O problema é que Bolsonaro não representa a direita, nem Lula representa a  esquerda

Charge do Mariano (Arquivo Google)

Carlos Newton

Se não houver união entre os candidatos da terceira via, os brasileiros vão eleger, mais uma vez, um político despreparado para a função, justamente num momento em que o país necessita de um executivo à frente do governo, que seja capaz de tirar o Brasil do cenário de desindustrialização em que se encontra há várias gestões.

Os dois favoritos – Lula da Silva e Jair Bolsonaro – são desclassificados pela própria natureza. Tanto um como o outro não podem ser considerados representantes de partidos políticos. Por seus comportamentos, mais parecem líderes de facções criminosas

LÍDER DE ESQUERDA? – A esquerda brasileira, por exemplo, não pode se sentir representada por Lula, que em nenhum país respeitável deixaria de ser punido por ter criado um custoso e desnecessário cargo público para a amante, agraciando-a com elevado salário, cartão corporativo, carro de luxo, motorista, combustível grátis, assessores, secretárias e cartão corporativo.

Ainda não satisfeito, Lula nomeou a jovem e inexperiente filha da amante para cargo DAS, e ninguém sabe se também é filha dele, pois o caso amoroso com Rosemary Noronha vinha desde o início dos anos 90.  

Quem realmente conhece política sabe o que aconteceu na Grã-Bretanha em 1961 com o caso que John Profumo, secretário da Guerra, manteve com uma garota de programa de 19 anos, a belíssima Christine Keeler. E foi apenas uma breve ligação, pois Profumo jamais a levou em dezenas de viagens internacionais nem lhe deu um cartão corporativo.

LÍDER DE DIIREITA – Da mesma forma, como a direita brasileira pode considerar-se representada por um presidente insano e irresponsável como Jair Bolsonaro? Sua maior façanha foi ter rapidamente transformado o Brasil num pária diplomático, jogando por terra todo o trabalho iniciado pelo Barão do Rio Branco ainda no Século XIX e que desde então vinha tendo seguimento.

A direita de Alceu Amoroso Lima, Eugênio Gudin, Plínio Salgado, Gustavo Corção, Afonso Arinos, Carlos Lacerda, Magalhães Pinto, Otávio Gouveia de Bulhões e Roberto Campos pode se sentir representada por um político tresloucado e inculto como Jair Bolsonaro? Claro que não.

Bolsonaro jamais teria chances de ser candidato da direita brasileira, que sempre foi altamente intelectualizada e não suportaria um farsante como ele.  

QUADRO SINISTRO – A verdade é que o momento político brasileiro é desalentador, um quadro sinistro que só pode ser revertido por algum dos candidatos de terceira via – Ciro Gomes, Henrique Mandetta, Sérgio Moro, Alessandro Vieira, Rodrigo Pacheco, João Doria, Eduardo Leite, Arthur Virgilio, Luiz Felipe d’Avila, Simone Tebet…

No meu entender, votar em qualquer um deles é muito melhor do que reeleger Bolsonaro ou ressuscitar Lula. Mas ainda é cedo, precisamos ter paciência. O importante agora é pressionar esses pré-candidatos para que apoiem quem estiver em melhor situação em março, antes da desincompatibilização.

João Doria, Henrique Mandetta, Sérgio Moro e Alessandro Vieira já se comprometeram a apoiar o candidato que tiver mais chances. Faltam os outros. É aí que mora o perigo.

###
P.S.
O tempo não para, dizia Cazuza, que buscava uma ideologia para viver. Mas hoje as ideologias não servem para nada. O importante é que os políticos façam a coisa certa, como Buda ensinava. Somente assim os eleitores não terão de votar tapando o nariz, para se livrar do cheiro nauseabundo que emana da urna. (C.N.)

10 thoughts on “O problema é que Bolsonaro não representa a direita, nem Lula representa a  esquerda

  1. CN sendo CN. A eleição de 2022 já está definida, só não vê quem não quer. Bolsonaro está anos luz a frente de Lula ou quem quer que seja o nome da terceira via. As pesquisas fake que propagam Lula em primeiro lugar, logo logo terão que se adequar à realidade, ou seja, elevar ao podium Bolsonaro.

  2. Excelente e confiável, a análise.
    Boa leitura.
    Não mudaria uma vírgula deste texto.
    Parabéns pela lucidez !
    Bora Moro !
    Primeiro turno !

  3. “BASTA. Chega dos me$mo$. Fora todo$. Até porque, em sã consciência, ninguém aguenta mais o mal cheiro da velha política, do velho sistema podre. Abaixo a plutocracia putrefata com jeitão de cleptocracia e ares fétidos de bandidocracia. Abaixo a velha política fétida do velho sistema apodrecido, dos golpes, das ditaduras, dos estelionatos eleitorais, das fake news, das mentiras, das enganações, da corrupção e da roubalheira que levaram o Brasil e o povo brasileiro ao endividamento, à ruína, à frustração, à depressão e à desesperança total. Por tudo isso e muito mais, agora somos todos LORIAGA LEÃO (o HoMeM do Mapa da Mina do bem comum do povo brasileiro) E MARINA SILVA (a rainha do meio ambiente do Brasil), pelo REDE-SUSTENTABILIDADE, a união do Partido desprendido, comprometido com o bem comum do povo brasileiro, e o megaprojeto da população, novo e alternativo de política e de nação, antissistema, a Terceira Via de Verdade, a Nova Política de verdade, a Democracia Direta com Meritocracia, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso. E de nada adianta o conjunto da obra da velha política bandida, mentirosa, do velho sistema político podre, a mídia bandida dos me$mo$ e as pesquisas 171 do continuísmo da mesmice dos me$mo$, tentarem excluir das próximas eleições a chapa quente da mega-solução, LORIAGA LEÃO E MARINA SILVA, a evolução, a dupla do balacobaco, do borogodó, da mega-solução, da evolução e da esperança do conjunto da população, a Nova Política de Verdade, pelo REDE-SUSTENTABILIDADE, os legítimos representantes da Democracia Direta, com Meritocracia, a Terceira via de Verdade, o megaprojeto novo e alternativo de política e de nação, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso, porque no resto nem tapando o nariz não dá para votar mais, posto que representam o continuísmo da mesmice do sistema apodrecido dos me$mo$. http://www.tribunadainternet.com.br/o-problema-e-que-bolsonaro-nao-representa-a-direita-nem-lula-representa-a-esquerda/?fbclid=IwAR1Y0eBD1NYNK6w5FcXfiGql3MSVPF0QpU6owDiOA9_1tn30DeC5Z0fAPW4

  4. Velho escroto, se isto é fazer jornalismo/?! Um canalha reacionário, fantasiado de jornalista. Lula, ganhou quatro eleições no voto. Saiu do governo com 87 por cento de aprovação.. Esta anta faz questão de fingir q não conhece isto.

  5. Quando nazistas e fascistas eram vistos como (extrema) direita, era algo até que certo ponto a direta gostava da associação naqueles tempos.

    Agora querem fazer crer que o bolsonarismo não é nazifascista, isto é, de (extrema) direita.

    Só na Tribuna…

  6. Sobre o comentário sobre a afirmação de Buda no sentido de fazer a coisa certa, discordo à medida que não se encerra numa ação corresponde ao verbo fazer.

    O ensinamento original budista passou por influências locais diversas como o taoísmo e o hinduísmo e, ainda depois, nas traduções em cada tempo, e mais ainda quando saiu do oriente e veio traduzido para o ocidente, e ainda mais das diversas línguas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *