O exemplo da administração do Jockey Clube do Rio deveria ser seguido pelos prefeitos da cidade

Jockey: , que foi até vítima de crime na Internet, é o  novo presidente | Lu Lacerda | iG

Taunay conseguiu tirar o Jockey de uma grave crise

Aristóteles Drummond
Diário de Petrópolis

Os seis mil sócios do Jockey Clube estão sendo convocados para as eleições de outubro. O clube é emblemático na cidade, o turfe envolve milhares de pessoas entre proprietários, tratadores, cavalariços, veterinários, os empregados da própria instituição. E os que acompanham a atividade pela televisão, em estimadas cem mil pessoas, no Brasil inteiro. E uma sede social das mais frequentadas da zona sul da cidade.

A gestão do clube não é profissional; é feita por um voluntariado de pessoas ligadas à entidade, que é a mais importante para a criação do cavalo nacional, num cenário em que os demais três clubes – São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul – atravessam graves problemas. O do Rio está com suas responsabilidades em dia, recebendo, na parte social e recreativa, mais de mil famílias por final de semana. Seu complexo aquático é o maior entre os clubes da cidade, assim como a excelência de suas quadras de tênis, de reconhecimento internacional por fazer parte do calendário mundial com a competição anual do Rio Open.

MOTIVO PARA REFLEXÃO – O que se passa no clube da Gávea, torna-se importante na avaliação do cidadão que vive o Rio não apenas pela sua eleição, mas serve também de exemplo para instruir o voto na eleição municipal que se avizinha.

O presidente Luiz Alfredo Taunay, que disputa a reeleição, anteriormente já exerceu o cargo em dois mandatos, ocasião em que terminou a sede da Lagoa, hoje tão frequentada, ampliando e aprimorando suas instalações. Recuperou a economia, enfrenta a pandemia com caixa, numa gestão prudente, transparente e competente.

Taunay é homem independente, titular de uma grande banca de advogados, com laços familiares com a história  do clube e o turfe. É bom lembrar que foram fundamentais Oswaldo Aranha, seu tio, o estadista que almoçava quase todos os dias no clube, o primo Euclides, e os Taunay, que estão entre os primeiros sócios.

VALE PARA TUDO – É uma pena que Luiz Alfredo Taunay nunca tenha se deixado levar pelo gosto da política, ampliando os serviços prestados à cidade. Mas dá um bom exemplo.

Na tempestade, a experiência e a personalidade do comandante são fundamentais. E vale para tudo! 

Que bom se o eleitor carioca tivesse a mesma oportunidade de eleger um competente comandante em meio a esta crise que a todos atinge.

4 thoughts on “O exemplo da administração do Jockey Clube do Rio deveria ser seguido pelos prefeitos da cidade

  1. Não é bem assim não. Taunay sofre forte resistência dos turfistas, a ala que cria cavalos e participa da vida do hipódromo. Uma coisa é frequentar a sede social da Lagoa, outra participar da vida e lides turfísticas. Estar melhor que o JCSP, JCP e o JCRS não é mérito nenhum, pois é como meio que compararmos se é melhor estar no meio de um terremoto ou de um maremoto. Se tudo der certo Taunay será derrotado nas próximas eleições, nós, os verdadeiros turfistas assim esperamos..

  2. Data vênia caro Aristóteles, o povo não vota em figurinha que não é carimbada. Por melhor trabalho que este cidadão tenha feito à frente de tão prestigioso clube raramente o eleitor consegue ligar os fatos de que administrar um clube não é tão diferente de que. administrar uma cidade. Aí pessoas bem intencionadas só perdem tempo e se desgostam tentando fazer algo bom pela sociedade.

  3. Se Taunay não fosse bom não estaria no terceiro mandato e no interregno fez os presidentes . E mais , ele é turfista desde sempre e com cavalos de sucesso até internacional. E a primeira eleição venceu o poderoso Júlio Bozzano , que dava festas para os sócios e perdeu.

  4. Diário de Petropoliis – Rio, Obs. Diario e um Jornal pequeno mas sempre aparece aqui agora com uma matéria sobre o Jockey Clube Rio – Temos no Rio e no Brasil em Niteroi – Rio o SJPERJ para os Jornalistas / Imprensa, Obs. o SJPERJ tem seriedade e credibilidade – ( Brasil 2020 ).

Deixe uma resposta para ímpio Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *