O povo brasileiro gosta de votar e sabe votar. O problema é que os candidatos, escolhidos ditatorialmente pelas “cúpulas”, são péssimos e não merecem o voto

João da Bahia:
“Helio, poderia responder a este meu questionamento? Dizem que o povo brasileiro não se interessa por política e não sabe votar. O senhor concorda?”

Comentário de Helio Fernandes:
Nenhuma possibilidade, por menor que seja, de ser verdade. Platão e outros filósofos, ensinavam: “a política é a arte de governar os povos”. Através da política, interferem na vida de todos os cidadãos, geralmente para prejudicá-los.

O que acontece é que a legislação partidária (e logicamente política)  no Brasil é tão ultrapassada, que só chamam o cidadão para participar, OBRIGATORIAMENTE, do ato de votar. Mas ninguém escolhe em quem votar, procura o melhor, aquele com quem mais se identifica.

Veja com simplicidade, mas com toda clareza, Jõao da Bahia. Somos praticamente 200 milhões, mais de 130 milhões em condições de votar, mas para presidente a escolha se restringe a dois CANDIDATOS. E CANDIDATOS de quem?

Ultraje, desprezo, desinteresse, ausência total, é o que os políticos deixam para o povão. Então, nas vésperas de toda eleição, o pais inteiro é mobilizado, se não votar, não pode exercer alguns dos atos fundamentais de sua vida pessoal.

Já tenho protestado há anos, escrito e repetido, que a mais importante de todas as reformas a serem feitas no Brasil, é a PARTIDÁRIA. (Existem outras, mas não tão importantes quanto essa, pois do exercício do voto, surge a AUTENTICIDADE DA REPRESENTATIVIDADE).

***

PS – Mas quem determina que mais de 130 milhões de eleitores têm que escolher entre Dilma ou Serra e estamos conversados? Revoltados com essa restrição, ainda são caluniados, dizem; “o brasileiro não sabe votar”.

PS2 – O povo gosta, sabe e quer votar, por que não deixam que escolha o que mais lhe agrada? O Brasil tem 27 partidos, que recebem mais de 2 milhões por ano do Fundo Partidário, usam o chamado horário eleitoral, quando chega a eleição.

PS3 – Pois durante a longa e cansativa campanha, nenhum candidato fala na existência da REFORMA PARTIDÁRIA. Você, João da Bahia, que levantou o importante problema, responda afirmativamente.

PS4 – Diga aos seus amigos que o povão sabe votar e gosta de eleição. E pergunte a eles: ALGUM DE VOCÊS JÁ OUVIU UM CANDIDATO EXIGIR REFORMA PARTIDÁRIA.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

One thought on “O povo brasileiro gosta de votar e sabe votar. O problema é que os candidatos, escolhidos ditatorialmente pelas “cúpulas”, são péssimos e não merecem o voto

  1. Tipos de eleitores.

    No nosso país temos a grosso modo, dois grupos de eleitores.
    O primeiro grupo são aqueles eleitores que se interessam pela política, não interesse particular, mas sim o interesse coletivo, para votar procuram saber as origens dos candidatos, suas propostas, e principalmente seu passado e sua ficha se esta limpa, infelizmente são minoria.
    O segundo grupo, infelizmente são maioria, são aqueles que casam com um partido ou com um político, fazendo votos de( até que a morte nos separe). Existem vários exemplos para esta afirmação. Durante minha vida conheci Getulistas ferrenhos, Janistas apaixonados, Ademaristas enlouquecidos, Coloristas cheios de fé, Malufistas deslumbrados com o rouba, mas faz, e ultimamente temos os lulistas ou petistas não importa os nomes.
    Toda essa euforia continua até que a morte os separe, mesmo quando é provado o envolvimento em corrupção destes mencionados, a fidelidade continuará até o túmulo. Sendo assim podemos confiar nestes eleitores para escolher alguém decente para cargos público, a resposta é não, enquanto este tipo de eleitor for maioria no Brasil não teremos nunca um resultado satisfatório.

    Paulo Luiz Mendonça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *