O inferno e as teorias conspiratrias

Paulo Bressane

As vezes, gosto de ler um romance para desanuviar a cabea. Inferno, novo thriller de Dan Brown, foi o ltimo deles. A trama faz uma analogia entre o mundo sombrio de uma das mais importantes obras literrias da histria A Divina Comdia, de Dante Alighieri e a maquinao de um plano para acabar com grande parte da humanidade.

Tramas parte, existem duas vertentes sobre os perigos que envolvem o aumento populacional, que certamente elevar o nvel de presso das pessoas para alcanar um padro de vida melhor. E no precisamos ser gnios para deduzir que se esse crescimento for baseado no atual nvel de consumo dos pases desenvolvidos, estaremos a um passo do desastre econmico e ambiental.

Existem vrias teorias conspiratrias que defendem um controle imediato do crescimento populacional. At mesmo o afamado Clube de Roma, constitudo por cientistas, industriais e polticos de renome mundial, com o objetivo discutir e analisar os limites do crescimento econmico levando em conta o uso crescente dos recursos naturais, j foi acusado de conspirar para o controle populacional.

ACUMULAR CONHECIMENTO

Para John Gray, um dos grandes pensadores do sculo XXI, os seres humanos diferem dos animais principalmente pela capacidade de acumular conhecimento, mas no utilizam a sabedoria acumulada para viver melhor. Diz ele que no somos capazes de evoluir em termos de tica ou de uma lgica poltica, portanto, no conseguimos eliminar nosso instinto destruidor e predatrio. Por isso, afirma Gray, o mundo s estar bem quando o homem desaparecer da face da terra.

H 30 anos, fiquei fascinado com o livro A Terceira Onda obra futurista de Alvin Toffler e, de l pra c, nunca pus muita f em vises catastrficas como as de Gray. Acredito que nossa infinita capacidade de criao tecnolgica nos salvar do inferno dantesco de Dan Brown. Nada contra a crescente conscientizao planetria por um ambiente sustentvel, ao contrrio. Mas se, por exemplo, o gs metano do estrume da vaca polui mais que o cano de descarga dos carros, a soluo no est na proibio da carne, mas no aprimoramento do cultivo da recm-criada carne de laboratrio amplamente aprovada por chefes internacionais cujo projeto foi financiado pelo co-fundador do Google, Sergey Brin, contrrio explorao dos animais. Posteriormente, voltarei ao tema. Por hora, vale frisar que atingir as pessoas em sua liberdade de escolha individual faz muito mais sentido que apelar para o senso da coletividade. (transcrito de O Tempo)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.