O mundo bipolar do PT desconhece que conservador não é direitista

Claudio Tognolli
Yahoo

O ensaísta mexicano Octavio Paz costumava dizer que a primeira forma de corrupção se dá na linguagem (para desespero da Petrobras, que não admite concorrência nesse quesito…) Pois bem: dê uma passeada nos sites ditos “progressistas”. Ali você encontra o primeiro terreno fértil para esse tipo de corrupção ser colhida. Porque é nesse território em que ocorre a mais sacrossanta distorção do silogismo. Premissa maior: o governo do PT é de esquerda. Premissa menor: quem não é de esquerda é de direita. Conclusão: quem se opõe à esquerda (PT) só pode ser de direita…

Mesmo os que se dizem versados em sociologia e ciências políticas (geralmente pais do auto-desbunde de que são de “esquerda”), indicam que devem voltar para a faculdade fazer DP. São os que mais alimentam a ideia de que o oposto de esquerda é ser de direita.

Os termos “política de direita” e “política de esquerda” foram cunhados na Revolução Francesa (1789–99). Inicialmente, apenas se referiam ao lugar onde políticos se sentavam no parlamento francês. Aqueles sentados à direita da cadeira do presidente parlamentar eram singularmente favoráveis ao Antigo Regime (defesa cega da hierarquia, tradição e clero).

DIREITA FURIOSA

Aqui e agora, interessa aos zeros à esquerda dizer que no Brasil o oposto da esquerda é tão somente a direita furiosa. Mentira: a maioria oposta à esquerda dita progressista, no Brasil, é composta por conservadores. E eles em sua imensa maioria não são direitistas.

Mesmo os conservadores trazem contradições que chocariam nossas esquerdas: Edmund Burke, bretão pai do conceito de conservadorismo, era dito conservador porque se opunha à Revolução Francesa (mas defendia com unhas e dentes a Revolução Americana, para o arrepio das nossas esquerdas…)

A corrupção da nossa linguagem, tocada sobretudo pelo PT, ensina que conservadores são em essência direitistas vorazes.

Vendem nossos conservadores como se fossem caudilhos golpistas. Caudilho é outra coisa: se vende como semi-deus, seja de direita ou de esquerda. E sempre fica no poder num tempo dilatado além da conta, que arrepia as constituições e os pleitos diretos.

CONSERVADORES

Aqui se vende também que, por exemplo, que Winston Churchill, Ronald Reagan e Margaret Thatcher eram direitistas. Não, eram apenas conservadores. A política “reaganomics”, nos anos 80, visava taxar mais o salário de quem ganha menos: porque, dizia Reagan, quem usa mais serviços públicos é quem ganha menos: por isso deve pagar mais ao estado (na sua última semana de governo, Reagan disse ao “The New York Times” que “os mendigos fizeram uma opção ao ter esse tipo de vida”…)

Thatcher implantou em 1989 o Poll Tax, ou imposto comunitário, impondo a mesma taxa, a ser cobrada igualmente fosse do rico, fosse do pobre (ninguém pagava imposto calculado de acordo com o valor dos imóveis que dispunha, com o é o nosso IPTU). Isso é ser conservador. Não é ser de direita.

Mas é óbvio que toda essa discussão não interessa aos filhos do mundo bipolar. O PT não quer um mundo heteropolar. E ponto final…

A VELHA E O CAOLHO

Quando nos anos 70 o líder egípcio Anuar Saddat começou as negociações de paz com Israel, cunhou uma frase clássica. Achou Golda Meir mais durona do que o general-caolho Moshe Dayan. E disse: “A velha é pior do que o caolho”. (Foi depois disso que o sambista Blecaute dedicou a Moshe uma modinha, que ele cantava com um tapa olho…)

A frase atravessou o tempo e os continentes. Hoje a frase é resgatada pelos políticos que lidam com Cristina Kirchner. Acham ela pior que o finado marido caolho Nestor Kirchner. ”A velha é pior que o caolho”, disse o ex-presidente uruguaio Mujica, sobre Cristina. A frase virou hashtag no twitter: #estaviejaespeorqueeltuerto.

E nessa semana um amigo deste blogueiro, que lida com petróleo, usou a mesma frase, ao se referir da dificuldade de lidar com Graça Foster, muito pior do que o nosso também Nestor Caolho, Nestor Cerveró. “Na Petrobras a velha é pior que o caolho”.

5 thoughts on “O mundo bipolar do PT desconhece que conservador não é direitista

  1. Se é que entendi bem o artigo, CONSERVADOR é aquele que defende a Política de manter o Status Quo. Então na Coreia do Norte um Conservador seria um Socialista Membro do Partido Único e quem pensa semelhante. Esses Conservadores da Coreia do Norte logicamente não seriam DIREITISTAS, pelo contrário, seriam ESQUERDISTAS RADICAIS. Vice-versa, caso contrário. Ou seja, CONSERVADOR é um termo RELATIVO ao Regime que se analisa, podendo então ser de Esquerda, de Centro ou mesmo de Direita.
    Porém os CONSERVADORES de maior prestígio no Mundo, são os Ingleses, e esses são de Direita mesmo.

  2. Começou bem até começar a falar de Reagan, Thatcher e Churchill e quase conseguir provar o contrário da própria tese. Se ser conservador é ser isso aí, pode deixar. Prefiro ser chamado de direitista mesmo.

  3. O cara se enrolou na própria rede. “A primeira forma de corrupção se dá na linguagem”.

    Desde quando um conservador é caracterizado pelos absurdos que ele citou, que, aliás, tenho minhas dúvidas sobre sua veracidade. É fácil pinçar uma frase de um contexto e inverter seu sentido, colocando-a em outro assim como é fácil tornar uma medida governamental impopular: basta que não se explique as circunstâncias em que ela é aplicada e a sua situação dentro de um plano mais amplo.

  4. No resumo ele se sai bem. A esquerdinha aqui é toda religiosa e como tal enxerga as coisas atravéz das determinantes sentimentais da religião-marxista-leninista. Ou seja que não está com nós é mau, etc,etc,etc

    Quanto a Reagan, Thatcher e Churchil, os números estão aí para demonstrar cabalmente, que foram altamente positivos para os países que dirigiram.

  5. Na minha modesta opinião, não acredito na volta do Lula. Os “torpedos” vão morrer na praia…
    Imagino que o Lulismo está morto e fedido, desmoralizado como bandeira, argumento, e como exaltação para a massa, dentro de um partido que já está partido….

    No caso específico dos petistas, é muito complicado tentar encontrar uma explicação coerente para o que possa ser entendido como ideologia do partido. Trabalhadores ?..

    Ele até pode ter nascido com um espectro de ideologia, mais para o socialismo reivindicante, o sindicalismo, mas o fato é que no poder, alçado pela DEMOCRACIA – única via para chegar lá – ele se reinventou para o populismo e uma liderança única, o do líder carnavalesco, medroso de novos nomes e ideias na pretensão e se apresentar, novamente, como um braço dos trabalhadores.

    Preferiu o abraçou o populismo como o fazem todos os pretendentes a ditadores, impondo as suas ditas “verdades” e o politicamente incorreto, dividindo as massas para enganar e continuar a desfrutar dos prazeres que o poder proporciona, até quando possa ser segurado.

    Abandonado pelos crentes, não faltam interessados, apadrinhados; os cúmplices, e a coisa se estende por outros caminhos, ilegais, criminosos, que se tornam corriqueiros e contagiantes, o próprio partido do CRIME.

    Os poderes se fundem e se confundem não assumindo responsabilidades e providências, enxergando-se o caos até aonde alcança a visão do reino.
    Até que… algo tão imenso como um tsunami, venha brecar a bagunça em que se transformou o reinado de tantos impostores.

    O tsunami pode ter muitos nomes. mas o mais provável é aquele conhecido como a FORÇA.. . para consertar o momento errado, colocar ordem na casa; e, quando se chega a esse ponto, a massa, o povão, oprimido, é o primeiro a clamar por ela…
    Venha de onde vier, só resta aguardar, pois vai chegar. Preparem-se…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *