O lúcido Collor na televisão

De Vincente Limongi Netto para Helio Fernandes:
Amigo, muito boa a entrevista do ex-presidente e senador Fernando Collor ao programa “Canal Livre”, da TV Bandeirantes. Asseguro, inclusive, que foi a melhor presença de Collor na mídia, desde que retomou o cenário político.

Descontraído, esclarecedor, sensato, ponderado, maduro, Collor mostrou que o ser humano que cresce e evolui, com as experiências vividas, merece ser respeitado pelos seus semelhantes. As reflexões e a postura do ex-presidente são dignas de aplausos. A seu ver, Lula é um presidente eficiente e competente: “É impossível não se deixar encantar por ele”.

Sobre a crise econômica mundial, Collor julga que o Brasil tem melhores condições de superar as dificuldades do que os países ricos, e o vem fazendo com destemor e espírito público. Salientou que, por definição, é contra o terceiro mandato, mas que Lula reune todas as condições e qualidades para a disputa. Declarou-se um entusiasmado defensor do sistema parlamentarista e da urgente reforma política, fazendo blague: “Não sei se estarei vivo para ver ela acontecer.

O senador pelo PTB de Alagoas considera a ministra Dilma Rousseff uma mulher de fibra e muito sincera. Como é muito procurada por todos os segmentos da vida pública, define logo o que é certo, repelindo o errado. “Não enrola o interlocutor, como infelizmente faz a maioria”. Collor define a CPI da Petrobras como oportuna, mas espera que ela seja um instrumento esclarecedor para a sociedade, sem proselitismo politico.

Frisou que o objetivo da base do governo, a qual pertence, é proporcionar ao presidente Lula todo o apoio que ele precisa e merece. Garantiu não ter mágoa ou ressentimento de ningém. Não é homem de guardar lixo no coração. Assegurou não ser candidato a presidente da República nem a governador de Alagoas. Trabalha apenas para ser um bom senador, útil ao país e à coletividade, sobretudo como presidente da Comissão de Infraestrutura.

Defende que as agências reguladoras venham a ser um braço de defesa da sociedade e não apenas do governo. É contra a redução da maioridade penal. O correto é combater a miséria oferecendo ensino integral aos jovens. “Espero que o presidente Lula e a ministra Dilma ainda resolvam este problema”. E criticou os “ecochatos”, para sublinhar que as políticas ambientais devem se voltar, primeiramente e essencialmente, para o bem estar do ser humano.
_________________________
Vicente Limongi Netto é jornalista e o maior “publicador” de cartas nos jornais do país inteiro.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *