O lobismo dos caça-níqueis, passou por cima de 40 assassinatos do jogo

Não existem mais palavras para rotular o que acontece no Congresso, principalmente (mas não exclusivamente) no senado. Ontem aprovaram a roubalheira das máquinas caça-níqueis e a volta dos bingos. Esses são divertimentos para idosos, aprovado por causa da confirmação do inatingível Paulinho da Força Sindical: “Com isso criaremos 200 mil empregos”.

E a “lavanderia” e os lucros
das máquinas que inundam Las Vegas

Na capital do jogo no mundo, “a cidade mais iluminada do universo”, (Gagarin lá do alto, no qual foi o primeiro a subir, embora não tivesse chegado a Lua) os caça-níqueis são mais rendosos do que o resto.

Por que não abrem cassinos?
Quantos empregos seriam criados?

Vão funcionar não só como fonte de lucros não-taxáveis, mas também como lavanderia. Quem irá controlar essa fonte que vai jorrar de todas as maneiras, sem risco por menor que seja? O jogo foi permitido em Las Vegas, (junto com o divórcio) porque o Estado de Nevada era um deserto, precisava ser fecundado e utilizado.

Quantos já morreram assassinados
pelos lucros dessa lavanderia?

Não existe prejuízo. Em Las Vegas, (é o ponto de comparação obrigatório), você joga enquanto enche a papelada do hotel, joga nos banheiros, nos corredores, em todo lugar. Por que não reabrir os cassinos, fechados em abril de 1946? Paulinho da Força sabe: serão criados milhões de empregos pagos com dinheiro roubado da coletividade.

Falta o plenário

Desculpem a veemência, a aprovação aconteceu apenas na Comissão de Constituição e Justiça. Mas é fácil prever que o plenário muito mais liberal e compreensível, aprovará também. E nem será surpreendente que permitam a utilização do FGTS para a compra desses caça-níqueis. Afinal, o Paulinho da Força já garantiu: “É para criar empregos”.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *