O lirismo do poeta Luiz Carlos da Vila

O cantor e compositor carioca Luiz Carlos Baptista (1949-2008) que adotou o nome artístico de Luiz Carlos da Vila ou das “Vilas”, como ele mesmo afirmava, porque residia na Vila da Penha e era compositor da Escola de Samba Unidos de Vila Isabel, é considerado um dos formatadores do samba carioca contemporâneo.

O lirismo de “Por te amar eu pintei” acarretou outras figuras de linguagem encontradas na letra de “Além da Razão”, um dos clássicos do samba da raiz, que revela o rico e belo manancial poético de Luiz Carlos da Vila. Este samba faz parte do no CD Um Cantar à Vontade, gravado por Luiz Carlos da Vila, em 2006.

###
ALÉM DA RAZÃO

Sombrinha, Sombra e Luiz Carlos da Vila

Por te amar eu pintei
Um azul do céu se admirar
Até o mar adocei
E das pedras leite eu fiz brotar
De um vulgar fiz um rei
E do nada o império pra te dar
E a cantar eu direi o que eu acho então o que é amar

É uma ponte lá para o longe
Dos horizontes jardim sem espinhos
Vinho que vai bem em qualquer canção
Roupa de vestir qualquer estação

É uma dança, paz de criança
Que só se alcança se houver carinho
É estar além da simples razão
Basta não mentir pro seu coração

(Colaboração enviada pelo poeta Paulo Peres – site Poemas & Canções)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *