O capitalista inconformado

Paulo Nogueira (Diário do Centro do Mundo)

Nick Hanauer, americano de Seattle, é um capitalista. Ele coloca dinheiro em empreendimentos nos quais acredita, e tem se dado bem. Venture capitalist, como se diz em inglês. Hanauer foi o primeiro investidor, fora da família Bezos, a comprar ações da Amazon. Ele não tem problemas em se definir como um “super-rico”.

Hanauer diz a verdade

Hanauer poderia estar quieto em seu canto, desfrutando de sua fortuna. Mas não está. A desigualdade que se alastrou pelos Estados Unidos nos últimos trinta anos, e da qual ele foi beneficiário, acabou por incomodá-lo a ponto de torná-lo um ativista social.

A essência de seu pensamento pode ser vista neste depoimento de cinco minutos que ele concedeu ao TED, uma organização que promove discussões com a finalidade de tornar o mundo melhor.

Hanauer tem um argumento que é fortíssimo. Se fosse verdade que baixando os impostos dos ricos toda a sociedade se beneficiaria com a criação de novos postos de trabalho, os Estados Unidos estariam “afogados em empregos”. E não, como acontece, em meio a uma dramática crise econômica em que o desemprego é alarmante.

Uma tese de Hanauer merece debate entre economistas. Segundo ele, quem cria emprego, na verdade, é a “classe média consumidora”, ao comprar produtos – e não empreendedores, que pouco mais fariam além, na visão de Hanauer, além de identificar os anseios do público.

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *