O Lula ser candidato em 2014

Carlos Chagas

Sobrou politicamente o qu para Braslia, na semana paulista que passou, comprimida entre a Passeata com Jesus e a Parada de Orgulho Gay, cada qual com dois milhes de participantes? Por conta das festas de So Joo e do feriado religioso na quinta-feira, a resposta seria no ter sobrado nada, no fosse…No fosse a entrevista concedida por Gilberto Carvalho ao Portal G-1, divulgada ontem, verdadeira exposio explcita da arte de usar as palavras para esconder a realidade.

Disse o Secretrio-Geral da presidncia da Repblica que em 2014 o Lula jamais ser candidato a voltar ao palcio do Planalto, e que 2018 est muito longe. Para ele, trata-se de uma conseqncia natural a candidatura de Dilma Rousseff a um segundo mandato. Tambm falou do relacionamento entre o antecessor e a sucessora, rotulando como coincidncia a vinda do ex-presidente para reunir-se com o PT e, depois, com senadores do PMDB na residncia de Jos Sarney, em meio crise de rebelio da base parlamentar do governo contra o palcio do Planalto, sem esquecer o episdio Antnio Palocci, ento em plena efervescncia. O Lula no teria vindo capital federal para apagar incndios, mas, apenas, por ter agendado previamente esses encontros.

Ficou em cima do muro ao referir-se nomeao de Gleise Hoffmann para a Casa Civil e de Ideli Salvatti para a Coordenao Poltica. Carvalho declarou que no apenas soube, mas participou dessas escolhas, sendo que o Lula foi participado e opinou, sem t-las indicado.

Com todo o respeito e reconhecimento pela habilidade do Secretrio-Geral em misturarfatos e intenes, a verdade parece um pouco diferente. Comea que Dilma jamais manifestou o desejo de disputar a reeleio, coisa que tanto Fernando Henrique quanto o Lulacomearam a preparar antes mesmo de terem assumido o primeiro mandato. A presidente tem os ps no cho e sabe ser impossvel conter a avalancha que j a partir do prximo ano envolver qualquer apario pblica do ex-presidente. A campanha do volta! ser espontnea, independentemente do desempenho do atual governo. Em momento algum Dilma remar contra a mar, ainda mais porque o Lula, mesmo se procurasse esconder-se, no conseguiria. E sabe muito bem que 2018 est mesmo longe, mas 2014 to perto em termos de sucesso presidencial que a ningum ser dado adiar suas preliminares. Seria como imaginar Mano Meneses armando um time sem pensar na Copa do Mundo daquele ano.

Sendo assim, pelo fato de o Lula ser candidato, a consequncia de que Dilma no ser, para tristeza de Acio Neves, dos tucanos e de qualquer outro pretendente fora do PT.

A gente se pergunta o que pretendeu Gilberto Carvalho com a cortina de fumaa virtual lanada ontem. Agradar a presidente Dilma ele no precisa. Tem a confiana dela at por tratar-se do elemento de ligao entre o passado e o presente. Assustar o PT e o PMDB com oito anos de permanncia ao sol e ao sereno em termos de nomeaes, participao no governo e nas grandes decises administrativas, tambm no. Sendo assim, a concluso de que o Secretrio-Geral abriu a temporada sucessria afirmando precisamente o contrrio do que pensa e sabe: o Lula ser candidato em 2014…

***
REI SEM COROA OU COROA SEM REI?

Quinta-feira o PSDB prestar reverncia a Fernando Henrique Cardoso, aqui em Braslia, mas no vassalagem. Pela passagem de seus 80 anos, o ex-presidente ser homenageado com discursos laudatrios, ainda que um pouco atrasados, pois deveriam ter sido feitos durante a campanha de Jos Serra, ano passado. H quem suponha que, ao agradecer, o socilogo venha a ser um pouco mais do que protocolar. Elegante e bem educado,como sempre, sutilmente ele poder puxar algumas orelhas sem defini-las, ainda que os admoestados venham a saber muito bem ter sido o puxopara eles. Porque ou os tucanos elaboram logo seu plano de vo ou se arriscam a ver suas esquadrilhas batendo bicos e asas umas nas outras.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.