O que devemos perguntar sobre a Guerrilha do Araguaia

Antonio Santos Aquino

Como pessoas cultas concordaram em ir para Xambioá, na região do Araguaia, unindo-se a companheiros, formando uma guerrilha, depois conhecida como Guerrilha do Araguaia, com a finalidade de derrubar a ditadura militar?

Para matar e torturar…

Xambioá, na época, um lugar desprovido de qualquer meio de comunicação. Com pouquissímos moradores, alguns pequenos criadores, de não mais que 20/30 cabeças de gado. Algumas tribos de índios(que depois foram empregados como guias, e dizem para matar e torturar guerrilheiros).

Não dá para acreditar que alguém possa jogar-se nessa aventura sem terem sido convencidos por um líder maior, que traindo os companheiros, combinou com as autoridades ditatoriais (Exército), conduzir os companheiros para uma armadilha em que todos ou quase todos seria massacrados.

Mas o militares nunca foram burros. Infiltraram gente na “guerrilha” para melhor saberem o que lá se passava. Naturalmentes esses covardes traidores não seriam mortos. Do outro lado, os militares que para lá foram combater a tal guerrilha de nada sabiam. Foram para matar. Mataram e torturaram; ocultaram os cadáveres. Os traidores aí estão pousando de heróis. Não chego ao ponto de acreditar no exagêro dos relatos tanto de um lado como de outro. O que estou convicto que aconteceu foi um ardil armado pelo Exército com ajuda de um lider traidor que reuniu os companheiros naquela “armadilha” para todos serem mortos.

Ninguém pode admitir que uma pessoa de média cultura vá para Xambioá, um buraco sem saida, fazer uma guerrilha para derrubar uma ditadura. Essa é minha verdade. Vamos dar tempo ao tempo. Quem viver verá, a verdadeira verdade vir à tona.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGComo sempre, Aquino está cheio de razão. O Exército foi para o Araguaia para torturar e exterminar os guerrilheiros, não há nenhuma dúvida sobre isso. Mas o comportamento da guerrilha, supliciando e matando  inocentes como o jovem matuto que seguiu os militares na mata, isso também não pode ter perdão. Os dois lados agiram de uma forma imunda, nauseante, desumana. Que fiquem em paz com suas consciências. (C.N)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *