O Ceará sem disputa

É o estado de sucessão mais tranquila. Cid (irmão de Ciro) será reeeleito até mesmo como candidato único. Com a máquina e sem adversários. As duas vagas para o Senado: uma para o ex-ministro Eunício de Oliveira, pelo PMDB, apoiado pela prefeita Luizianne Lins e o próprio governador.

A outra com dificuldade acaba ficando com Tasso Jereissati, pelos recursos, e o fato de já ter sido governador (catastrófico) e estar respondendo a processo. (No Supremo, por ter falido o Banco do Estado). Quem quer enfrentá-lo: o Ministro Pimentel.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *