O resultado desastroso no PIB e a equação difícil de Dilma

O mais provável é que Dilma se manifeste por meio das redes sociais

Para evitar panelaço, Dilma não vai falar no 7 de setembro

Rafael Moraes Moura
Estadão

O recuo de 1,9% do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre ante os três primeiros meses do ano, no pior resultado desde o primeiro trimestre de 2009, foi considerado um “desastre” por interlocutores da presidente Dilma Rousseff ouvidos pelo Broadcast Político, serviço de informações em tempo real da Agência Estado.

“Ninguém quer uma queda de 1,9%. A gente quer é aumentar 1,9%”, lamentou um auxiliar direto da presidente, que pediu para não ser identificado.

NAS ESTIMATIVAS

O resultado divulgado nesta manhã pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) veio dentro do intervalo das estimativas dos analistas de 42 instituições consultados pela Agência Estado, que esperavam desde uma queda de 2,20% até recuo de 1,30%, com mediana negativa de 1,70%.

Na avaliação de um interlocutor da presidente, a combinação de popularidade no “volume morto” e recessão com queda acentuada do PIB torna mais difícil a “equação” para o governo, que se vê confrontado com ameaça de impeachment, “caos político” na relação com o Congresso Nacional e o desgaste com a adoção de uma série de medidas impopulares.

MINIMIZANDO

“Não é um ano perdido”, minimizou um outro interlocutor, alegando que, apesar das dificuldades, o governo conseguiu fazer os ajustes na economia, como a aprovação do projeto de lei que revê a política de desoneração da folha de pagamento e as alterações nas regras de concessão de benefícios trabalhistas e previdenciários. “O estrago poderia ter sido bem maior se não houvesse o ajuste”, opinou.

Diante desse quadro de deterioração dos indicadores econômicos e aprofundamento da crise política, a presidente ainda avalia a possibilidade de fazer um pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão por ocasião do Sete de Setembro, como houve em 2011, 2012 e 2013.

Segundo a reportagem apurou, o mais provável é que a presidente se manifeste por meio das redes sociais, como fez no Dia do Trabalho, evitando novos episódios de “panelaços”.

8 thoughts on “O resultado desastroso no PIB e a equação difícil de Dilma

  1. Dilma é uma ópera tragicômico. Tomou posse outo dia, no segundo mandato , que acabou sem se quer começar.A presidente Borcina continua exagerando na dose de burrice, incompetência e irresponsabilidade. Em sua dislexia crônica , diz nada com nada, coisa com coisa.Ela não consegue exprimir um pensamento com clareza porque é um mente tortuosa Dilam é uma figura caricata, perdida no tempo e no espaço incapaz de exercer o poder.Perdeu a credibilidade para governar. Ainda está lá no Planalto por causa de uma oposição fraca, medíocre e dolente.

  2. A Dilma é o bode expiatório da vez, o problema não vem somente do mandato dela, a culpa não é somente dela, tudo bem, ela representa a patota, ela que está com a cara a tapa, mas se não houver uma reforma politica profunda nada vai adiantar.

    A Dilma pode sofrer impeachment, o mercado ficar mais otimista e a economia melhorar, porém a bagunça continua, as roubalheiras e trapaças não mudam, pode ser PT, PSDB o que vier e logo voltamos a bancarrota de novo.

    A cabeçada do Collor e o plano Real deu uma estabilidade econômica para o Brasil, o PT conseguiu manter esse estabilidade por um bom tempo, porém não se criou alicerces para conseguir continuar crescendo e manter essa estabilidade. Como? Fortalecendo e protegendo as empresas nacionais, investindo em pesquisas, tirando o PAC do papel, educação, etc, etc, etc.

    Isso já era previsto, já comentei sobre isso aqui no blog há uns 4 anos atrás, não tivemos uma bolha imobiliária, mas tivemos uma bolha econômica que estourou, agora aguenta coração!.

  3. A madame está com medo. Uma presidente que tem medo de ir a televisão falar num dia tão importante como o dia 07 de setembro ( Data da nossa independência ) é porque não tem mais condição nenhuma de governar o País. Ela é medíocre, desastrada e incompetente. Não consegue mais governar. Se esta senhora continuar a comandar o País iremos mais rapidamente para o fundo bem fundo do Poço….Não dá mais para aguentar ela e seu partido.

  4. O que se pode esperar de uma Presidente que em campanha disse uma coisa
    e depois de reeleita faz exatamente o contrário. Somente para lembrar no
    debate entre a Candidata Dilma e o Aécio Neves.
    …..as suas medidas, candidato Aécio, nós já conhecemos bem, são aquelas do
    PSDB…..as mesmas de sempre: o senhor irá aumentar os impostos e cortar a verba da educação,
    além de mexer nos direitos dos trabalhadores e isso eu não vou fazer nem que a vaca tussa!”.
    A Presidente partiu para o vale tudo, enganou uma grande parte dos eleitores, por essas e outras, merece ou não impeachment.

  5. Me desculpem os nobres comentaristas deste blog.
    Eu como não o sou, apenas dou opiniões, nem sei se são.
    Dou pitacos soltos e que manisfesta o meu sentimento envolvendo toda essa parafernália que envolve o nosso querido Brasil.
    NÃO SEI SE TENHO RAIVA OU PENA DESSA SENHORA.
    O seu despreparo, a sua arrogância, o seu destempero, nos deixa estarrecidos.
    Então…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *