O sonho acabou e o povo brasileiro está cada vez mais endividado

Carlos Newton

A notícia é estarrecedora, deveria ser manchete de toda a grande mídia, dos sites e dos blogs, porque sua divulgação partiu do Banco Central (BC), oficialmente. Quatro em cada 10 brasileiros que usam cartão de crédito não conseguem pagar a dívida. O calote no financiamento rotativo do dinheiro de plástico atingiu 38,5% em novembro, segundo as estatísticas do próprio BC. No cheque especial, a situação também não é boa: 11,1% dos empréstimos concedidos não foram honrados no prazo de 90 dias.

O mais incrível são as “explicações” dos economistas. Alegam que a diminuição da oferta de crédito no Brasil reduziu as opções das famílias na hora de buscar dinheiro e os consumidores então se agarraram às modalidades mais acessíveis (cartão de crédito e cheque especial), justamente as mais caras do mercado, aumentando a inadimplência nessas operações.

Na verdade, os bancos incentivam os brasileiros a comprar, fornecem cartões de crédito a qualquer um e a inadimplência os favorecem, devido aos juros estratosféricos que cobram. Em dezembro houve décimo terceiro salário, a situação pode até ter melhorado. Mas quando saírem as estatísticas de janeiro, veremos que a inadimplência é muito maior, porque até agora não entraram nessas estatísticas os consumidores que ainda estão conseguindo operar com vários cartões de crédito ao mesmo tempo, fazendo um desesperado rodízio financeiro, com um cartão pagando o outro, numa gincana que logo se esgotará.

No meu cartão de crédito (Itaucard), os juros são de 14,86% ao mês, o que significa 439,5% ao ano. É a agiotagem livre, leve e solta, oficializada e legalizada no país do Carnaval.

O índice da inadimplência, portanto, tende a aumentar no início do ano, quando passar a euforia das compras de Natal e os consumidores se reencontrarem com a realidade de suas finanças.

SEM SOLUÇÃO

O pior é que não existe nenhuma fórmula mágica para solucionar esse problema a curto prazo. Como dizia o ex-ministro Mário Henrique Simonsen, “em economia não existe alívio imediato”. Essa crise só se resolverá com a retomada do crescimento da economia, que depende de pesados investimentos em infraestrutura, especialmente na logística das exportações de commodities (estradas, ferrovias, hidrovias, portos e aeroportos), mas acontece que o governo está paralisado pela gastança e pela incompetência, além de ter consumido preciosos recursos financiando obras no exterior, via BNDES, com juros de pai para filho (5% ao ano, que agora passaram para 5,5% ao ano).

É preciso cortar gastos de custeio, adotando-se uma política de austeridade que precisa ser iniciada através da redução do número de ministérios, mas a presidente Dilma Rousseff, supostamente “doutorada” em Economia, não enxerga essa realidade. Vai manter todos os 39 ministérios, não haverá cortes em funções gratificadas nem em cargos comissionados. A farra dos cartões corporativos também será mantida e todos os salários no serviço público estão aumentando, em função do recente reajuste do teto dos ministros do Supremo, que tem efeito dominó sobre Legislativo e Executivo.

LEVY DE MÃOS ATADAS

É nesse clima que Joaquim Levy assume a condução da economia dia 1º. Logo perceberá que não conseguirá fazer nada, porque a vaidade e a incompetência de Dilma Rousseff falarão mais alto. A presidente vive num mundo diferente dos outros brasileiros, em que segue com a família no Aerolula para passar dez dias em Salvador, andando de lancha e tudo o mais, sem gastar um centavo.

Na Alemanha, a governante Angela Merkel não desfruta dessa mordomia. Se quiser viajar com o marido, ele tem que pagar a passagem no avião oficial, que custa cinco vezes mais do que em aeronave comercial. Mas o Brasil de Dilma Rousseff é muito mais rico do que a Alemanha e pode bancar essas extravagâncias. E la nave va, fellinianamente.

###
PS
No dia em que forem divulgados os gastos do cartão corporativo de Rosemary Noronha, companheira de viagens de Lula, a opinião pública deste país vai ter uma grande surpresa.

27 thoughts on “O sonho acabou e o povo brasileiro está cada vez mais endividado

  1. Como sempre excelente artigo de nosso Editor/Moderador mostrando que a expansão do Crédito para as Famílias está no limite superior. O Crédito para as Empresas pode ainda se expandir muito, desde que se tome medidas para aumentar sua Lucratividade que está muito baixa, ao redor de 8%aa quando o normal seria de 15%aa a 20%aa.
    Vejam, 8%aa quando a Inflação está a 6,5%aa, as deixam sem margem. Estando então as Políticas de DEMANDA praticamente esgotadas, tem o novo Czar da Economia Sr. JOAQUIM LEVY de atuar mais nas Políticas de OFERTA. As Políticas de OFERTA são lentas em dar Resposta ( Min. +- 2 anos), e no início, por reduzirem ainda mais a DEMANDA tendem a curto prazo a contrair a Economia. Não tem mistério, no Plano Fiscal, reduzir as Despesas de Custeio do Governo, limitadas pela Política, porque o senhor não pode ir reduzindo Ministérios sem perder Base Aliada tão necessária, não pode ir demitindo Cabos Eleitorais para não perder Votos, etc, assim funciona a Democracia, fazer sempre o maior número de Votos possíveis, por isso é um Regime CARO, mas o Sr. LEVY pode de cada 2 Funcionários que se aposentam, só contratar 01 e remanejar o resto, e aumentar “um pouco” a Carga Tributária, que apesar de alta para Países Sub-Desenvolvido Renda perCapita +- US$ 14.000, sempre se pode aumentar um pouco. No Plano Monetário, tem que seguir uma Política um pouco mais apertada com Juros Médios ainda mais altos ( SELIC e o resto). No Plano Cambial, tem que desvalorizar um pouco mais o Real, talvez até 01 US$ = 2,90/3,00 Reais, para ajudar em nossa estratégica Balança Comercial ( Exportações Líquidas).
    Sobretudo, restaurar a CONFIANÇA dos Agentes Econômicos e despertar ao máximo, as Forças Produtivas da Nação que estão desanimadas. Tudo isso, mantendo a Inflação convergente para o centro da Meta de 4,5%aa e sem entrar em RECESSÃO, o que aumentaria muito o DESEMPREGO, o que não pode num Governo PT-Base Aliada e no que eu concordo. O DESEMPREGO É O PIOR DOS MALES. É uma senhora Tarefa, digna dos maiores elogios ao Sr. LEVY, por se propor a enfrentá-la.
    O Ministro da Fazenda que sai, após quase 9 anos, Sr. GUIDO MANTEGA foi um bom Ministro, que está sendo injustiçado no momento, porque apesar de algumas “derrapagens Econômicas” ( Represamento de Combustíveis/Tarifas Públicas, interferência grande nos Mercados de Energia Elétrica, etc, Câmbio sobre-Valorizado em no mínimo 20%, excesso de desonerações de Impostos PONTUAIS, etc), …. manteve o DESEMPREGO MENOR QUE ANTES e a INFLAÇÃO abaixo do teto da Meta de 6,5%aa, o que deu a Vitória a Presidenta DILMA.

  2. Ótimo artigo, bem abalizado e retratando perfeitamente o quadro caótico vivenciado pelo consumidor que enxugou as suas possibilidades de expansão do consumo.

    Teremos ainda uma pequena reação quando no começo do ano o salário mínimo e as pensões forem reajustadas. Mas, nada significante, haja vista que os preços e tarifas públicos terão de sofrer, também, reajustes. A começar da energia elétrica que será submetida a um reajuste superior a 8%.

    Ótimo comentário do Sr. Bortolotto. Lembrando que, para a iniciativa privada aumentar a margem de lucro, não há escapatória: só aumentando a produtividade. Ainda mais com a inércia do governo em promover a reforma tributária e outros ajustes micro e macroeconômicos.

  3. Sr. Newton, nesse caminhar, o Zé e Maria Mané, vai afundar ainda mais nesse lodaçal de “juros agiotas oficiais”, com a benção do governo.
    39 ministérios, quando uns 15 seriam mais que suficientes, 30 mil cargos comissionados, e por aí vai, pois, o governo tem o babaca escorchado em impostos para pagar a “incompetência” e ser “roubado (mensalão e petrolão) não nos deixa mentir, e ainda faltam “benadão e outras estatais.
    2015, infelizmente não vejo LUZ no fim do túnel.
    Conforme personagem do Chico Anísio, que o povo exploda, a cúpula dos 3 podres poderes aumentaram em 30% seus salários, apesar da negritude prevista na economia/2015, ficam com salários astronômicos, enquanto o Zé Mané, terá de aumento 9%, sobre um salário mínimo miserável, que a grande Mídia, alega que desde…o ano tal, aumentou 300%, quando a realidade, é essa que aí está: HIPOCRISIA DOS 3 PODRES PODERES, E DA GRANDE MÍDIA AMESTRADA.
    ATÉ QUANDO, O BRASILEIRO VAI SOBREVIVER NO “ME ENGANA QUE EU GOSTO. O APOSENTADO, SE PAGOU ACIMA DO MÍNIMO, A CADA, ANO, VÊ SUA DIGNIDADE CHEGAR AO SMM.
    O LAMENTÁVEL, É O CIDADÃO ELEITOR, ELEGER LADRÃO, MALUF, É EXEMPLO, ABENÇOADO PELO TOFFOLI DO TSE.
    ZÉ E MARIA MANÉ ELEGERAM SEU REPRESENTANTE, PORTANTO, NÃO TEM O DIREITO DE RECLAMAR, TEM O GOVERNO QUE MERECEM.
    EM 2015, ENTREGAREMOS 6 MESES OU MAIS DE NOSSO MISERÁVEIS SALÁRIOS AO GOVERNO, PARA SEREM ROUBADOS: SAÚDE, EDUCAÇÃO,SEGURANÇA, TRANSPORTE, DIREITOS BÁSICOS DA CIDADANIA.

  4. Carlos Newton,

    você tem razão.

    Cobrar 439,5% ao ano de juros quando a taxa de inflação foi cerca de 6,5% parece relação sexual do elefante com a formiguinha. Um estupro.

    No que diz respeito à Rose, a Rádio Tamanco (a que aumenta mas não inventa) que funciona nos bares cariocas noticiou esta semana que ela era uma concubina bem barata.

    A comparação da conduta de Dilma com a da Angela Merkel é desastrosa para nós brasileiros, a começar que esta é oriunda da extinta Alemanha Oriental e chegou onde chegou por valor absolutamente pessoal, sem padrinhos pinguços.

    A utilização do dinheiro público para pagar despesas particulares com familiares, amigos, comensais, concubinas e tudo o mais, notoriamente imoral, passou a ser rotina nos governos petistas. A mídia está farta de denunciar.

    Devemos ter cautela e jamais comparar o comportamento do Imperador D. Pedro II e sua família com o comportamento dos presidentes “PADRÃO PT”. É grande o risco de chegarmos à conclusão que a Proclamação da República foi um grande erro.

    • Honório, grato pela correção. Já expliquei ao Marcos que escrevi endividado e o computador sublinhou, como se estivesse errado, e eu entrei nessa, lembrando do intitulado.

      Mas fique de olho, estou sempre dando mancada.

      Abs.
      CN

  5. Grande Nerwton, seu “PS – No dia em que forem divulgados os gastos do cartão corporativo de Rosemary Noronha, companheira de viagens de Lula, a opinião pública deste país vai ter uma grande surpresa.”, plagiando Caetano veloso, OU NÃO!
    A PeTifaria e a camada social de apoio dirá que “já que está feito, paciência”.
    Nós, que fazemos parte da sociedade civil desorganizada, continuaremos batendo a cabeça na parede e tentando abrir uma porta.
    lamento informar ao amigo e ao colegas que, embora a situação seja terrível, a maioria não tem noção e, tenho certeza, que já encontrei a solução.
    Mas vou esperar mais um pouquinho para apresentá-la. Suspense? Não. Apenas gosto de ouvir os outros, principalmente quando não sou especialista no tema.
    Parabéns por mais este artigo.
    Abraço.

    • Rosemary, a então segunda-dama, teria feito dezenas de viagens não-oficiais ao exterior, para negócios, mas acabou denunciada pelo próprio passaporte diplomático. Foram 23 viagens à a França, 18 à Suíça, 12 para a Inglaterra e outras sete pata o Caribe e Estados Unidos, estas últimas de navio.

  6. Amigos
    Juros de 400%, 500 e até 600% ao ano em cartões de crédito. E a inflação é (dizem) de 6,5%, os rendimentos nos melhores investimentos nem sonham com índices de mais de dois dígitos. Os bancos argumentam que não são juros de 400/500/600%. Os juros são os legais e o resto são agregados, tipo Rose.
    De provável algoz, antes do poder, o PT virou sócio dos banqueiros.
    E a justiça, utilizando ou não as legislações existentes, tem dado ganho aos bancos.
    A solução está muito próxima e não virá das autoridades, mas da natureza.
    Talvez não seja a melhor para todos, mas será para os endividados.

  7. A coisa foi boa, e para sorte do PT e de Lula, é que, quando este subiu ao poder, a China explodiu num crescimento de mais de 12% e aí comprou comodities do mundo inteiro na alta exportou manufaturas a preço de banana. Com isso todo mundo cresceu a mais de 7% e o Brasil chegou a 4%.
    Mesmo com esse crescimento nossas produtoras de comodities, agro- negócio e mineração, tiveram que criar milhares de empregos diretos e milhões indiretos.
    Isto não teve nada a ver com Lula ou PT como ele e seus bando alardeiam por aí.
    O que Lula e o PT criou mesmo foram cargos para os militantes do partido, aparelhando assim o estado.
    E por aí vai.
    Enfim, gastaram tudo em estádios de futebol, porto em Cuba, dinheiro para ditaduras, refinarias para a Bolívia, etc,etc,etc.
    A população carente como sempre foi mais uma vez esquecida pelos nossos governantes. Continuaram sem saneamento básico, moradia descente, saúde, educação, segurança e transporte.

  8. Excelente artigo do Carlos Newton!

    Os petistas no governo, que adoram driblar e infringir nossas diversas leis, felizmente não conseguem (e nunca conseguirão!) fazê-lo com as leis da matemática financeira!

    – Recessão à vista! Desemprego à vista! Perda de credibilidade à vista! Salve-se quem puder!

  9. Quando é que os PetiTarias vão entender que aqui, neste nosso espaço, assumimos, publicamente, posições contra safadezas, espertezas, roubalheira e canalhice de qualquer cor política? Quem está no poder nos últimos 12 anos é o PT, por Lulla/Dillma. E também cobramos dos anteriores. Se cobramos mais do que estão no momento, é lógico: o ontem, o hoje vão afetar o nosso amanhã.
    Na verdade, os PetiTarias são a prova viva da falência da saúde pública em nosso país. Se funcionasse, estariam internados, tomando choque na cabeça e com atendimento psicológico/psiquiátrico. É possível que alguém, em pleno estado mental, defenda tantas coisas erradas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *