O economista Luiz Gonzaga Belluzzo, que deixa o Palmeiras sem time, sem estádio e sem dinheiro

Helio Fernandes

Em março de 2010, esperava ser Ministro da Fazenda ou presidente do Banco Central. Motivo: se dizia amigo de Lula, na desincompatibilização, esperava ficar 9 meses, e quem sabe, um convite para continuar?

Ninguém saiu, ele continuou como presidente do Palmeiras, diga-se, o pior de todos os tempos. Hoje, o Palmeiras tem eleição para presidente, o economista deixa o clube “sem time, sem estádio e sem dinheiro”.

Em 1987, ele e Lula estavam em Cuba, num seminário sobre DÍVIDA EXTERNA. Mas não falaram. Dos 61 brasileiros, só usaram da palavra Luiz Carlos Prestes e este repórter.

Eu fui convidado precisamente por ser especialista em DÍVIDAS, e não apenas do Brasil. Não sei a razão de Belluzzo ter ido a Cuba. Da mesma forma que não sei como chegou a presidente do Palmeiras.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *