querem ver a realidade lancinante sobre nossas retinas fatigadas pelo tempo, que podem desconhecer esta realidade.

    O telogo pontuou exemplos irrespondveis, entretanto, acrescento o exemplo chins, que devastador. A China, na busca desenfreada rumo ao sistema capitalista, est acabando com o meio ambiente. O ar em algumas megalpoles chinesas encontra-se insuportvel. Avana a desertificao do amplo territrio e o Rio Yan Ts, chamado de Rio Amarelo, de to poludo suas guas no alcanam mais o oceano. preciso ser um cientista para se compreender o caos que isso representa?

    Olhando para nosso umbigo, que tambm desesperador, em recente noticirio, os rgos de controle ambiental atestaram que uma rea na Amaznia correspondente a quatro vezes o Estado de So Paulo foi desmatada. Novamente, ser que isso no representar nada em relao ao aquecimento global, na desertificao das reas atingidas e principalmente na formao de nuvens e consequentemente na precipitao das chuvas at aqui no Rio de Janeiro?

    Por falar em Rio de Janeiro, essa cidade que j foi maravilhosa e de encantos mil, porm, sob o escudo da Copa e das Olimpadas nossas reas verdes esto sendo destrudas para dar lugar a prdios, arenas esportivas e corredores de nibus. O bairro de Jacarepagu, antes um santurio de reas verdes, est hoje irreconhecvel em meio a selva de pedras que avana celeremente em direo ao Recreio e Pedra de Guaratiba. O impacto sobre as lagoas, poludas pela quantidade de esgoto no tratado, por si s, trata-se de um absurdo. Vrias espcies de peixes, de borboletas, de plantas, enfim, da biodiversidade da mata atlntica, se tornaro sonhos de uma noite de vero para as futuras geraes.

    No possvel crer, que algumas pessoas no compreendam a importncia das pererecas, dos micos, dos gambs, dos jacars de papo amarelo, das capivaras e das rvores nativas ao redor das restingas e das lagoas de Jacarepagu. Certamente tambm julgam que a extino de algumas dessas espcies no afetar o meio ambiente local e global.

    A vida no planeta to interligada nas suas interminveis conexes e vasos comunicantes, tudo est conectado a tudo na interdependncia universal, portanto, se um desses vasos se rompe, pode desencadear consequencias de grandes propores.

    Mas, ao contrrio, enfiamos a cabea dentro da areia, a nos preocupar com uma eventual guerra nuclear. Enquanto esse crime no acontece, ns vamos praticando outros em menor escala, at que tudo se transforme em uma grande Manhathan com seus prdios cada vez mais altos, a ponto de encobrir os raios do sol e a vista da Lua.

    O que fazer?

    • Caro Roberto Nascimento,
      NO H O QUE FAZER!
      A histria deste planeta feita de eras. Seca, gelo, catstrofes, desaparecimento de espcies, choques de meteoros, exploses de vulces, epidemias que aniquilaram metade da populao…
      Ora bolas, querer que no tenhamos problemas neste estgio de evoluo tecnolgica e cientfica, que nos possibilita conhecimentos sobre tais ciclos renunciar ao que se aprendeu, imaginar que esteja nas mos absolutamente frgeis do ser humano a soluo para mais uma nova etapa que iminente, o aquecimento global e suas terrveis consequncias.
      A China e a cidade do Mxico (a capital), so incomparveis em poluio diria, mas nenhuma dessas cidades chinesas ou mexicanas ou americanas poluiu mais que Chernobyl quando explodiu e devastou uma regio imensa, com efeitos dramticos at hoje.
      Portanto, este fenmeno climtico que est nossa espreita vai mesmo acontecer, e ser como um castigo (no sou fatalista, mas realista) divino porque ampliamos na razo direta que descobrimos a energia atmica e a desenvolvemos para o mal, inicialmente (Hiroshima e Nagasqui), a nsia de crescimento que passamos a us-la como fonte de energia poluindo o clima de forma irreversvel, na mesma medida o conforto que tanto gostamos na utilizao de automveis e transportes urbanos movidos a petrleo.
      A nossa comodidade e progresso alterou o planeta, que cobrar seus efeitos de maneira implacvel, sem postergaes e recursos, e quem viver at l constatar esta mudana radical.
      Em outras palavras:
      Se faz parte do ciclo da Terra modificaes a cada milhes de anos, chegou a nossa vez em testemunhar como procede, como inicia, como o planeta reage.
      O problema que a Humanidade acelerou este processo, ocasionando que muito antes do tempo natural que daria incio a tais modificaes, comeasse a sua contagem regressiva com alguns imaginando que se trata de exagero e outros pensando que as consequncias no sero assim to funestas.
      Somos apenas passageiros nesta nave denominada Terra, que nos conduz para onde quiser sem que tenhamos um mnimo de possibilidade de alterar o seu curso, pois alm de sermos a parte mais frgil somos tambm, paradoxalmente, a mais destruidora, a que menos a considera este planeta como comandante de nossas vidas.
      Simplesmente chegou o momento de pagarmos a passagem de milhes de anos devastando suas matas e plancies, aniquilando espcies de vida, extinguindo vrias, destruindo lavouras com Napalm, criando bactrias para as guerras biolgicas, usando de frmulas qumicas para o mesmo fim, poluindo rios e mares, e matando-nos uns aos outros.
      A Terra est avisando que, CHEGA!
      Na medida que por ela jamais tivemos considerao, ela no ter conosco, pois ser impiedosa, demonstraes que j nos foram dadas recentemente e mostradas ao vivo para o mundo como em 2004, o terremoto que gerou tsnunamis que mataram milhares de vidas em trs continentes e, no Japo, em 2011 e, agora, o super tufo na Indonsia.
      Por mais conhecimentos que temos retratados em naves interespaciais e sondas que nos levam para fora do sistema solar, a verdade que no temos como evitar a punio deste minsculo planeta nos confins da sua galxia, a Via Lctea, haja vista que deixamos de pensar que somos parte do Universo para estabelecer um mundo parte, dos humanos, sem que nos dssemos por conta que estvamos na carona desta fantstica e bela nave conhecida como Terra!
      Ora, diante da baguna que fizemos no interior do veculo, ela agora nos expulsa e manda que percorramos nosso caminho a p, e ele muito longo, e no vamos conseguir chegar ao nosso destino sem ela, a nossa amada e to maltratada hospedeira!

  8. Caro Roberto,

    O problema que torna difcil acreditar no boato do aquecimento antropognico que os maiores poluidores do mundo so os mesmo que pregam tal aquecimento! Diga o que eu digo, mas no faa o que eu fao? Ora, a prudncia dos mais velhos diz que no devemos acreditar em retrato de filho cujo pai seja o pintor!

    Resumindo: Na nossa garagem s tem vaga para um carro. Como eu gosto do conforto do meu Mustang V8 e detesto andar a p, eu pago a passagem para voc e voc vai para o ponto de nibus! Em compensao, voc estar contribuindo para a harmonia do nosso lar!

    • Prezado Francisco Vieira:

      Os pases ricos continuaram a poluir mesmo com as restries emanadas da RIO 92 e do Protocolo de Kioto e mesmo que haja mais de mil conferncias sob clima suas indstrias bombaro cada vez com mais intensidade. A entrada do drago chins com toda intensidade na era industrial agravou o que j estava crtico.

      Morei em Mato Grosso do Sul que registra nveis altssimos de temperatura no vero. O raios do sol massacram a pele. Retornei ao Rio de Janeiro e pasmo, constatei que as temperaturas esto dilacerantes, mesmo na estao primaveril. Na semana passada a sensao trmica na Ayrton Senna beirava aproximadamente quarenta e cinco graus. Pessoas reclamavam do intenso calor e muitas delas tiveram queda de presso.

      No tenho parmetros para afirmar com preciso se o fato tem conexo com o aquecimento global, entretanto, infiro que alguma coisa est acontecendo com o planeta. Como no sou pitonisa nem adivinho, deixo para os especialistas discorrerem sobre o fenmeno.

  9. ET: Caro Roberto nascimento,

    Se eu no sei a importncia dos MICOS no aquecimento global, pelo menos sei a das PERERECAS na superpopulao global…rs

  10. A destruio da floresta amaznica, para plantar soja uma evidncia bvia, que o ser humano pode alterar o clima do planeta. Pois, as chuvas dessa regio, so influenciadas pela humidade das florestas, sem floresta no retem gua no solo, e diminui a quantidade de chuvas. Menos chuvas, o clima se torna seco, e logo mais quente.
    7 bilhes de pessoas no planeta gerando poluio e andando de carro, me parece bvio que causa um efeito no planeta? cada automvel tem um cano de descarga, que movido a combusto e expele CO2, sem contar com indstrias, usinas a carvo, diesel etc..
    Eu vejo como bvio que o ser humano altera o clima do planeta.
    Isso pode aquecer como esfriar?
    at mais,

  11. Quanto a Amaznia no se poder ter fazendas outra ttica das ongs , que j invadiram e dominaram o Brasil, para os interesses estrangeiros.
    Um territrio maior que a Europa, esta que tem milhares de fazendas, no vai ressentir com a presena de algumas centenas delas de cana, gado ou soja.
    Enfim, s aqui no Brasil as Ongs fazem o que quer e pior, o governo ainda d o nosso dinheiro para elas.

    S para no dar margem a essa gente que tem a geladeira, side by side, lotada de produtos do agro-negcio e outras cositas ms como roupitchas de grifes famosas, e se diz contra o consumismo e a degradao do meio ambiente, aqui ningum a favor da destruio da natureza, inclusive a principal delas, a nossa natureza milhes de anos de animal de mamfero, que Boff quer, com sua insanidade ideolgica, substitu-la pela dos insetos e fazer deste planeta um belo formigueiro. Claro, com uma formiga-rainha chamada Fidel, a quem ele j chama de “meu comandante h tempos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.