O dilema de Serra não é Haddad, e sim Lula.

Vicente Limongi Netto

Serra não tem aquilo roxo para disputar a prefeitura de São Paulo, nas atuais condições. Mas Serra não teme Haddad, o problema é Lula. Sabe que é em torno do ex-presidente que gira tudo.

Lula é quem dá as cartas, comanda, negocia, soma, aglutina. No PT ninguém faz nada em termos de eleições sem ouvir primeiro Lula. O banco de votos é de Lula. Os fatos mostram que Lula, hoje, ganha de todos e elege quem quiser.

A Serra resta dormir e acordar com o conhecido dilema “se ficar o bicho come, se correr o bicho pega”. Mas para o eleitor e para o comando tucano fica a pergunta em tom de advertência e cobrança ao próprio Serra: Se não disputa a prefeitura paulista com receio de perder, com quais credenciais vai exigir ser novamente candidato à sucessão de Dilma?

Parece que a trajetória de Serra é acumular derrotas. A meu ver, nem criando um novo partido Serra venceria o mar de dúvidas onde se encontra.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *