O golpe parlamentar como assalto ao bem comum dos brasileiros

Resultado de imagem para golpe parlamentar charges

Charge do Nani (nanihumor.com)

Leonardo Boff
O Tempo

Um dos efeitos mais perversos do golpe parlamentar foi impor um projeto econômico-social de ajustes e de modificações legais que significam um assalto ao já combalido bem comum. O golpe foi promovido pelas oligarquias endinheiradas e antinacionais, que usaram um Parlamento de fazer vergonha por sua ausência de ética e de sentido nacional.

Está em curso um desmonte da nação. Isso significa a implantação de um neoliberalismo ultraconservador e predatório que praticamente anula as conquistas sociais em favor de milhões de pobres e miseráveis, tirando-lhes direitos com referência a salário, regime de trabalho e aposentadorias, além de reduzir e até liquidar projetos fundamentais como Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, Luz para Todos, Fies e outros institutos que permitiam o acesso dos filhos e das filhas da pobreza ao estudo técnico ou superior.

Mais que tudo, começou-se a leiloar bens coletivos como partes da Petrobras e colocar à venda terras nacionais. A privatização significa sempre uma diminuição do bem de interesse geral, que passa às mãos do interesse particular. Ataca-se o que se chama hoje de “direitos de solidariedade”, que submetem os interesses particulares aos interesses coletivos e comuns.

DUAS PILASTRAS – Estão sendo erodidas as duas pilastras fundamentais que, historicamente, construíram o bem comum: a participação dos cidadãos e a cooperação de todos. Em seu lugar, a atual ordem imposta pelos que perpetraram o golpe enfatiza as noções de rentabilidade, de flexibilização, de adaptação e de competitividade.

O propósito dos atuais gestores, já reconhecidos como incompetentes, alguns até imbecilizados, é: o mercado tem que ganhar, e a sociedade deve perder. Ingenuamente, creem ainda que é o mercado que vai regular e resolver tudo. Se assim é, por que vamos construir o bem comum?

Mas esclareçamos o conceito de bem comum. No plano infraestrutural, o bem comum é o acesso justo de todos aos bens comuns básicos, como à alimentação, à saúde, à moradia, à energia, à segurança e à comunicação. No plano social, é a possibilidade de levar uma vida material e humana satisfatória na dignidade e na liberdade num ambiente de convivência pacífica.

BEM COMUM – Pelo fato de estar sendo desmantelado pela atual ordem injusta, o bem comum deve agora ser reconstruído. Para isso, importa dar hegemonia à cooperação, e não à competição, e articular todas as forças comprometidas com o interesse geral a resistir, a pressionar e a ganhar as ruas.

Por outro lado, o bem comum não pode ser concebido antropocentricamente. Hoje, desenvolveu-se a consciência da interdependência de todos os seres com todos e com o meio no qual vivemos. Não podemos vender nossas terras nem deixar de delimitar os territórios indígenas, os donos originários de nosso país, nem descuidar do desmatamento desenfreado da Amazônia, como está ocorrendo agora.

Nós possuímos os mesmos constituintes físico-químicos com os quais se constrói o código genético de todo vivente. Daí deriva-se um parentesco objetivo entre todos os seres vivos, como tem enfatizado o papa Francisco em sua encíclica sobre a ecologia integral. Por isso, cuidar e defender a natureza é cuidar e defender a nós mesmos, pois somos parte dela.

Cooperação se reforça com mais cooperação, pois aqui reside a seiva secreta que alimenta e revigora permanentemente o bem comum, atacado pelas forças que ocuparam o Estado e seus aparelhos no interesse de poucos contra o bem comum de todos os demais.

31 thoughts on “O golpe parlamentar como assalto ao bem comum dos brasileiros

  1. Sugiro aos editores desta fantástica tribuna um post/matéria acerca do tema crise financeira do estado do Rio de Janeiro com foco no RIOPREVIDENCIA

    E de antemão informo que não será possível debater o tema RIOPREVIDENCIA sem se aprofundar neste aspecto :

    ” A Rio Oil Finance Trust foi criada pelo Rioprevidência em Delaware, nos Estados Unidos, para fazer a emissão de dívida no exterior, e ficou com a receita dos royalties do petróleo e a participação especial da autarquia”

    Link:
    http://m.jb.com.br/rio/noticias/2015/10/06/rombo-no-rioprevidencia-situacao-fica-dramatica-com-operacao-no-exterior/

    EM OUTRAS PALAVRAS: A OPERAÇÃO FINANCEIRA DA VENDA DE TÍTULOS DO RIOPREVIDENCIA NA BOLSA DOS EUA É A RAIZ DOS PROBLEMAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

  2. Boff, o maior mentiroso do Brasil mais uma vez falando mentiras para justificar as falcatruas do PT. Boff o vagabundo que nunca trabalhou falando de trabalho. É ridículo.

      • Nesse artigo foi uma viagem ruim.
        Será que tomou seiva de aiushaca estragada, ou o entorpecimento é ideologico?
        Tentei ler ao contrario de tudo que falou. Fez algum sentido.

        Essa pinga ruim deve ter sido presente do cumpadi.

    • Disse o bofe: “Está em curso um desmonte da nação”.
      Sabe quem começou o desmonte, seu bofe?
      Foi o “semi-anarfa”, seguido pela “desmiolada” – como os trata RUE des Sablons (curti muito).

      Esse Léo não toma jeito.
      É um fanático, sem lógica na cabeça.

    • Sr. Paulo, desculpe-me. Independente de quem realize este pensamento, e o senhor acusa o mensageiro e não a mensagem.
      Qual é o erro da preposição?
      “Um dos efeitos mais perversos do golpe parlamentar foi impor um projeto econômico-social de ajustes e de modificações legais que significam um assalto ao já combalido bem comum. O golpe foi promovido pelas oligarquias endinheiradas e antinacionais, que usaram um Parlamento de fazer vergonha por sua ausência de ética e de sentido nacional.”

  3. Respeito muito Leonardo Boff mas quero discordar dele levando em conta o texto acima. Todos somos a favor de uma sociedade mais justa e igualitária. Todos somos a favor da demarcação das terras indígenas e da preservação da natureza mas acontece que o país quebrou! Nossa dívida é trilionária e só aumenta! O legado dos governos petistas não mais permite distribuição do que quer que seja já que os governos municipais, estaduais e federal sequer tem condições de honrar contratos ou mesmo pagar a folha de salarial dos servidores. “Incompetentes” foram os gestures que nos levaram à ruína das contas públicas! “Incompetentes” foram os que permitiram a volta da inflação! Como chamar de “golpistas” parlamentares eleitos pelo povo e com direitos constitucionais? “Golpista” é quem permitiu o assalto a maior empresa nacional para se perpetuar no poder! Instituiu a corrupção (já existente claro) em método! Distribuiu cartão corporativo até para a amante do Reizinho ! Esses sim são golpistas! A não aprovação da reforma previdenciária é que acabará com as aposentadorias dos trabalhadores! Não tem mais dinheiro, simples assim! Em nenhum país do mundo se aposenta com menos de 50 anos como aqui! Com todo respeito ao Sr Boff, discordo TOTALMENTE do que escreveu nesta tribuna. Bom sábado a todos!

  4. Este cara é alienado, será que ele não vê o que o pt fez com o Brasil. Não sei como tem coragem de defender estes pilantras.

    “Está em curso um desmonte da nação”

    Quem desmontou estes país foram os quadrilheiros do pt.

    “Cooperação se reforça com mais cooperação, pois aqui reside a seiva secreta que alimenta e revigora permanentemente o bem comum, atacado pelas forças que ocuparam o Estado e seus aparelhos no interesse de poucos contra o bem comum de todos os demais.”

    Quem ocupou o estado foram os quadrilheiros do pt. Só em São José dos Campos eles criaram 800 cargos comissionados.

  5. Quanto blá-blá-blá inutil… Fica assim: o autor pensa que vale um Nobel e o leitor pensa que poderia usar melhor o seu tempo precioso.

  6. 01- Acho legal ler os argumentos da tal “ESQUERDA”… Me lembra das capas das revistinhas “Despertai!” que eu recebia, décadas atrás, dos pregadores Testemunhas de Jeová, onde as criancinhas e veados brincavam e acariciavam as jubas de leões e onças: Totalmente fora da realidade.

    02- Quem expulsou a “ESQUERDA” do poder não foram os ricos e poderosos. FOI O ELEITOR, como resposta ao caos atualmente instalado. Confira o resultado das urnas, caro bispo. Infelizmente a Dilma saiu mas deixou o Temer encravado feito carrapato.

    03- Se as eleições tivessem sido ELEIÇÕES GERAIS, os ditos “ESQUERDISTAS” também teriam sido expulsos da Câmara dos Deputados, do Senado Federal e do Palácio do Planalto, missão que agora ficou para ser acabada parcialmente em 2018.

    04- Da mesma forma que o descuido com a plantação faz crescer o capim, a incompetência, a preguiça e vontade de roubar são o fermento que faz a direita crescer no Brasil.
    A ESQUERDA é a ÚNICA RESPONSÁVEL pelo próprio naufrágio. E, infelizmente, pelo naufrágio do país.

  7. Proponho uma vaquinha para seu Boff fazer um exame com um oftalmologista, ele não está enxergando nadinha do que acontece é está delirando, tem que parar com o Ayahuasca…Produz alucinações…Nem consigo ler o que escreve…Pena que não uso mais palavrões….Le-lo é penitência um desonesto intelectual pois justifica os crimes petralhas atacando os outros como se isso apaga-se os malfeitos…Uma pena…

  8. O POVO é ingênuo, mas não tanto quanto parece.
    Sr. LEONARDO BOFF, o Colega Sr. JOSÉ ANTÔNIO PEREZ JR acima, disse tudo.

    Não “cola”mais esse papo de esquecer que: Quem quebrou o Brasil em 13 anos de Administração PT-Base Aliada foi o PT. Recessão em dois anos, 2015, 2016 de – 8% do PIB, e Desemprego Oficial de 13% da Força de Trabalho.

    A Presidenta DILMA caiu porque perdeu totalmente a sustentação Política.

    É demagogia das mais baratas, agora, jogar a culpa na atual Administração, que bem ou mal está tentando resolver os problemas.

  9. Acho que ele ‘ endireitou ” ! Não falou nos sonegadores, nos caloteiros de impostos, nos atravessadores, nem nos ‘terceirizadores’ de mão de obra, como no caso da Umanizzare !

  10. Mandem a conta para as H. Stern e Zonas de luxo da vida…
    ABSURDO ! Escala de 48 horas em uma profissão de alto risco !

    Muitos servidores ainda não receberem salários e nem o décimo terceiro
    14/01/2017 15:35:40
    Maria Inez Magalhães.

    Rio – Devido à crise financeira do estado, o comandante-geral da corporação e secretário de Defesa Civil autorizou as unidades a disponibilizar viaturas para buscar em casa os militares que não tenham dinheiro para pagar a passagem.
    A autorização foi publicada no Boletim Interno da corporação no último dia 9. Muitos servidores ainda não receberam salários e nem o décimo terceiro. Para conseguir o transporte, o militar deve procurar a unidade onde é lotado com, no mínimo, 24 horas de antecedência do dia de serviço.

    No documento, o comandante-geral também veda a convocação dos militares para atividades que não sejam de emergências e autoriza, ainda, que os comandantes das unidades alterem a escala de 24x72h para 48x144h se houver interesse por parte dos militares.

    A assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros informou que a medida é válida toda vez que a data do depósito do pagamento ultrapassar os 30 dias. Ainda de acordo com a assessoria, a medida foi tomada com o objetivo de manter a operacionalidade do CBMERJ no atendimento à população.

    ( O Dia ).

  11. Fundada em 1930, mais de 28.000 alunos, a 5.ª melhor do Brasil e 11.ª da AL. Mandem a conta para as H. Stren da vida.

    Uerj adia início das aulas por falta de repasses
    Reitoria informou que as atuais condições de funcionamento da universidade não permitem a retomada de todas as atividades nos campus.

    Por G1 Rio.
    14/01/2017 14h05 Atualizado há 1 hora

  12. Faço questão de dar uma olhada nos comentários sobre dos textos do Boff (que nem é um pensador (?) de minha preferência).
    Aqui neste espaço, ultra direitista e de pouco apreço ( e até elegância) à opiniões de outro espectro político.
    De 24 comentários, apenas dois trataram o cerne do assunto apresentado….contra, porém contra argumentando com inteligência…. e grandes chances de estar ao lado da Razão.

  13. O maior golpe político foi dado pela Dilma, ao esconder criminosamente a situação catastrófica, que se encontrava o país. Mentiu descaradamente enganou a maioria do eleitores para se reeleger, cometendo estelionato eleitoral.
    Os corruptos do governo atual vieram todos do governo petista, que a Lava Jato está agora enquadrando um por um. O governo do Temer, não é bom, mas infelizmente era a única opção, com o impeachment da Dilma, para que ela não levasse o Brasil a destruição total.

    • Caro Nélio.
      Estelionato eleitoral que só vale para um único indivíduo ?
      Os corruptos do governo atual vieram todos do governo petista?
      A lava jato está enquadrando um por um?
      ” O governo do Temer, não é bom, mas infelizmente era a única opção…”
      Realmente, sob tais prerrogativas, fico sem como argumentar….

  14. Esse tal de Leonardo Boff fala besteira. Alienado, petista de carteirinha, amigo do Lulllla e da Dillllma.
    E do Fernando Colllor.
    Nao Merece credibilidade com esse curriculo

  15. Djalma J.

    Escrevi uma infinidade de comentários contestando a linha política adotada por Leonardo Boff, o lulopetismo.

    Não preciso mais reiterar e repetir os meus argumentos contrários ao sofista e ex-frei, que possui uma habilidade que reconheço em registrar suas falácias, que convencem alguns na razão direta que afastam outros.

    Dito isso, estabelecer mais uma vez a discussão que não é o PT o autor dos males que hoje condenam o povo brasileiro ao sofrimento, mas de todos os políticos, também é uma falácia, que segue a linha do sofista Boff.

    Ora, Dilma foi impedida de seguir adiante porque cometeu crimes de responsabilidade. Mesmo que supostamente ela não os tivesse praticado, deveria ser interrompida a sua administração pelo fato que estava arruinando com o país, razão pela
    qual criou as tais pedaladas fiscais, ou seja, maquiar as contas públicas, tornando-as menos horrendas às análises econômicas e financeiras do país!

    Consequentemente, Dilma se viu obrigada a entregar o Brasil com 12 milhões de desempregados – atualmente são mais de 13 milhões -, recordes históricos de famílias inadimplentes, e uma recessão econômica sem precedentes!

    Não vou comentar sobre o corrupto e desonesto Lula, por entender absolutamente desnecessário, pois o tal desmonte que aborda Leonardo sobre o Brasil foi Lula quem deu o seu pontapé inicial nesta fragmentação que hoje nos encontramos, tanto política quanto social e econômica.

    Temer era íntimo do poder com o PT. O atual presidente, que ocupa o cargo está presidente por circunstâncias de ser o vice de Dilma, menos pela escolha do povo, e tão próximo agia com os petistas, que existe um número considerável de parlamentares e partidários do PMDB envolvidos nos mesmos crimes do PT, com ênfase aos roubos contra a Petrobrás, fundos de pensão, empréstimos consignados, as obras para a Copa e Olimpíadas, um festival de corrupção e desonestidade como nunca antes registrado na história desta nação!

    Boff não pode culpar esta governo – admito tratar-se de semelhante ao PT em corrupção e desonestidade – porque Temer, por pior que seja, herdou dos petistas um país falido ética e moralmente, em princípio, e de tal gravidade atolado em uma recessão econômica de tamanhas proporções, que continuamos nesta situação desde que Dilma foi apeada do poder!

    Boff abusa do sofisma, pois sabe que o povo para quem transmite esse recado é inculto e incauto, agravado pelo fato de índices vergonhosos e vexatórios no analfabetismo absoluto e funcional, caracterizando a população deste país como alienada politicamente tanto pelas deficiências citadas, quanto somadas à falta de senso crítico e consciência de cidadania!

    Desta forma, Boff não me toma mais o tempo para contestá-lo, porém não pode permanecer imune às críticas, haja vista que, quem cala, consente, e eu repudio veementemente os artigos do ex-frei pela suas mentiras, maldades, e flagrantes intenções de enganar a população, reapresentando o PT como tábua da salvação ou, enquanto no governo, as suas administrações foram primorosas, sem qualquer mácula a ser contabilizada!

    Sabemos que Boff é um solene mentiroso, e sua imagem me aguça a mente porque possível reencarnação do Barão de Münchhausen!

    A título de esclarecimento, Karl Friedrich Hieronymus von Münchhausen (11 de maio de 1720 – 22 de fevereiro de 1797) foi um militar e senhor rural alemão.

    Os relatos de suas aventuras serviram de base para a célebre série As Aventuras do Barão de Münchhausen, compiladas por Rudolph Erich Raspe e publicadas em Londres em 1785. São histórias fantásticas e bastante exageradas, propagadas sobretudo na literatura juvenil (li este livrinho, pequeno, de poucas páginas sessenta anos atrás!).

    Um personagem que se equilibra entre a realidade e a fantasia em seu mundo próprio, onde enfrenta os mais diversos perigos, perpetra fugas impossíveis (sendo a mais famosa delas a fuga de um pântano onde afundava, tendo conseguido por puxar os próprios cabelos), testemunha fatos extraordinários e faz viagens fantásticas — sem jamais perder a fleuma.

    Boff é um sofista, e sucumbe à sua própria eloquência!

    Um abraço, Djalma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *