O Brasil pode não sediar os Jogos Olímpicos de 2016, por sacanagem de Blater da Fifa e também do COI

Enquanto isso, Lula recebe Ricardo Teixeira, quer cercear jogadores elogiando a irresponsável cartolagem

Declaração de Blater, que ninguém pediu: “Se o presidente Obama estiver presente em outubro na escolha da sede da Olimpíada de 2016, Chicago será a vencedora”. O presidente dos EUA afirmou logo: “Estarei presente”. Imparcialidade ampla e absoluta.

E ninguém do Brasil ou do Rio protesta? Sergio Cabral está presente nos mais diversos lugares onde se discute a questão, agora silêncio completo.

E por que o falatório desse Blater burocrata e amanuense que não tem nada a ver com as Olimpíadas? Eu sei, ele tem 2 votos no COI.

Não se trata apenas de defender o Rio olímpico, mas de devolver a integridade do país. Madri, Tóquio, Rio ou Chicago? Lógico, Chicago, não por Obama mas por Al Capone. Agora se completam 80 anos do seu apogeu como gangster, o máximo foi em 1929.

Sua memória ficará ainda mais viva em 2016, tanto faz mais 7 ou menos 7 anos, Blater já disse com a subserviência habitual: “Se Obama for, Chicago vencerá”.

Impressionante, inacreditável mas rigorosamente verdadeiro: ou o Brasil faz ouvir sua voz de revolta (de preferência na fala de Lula, de presidente para presidente), ou nem precisamos comparecer. O amanuense Blater já deu a palavra definitiva.

O presidente Lula se mete em tudo, até mesmo quando é para dizer tolice. Agora mesmo acabou de praticar duas, inacreditáveis para um presidente que se julga o maior de toda a República. Vejamos.

1 – “É preciso uma lei para impedir a venda de jogadores para o exterior”. Ora, a Constituição diz exatamente o contrário, garante o direito do “CIDADÃO IR E VIR”. Está incluído nesse IR E VIR, o de trabalhar onde quiser. Um trabalhador atentando para a liberdade de outro cidadão exercer sua profissão no lugar de sua preferência? Absurdo.

2 – “Temos que modificar nosso CALENDÁRIO, adaptá-lo ao calendário da Europa”. Jamais conheci tanta subserviência praticada por um presidente. O calendário do futebol da Europa tem essas datas para que eles não joguem em julho e agosto, o DURÍSSIMO verão. O calendário do Brasil é diferente para que não joguemos dezembro e janeiro, o DURÍSSIMO verão.

Se atendermos à “ordem” de Lula, jogaremos no verão, e os europeus não precisarão mais de “janelas”, o futebol parado lá e aqui, compram jogadores quando quiserem.

Antes de dizer essas bobagens, Lula recebeu Ricardo Teixeira, está explicada a razão da contradição, e da isquemia, felizmente não cerebral, mas ortopédica ou ortográfica. Aliás, Lula está sempre tão a favor da cartolagem irresponsável, que parece quase certo: se seus planos para 2010 não derem certo politicamente, ele tem tudo para se assumir esportivamente como presidente do Corinthians.

(Já disse ao jogador Ronaldo, o “iluminado”, que tem “ajudado muito o Corinthians”. Ronaldo não mente e não iria mentir numa CONFIDÊNCIA presidencial. Lula seria o primeiro presidente a dirigir um clube, já foi o primeiro a fazer CONFIDÊNCIAS a um jogador).

Lula precisa se movimentar ou o Brasil (quer dizer, o Rio de Janeiro, as Olimpíadas são designadas por cidades) serão realizadas em Chicago.

Comparem a Copa do Mundo da África do Sul com a do Brasil, verifiquem o que não foi cumprido lá, e o que exigem daqui. As exigências (só para as sedes) foram de tal ordem, que dava a impressão que pretendiam que houvesse um novo Pedro Alvares Cabral para reinventar ou redescobrir o Brasil.

Já que Lula sabe tanto, por que não explica a razão da Turquia poder pagar mais aos jogadores do que o Brasil? E clubes da segunda divisão do Estoril, da Ucrânia, do Uzbesquistão, contratarem um treinador como Felipão?

O presidente Lula já ouviu falar em lavagem de dinheiro? Lógico que ouviu. Então por que recebe Ricardo Teixeira?

Enquanto Lula perde tempo com Ricardo Teixeira, vai caindo de contradição em contradição, se perdendo politicamente, principalmente no Senado. Garantindo a “biografia” de Sarney segundas, quartas e sextas, e parando tudo para assistir futebol sábado e domingo, sobra o quê?

*  *  *

PS – O senador Renan Calheiros disse há dias “sabiamente” para um colega: “Tudo o que acontece aqui é por causa de 2010. Não entendeu?”. Entendeu, presidente Lula?

PS2 – 2014 e 2016, no calendário e fora dele, só depois de 2010. Se o senhor não garantir 2010, não saberá se estará na África do Sul em 2014. E 2016 é uma incógnita tão grande, que precisará repetir o imortal Chacrinha: “Vai a pé ou vai de trem?”

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *