O segredo mais bem guardado do mundo, a fórmula da Coca-Cola, sofre cada vez mais com a concorrência.

Carlos Newton

Os fabricantes licenciados pela Coca-Cola no mundo inteiro recebem a essência pronta. O segredo da fórmula é a razão do sucesso. A Pepsi chegou perto em sua fórmula e faz uma bela concorrência. Outras empresas também desenvolveram refrigerantes do tipo “cola”, mas agora chegou mais uma concorrente, que conseguiu chegar perto, muito perto, do gosto da Coca. É a Ice Cola, que está enlouquecendo a concorrência.

A Ice Cola foi desenvolvida na Austrália e começou a se vendida em 1999. O sucesso foi tanto que o novo refrigerante logo passou a ser comercializado em muitos países, com preço bastante inferior à Coca e à Pepsi.

Aqui no Brasil, a Coca Cola sentiu o baque e entrou na Justiça para proibir a concorrente. Conseguiu até uma liminar, no Rio de Janeiro, mas a 1ª Câmara Cível do Tribunal suspendeu a medida que proibia a empresa Amazon Flavors de  fazer uso comercial dos produtos Ice Cola e Ice Cola Zero com rótulos parecidos aos dos refrigerantes da Coca-Cola.

A decisão é uma resposta ao processo por “trade dress” impetrado pela Coca Cola na 5ª vara Empresarial do RJ, que solicita a proibição da divulgação e a retirada dos refrigerantes concorrentes do mercado, alegando concorrência desleal.

Para a desembargadora Maria Augusta Vaz, relatora do processo, a decisão de primeiro grau “preocupa”, pois o prazo concedido para que a Amazon cessasse, em todo o território nacional, qualquer uso comercial dos refrigerantes era exíguo. “A abrupta interrupção em tão curto espaço de tempo, pode pôr a perder toda a infraestrutura da Amazon Flavors e suas franqueadas, que estarão desbaratadas e sofrerão irremediável dano, caso o recurso não venha a ser provido“, afirmou.

Ponderou a relatora que o dano era muito mais severo para a Amazon, e não sendo nova a concorrência que as agravadas sofrem, “não há razão para acreditar que não se possa aguardar, ao menos, o julgamento do agravo.”

Depois da decisão que garantiu a comercialização dos produtos Ice Cola e Ice Cola Zero, a Amazon Flavors esclareceu que discorda dos argumentos apresentados no processo, uma vez que as cores do produto e das embalagens são características do segmento de cola e não exclusividade de um único fabricante.

A fabricação também é segredo, idêntico ao da Coca. Cada empresa franqueada segue uma mesma fórmula para a produção do refrigerante. A Amazon Flavors importa o flavor dos Estados Unidos e repassa o concentrado aos fabricantes nacionais. Cada um deles então produz o xarope a partir de uma fórmula padronizada.

O presidente da Amazon Flavors, Claudio Bruehmueller, anuncia que a meta da Amazon, juntamente com as empresas parceiras, é abocanhar uma fatia de 12,5% do mercado brasileiro. Atualmente o Brasil é o terceiro maior mercado de refrigerantes do mundo, registrando um consumo anual de 71,4 litros por pessoa e movimentando quase R$ 22 bilhões/ano. Coisa de Primeiro Mundo.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *