O sonho da Bolsa já acabou, mas ainda temos de aguentar o pesadelo de Bolsonaro…

As charges censuradas de Bolsonaro

Charge de Bruno Ortiz (Arquivo Google)

Carlos Newton

Conforme era esperado, o sonho da Bolsa de Valores acabou. A alta permanente das cotações, que era absolutamente artificial, porque não havia motivos concretos, passou a ser usada pelo governo como uma evidência de que a economia brasileira tinha se estabilizado e agora voltaria a crescer expressivamente, conforme ocorreu no regime militar, quando o Brasil era o país que mais se desenvolvia no mundo, derrotando a Alemanha e o Japão.

Esse raciocínio rudimentar até parece ter fundamento, porque o governo de Jair Bolsonaro tem muito mais militares nos primeiros escalões do que qualquer gestão dos idos da ditadura, quando ocorreu o “milagre brasileiro”, com o PIB crescendo 11% ao ano, de 1968 a 1973.

MILAGRE BRASILEIRO – Naquela época, o êxito do crescimento econômico foi atribuído à criação do Programa de Ação Econômica do Governo (Paeg) na gestão do presidente Castelo Branco (1964-1967), com Octavio Bulhões (Fazenda) e Roberto Campos (Planejamento) comandando a equipe econômica.

O programa incluiu reforma nas áreas fiscal, tributária e financeira, com incentivo a empresas em setores estratégicos, apoio às exportações, estímulo à construção civil e abertura ao capital exterior. Ao mesmo tempo, foram criadas nada mais que 274 estatais, como a Telebrás, Embratel e Infraero.

Na mesma época, surgiu o Banco Central e o governo instituiu o Sistema Financeiro Habitacional, formado pelo Banco Nacional de Habitação, com apoio da Caixa Econômica Federal.

IMITANDO A DITADURA – Na tentativa de repetir o êxito administrativo do período 1968/1973), o presidente Jair Bolsonaro encheu o governo de militares, entregou a economia a Paulo Guedes, um dos maiores admiradores de regimes autoritários, que convocou o neto de Roberto Campos. Parecia o plano perfeito, mas não era.

Se tivessem estudado Karl Marx e Friedrich Engels mesmo ligeiramente, Bolsonaro e Guedes saberiam que a Historia somente se repete como farsa. Não é possível fazer reprise…

Os tempos mudaram e o presidente civil Fernando Henrique Cardoso transformou o Brasil numa espécie de laboratório do capitalismo financeiro, ao estimular o “rentismo”, uma expressão criada premonitoriamente por Marx e Engels para denominar o capitalismo sem risco, em que o investidor colhe altos lucros sem criar empresas, gerar empregos e distribuir renda.

FIM DO RENTISMO – À frente do Banco Central, o neto de Roberto Campos conduziu a economia para os juros mais baixos da História Republicana. Com isso, reduziu o crescimento da dívida pública. Como consequência, provocou o fim do rentismo. Acostumados com o lucro fácil, os aplicadores imediatamente mergulharam na Bolsa de Valores, desconhecendo que o mercado tem regras que ninguém consegue derrubar.

Bastou uma queda brusca na cotação do petróleo, uma crise que nem é permanente, pois daqui a pouco os produtores se acertam, acompanhada da contaminação do coronavirus, que também não é permanente, loogo estará superada, e o sonho da Bolsa acabou.

Agora, o próximo sonho a acabar será o de Bolsonaro. Ele quer curtir os bônus do governo nem se envolver com os ônus. Se algum setor não funcionar, a culpa é do ministro.

###
P.S.
Esse mundo simplista em que Bolsonaro quer viver “non ecziste”. Ele tem de dar duro o tempo todo, acompanhar o que os ministros estão fazendo, cuidar do governo, enfim. Mas prefere ficar criando problemas e desentendimentos, um atrás do outro. Aliás, Bolsonaro é um grande craque nesse métier, ninguém o supera. É uma pena constatar que ele nem percebe estar jogando fora a grande oportunidade de sua vida. (C.N.)

38 thoughts on “O sonho da Bolsa já acabou, mas ainda temos de aguentar o pesadelo de Bolsonaro…

  1. Quem jogou fora uma oportunidade fui eu e outros milhões de votos, Carlos Newton.
    O boquirroto tá numa boa e vai continuar bostejando sem parar. É o esporte preferido dele pra maltratar a carniça.
    Juro pro Sr, nunca mais me pega!
    Cordialmente.

    • Quando vi os palhaços brasileiros ao lado do Trump com o boné “Make Brazil Great Again” (imitando o slogan do Trump) senti envergonhado do servilismo canino do Bolsonaro ao presidente americano.
      As eleições americanas que se aproximam vão jogar na rua o Trump – isso é dado como certo. Só quero ver os dizeres que os nossos cachorrinhos vão usar com o Joe Biden.

  2. A situação hoje do brasil ( b minusculo mesmo ) é a pior possível , mas vai piorar muito mais daqui pra frente.
    O coronavirus é apenas uma cortina de fumaça para esconder a real situação econômica do Brasil.
    A unica solução para o brasil sair dessa situação é reduzir ao máximo o consumo de produtos industrializados , de modo a reduzir a arrecadação de impostos do governo e com isso provocar a quebradeira geral de todo esse sistema corrupto , opressor e maquiavélico que sufoca os trabalhadores.
    Lembre –se comprem somente o essencial. Evitem o consumo o máximo possível. Retirem todo o dinheiro dos bancos e da bolsa.
    Invistam em ouro apenas.
    Arrecadando menos impostos , não haverá mais dinheiro para bancar a vida boa da elite podre brasileira ( militares , pastores evangelicos ,milicianos , laranjas , servidores públicos milionários e banqueiros).
    Ai vai ser o fim total desses exploradores que nunca trabalharam na vida e só sabem viver do suor pobre trabalhador.

  3. Para quem aprendeu a viver com o estritamente necessário, sendo econômico para não ser corrupto, e não tem preguiça, não tem crise, sobrevive satisfatoriamente em qualquer lugar do mundo, e ainda sobra algum para tomar uns tragos, apesar dos governos.

  4. Por esta visão pequena e estreita, é melhor voltar à roubalheira desenfreada, do ladrão, da imbecil, manter os privilégios dos famigerados deputados, senadores, stf, etc, e foda-se o Brasil.
    É isto o que o Pt, e todos os partidos de vagabundos, almeja.

  5. Carlos Newton se meteu numa enrascada com o seu texto em tela.

    Ao mencionar Marx e Engels no seu artigo, vai despertar a ira dos capitalistas, portanto, o Mediador que se prepare!

  6. Previsto, oras pois:
    “ação dos presidentes e vice-presidentes da Câmara e do Senado. Em lugar das sessões parlamentares constantes, limitaremos a reunião dos Parlamentos a alguns meses. Além disso, o presidente, como chefe do poder executivo, terá o direito de convocar ou dissolver o parlamento, e no caso de dissolução, de adiar a nova convocação. Mas, para que as consequências de todos esses atos, na realidade ilegais, não recaiam sobre a responsabilidade do presidente, estabelecida por nós, o que prejudicaria nossos planos, sugerimos aos ministros e aos outros funcionários que rodeiem o presidente a idéia de passar por cima de suas disposições com as medidas que eles próprios tomem; deste modo, ficarão responsáveis em seu lugar… Aconselhamos confiar esse papel sobretudo ao Senado, ao Conselho de Estado, ao Conselho de Ministros, de preferência a um indivíduo só. (6)

    O presidente interpretará, dócil ao nosso desejo, as leis existentes, que possam ser interpretadas diferentemente; anula-las-á, quando lhe apontarmos essa necessidade; terá o direito de propor leis provisórias e até nova reforma da constituição, com o pretexto do supremo bem do Estado.

    Essas medidas nos darão o meio de destruir pouco a pouco, passo a passo, tudo o que , a princípio, quando de nossa tomada do poder, formos forçados a introduzir nas constituições dos Estados(7); passaremos daí, imperceptivelmente, à supressão de toda a constituição, quando chegar a hora de reunir todos os governos sob a nossa autocracia.”
    Extraido, dos certeiros Protocolos.

  7. A bolsa de valores caiu no mundo inteiro.
    O dolar e o Euro sobem no mundo inteiro.
    A pandemia do Coronna viirus infecta o mundo inteiro.
    O preço do petróleo, por causa da disputa Arabia Saudita e Russia, afeta o mundo inteiro.
    A economia balança no mundo inteiro (O FED acaba de injetar 1 trilhão e 200 bilhões de dolares na economia americana)

    MAS no Brasil, essas catastrofes aconteceram por causa da “incompetência” de Bolsonaro e “conspiração” do Guedes. Quanta desonestidade intelectual! Igual só na China ou em Cuba!

  8. O capitalismo ainda é o melhor sistema econômico. A democracia é o melhor sistema político.

    Ambos necessitam de melhoria contínua para que se evitem distorções e rompimentos abruptos que não dão certo. Nesse aspecto, acho que Burke estava certo.

    No tempo de Marx e Engels as condições de trabalho eram péssimas, os trabalhadores superexplorados, portanto suas teorias tinham fundamento à época e a partir delas as condições de trabalho começaram a melhorar bastante. Claro que o comunismo pregado por Marx é uma teoria que, hoje, parece impossível de atingir. Assim como o livre mercado puro.

    Com o avanço tecnológico, com o mundo interligado, empresas mundiais virtuais, desaparecimento de lastro físico para emissão de moedas, as teorias econômicas precisam ser revisadas. O capitalismo precisa ser reinventado.

    No Brasil erramos em algum momento, quando foi incentivada a natalidade (lembro até que havia uma caderneta de poupança da caixa, onde havia algum depósito por filho gerado) para povoar áreas desertas. Mas as pessoas preferiram ficar nas cidades. Até porque no campo as condições eram muito ruins. As políticas econômicas foram elaboradas tendo a premissa de que essa taxa seria eterna (Previdência, regras de aposentadoria, etc..).

    A carga tributária brasileira é péssima, pois além de complexa, tributa mais o consumo e precisa ser alterada. Claro, privilégios e salários incompatíveis com a renda média do país também devem ser revistos (isso em todos os poderes).
    E a burocracia ainda é muito grande, talvez para justificar o grande sistema judiciário e a necessidade de advogados para qualquer coisa.

    O corporativismo sempre fala mais alto. Assim, levar vantagem, não importando que prejudique a maioria, tornou-se o padrão para nós. Assim não é de admirar a quantidade de lares com “gatos”, os privilégios de classes, a sonegação, a corrupção, a violência. E para piorar, temos uma divisão odienta de nós e eles. Se surge uma boa ideia, mas parte deles, então não presta.

    Será que conseguiremos mudar e sermos um país melhor?

  9. O grande e experiente Editor/Moderador do T I onLine, Jornalista Sr. CARLOS NEWTON que faz excelentes análises de Conjuntura, desta vez a nosso juízo, carregou demais nas tintas.

    A Bolsa de Valores é uma atividade de Risco e flutuante, com períodos de crescimento ( Bull Market) e períodos queda ( Bear Market), e quem Investe nela não deve necessitar do Capital a curto Prazo ( menos de 1 ano). Nos últimos 20 anos o Rendimento médio da Bolsa IBOVESPA foi de +- 8%aa, e quem persistir nela, a médio e com certeza a longo Prazo vai obter Rendimento Médio +- 8%aa expurgada a Inflação.
    O que nosso CARLOS NEWTON chama Rentismo, compra de Títulos do TESOURO, ( Renda Fixa) no Brasil, nos últimos 20 anos obteve Rendimento de +- 6%aa, expurgada a Inflação.

    Os que achavam que valia a pena evitar todas as flutuações e incertezas da Bolsa de Valores em troca da diferença de -2%aa e ter Liquidez o tempo todo, aplicavam em Renda Fixa. Eu incluso.

    Agora a Renda Fixa caiu a +- ZERO %aa ( estão cobrando um Imposto de Renda INDIRETO dos POUPADORES), mas como o Bolsa de Valores, isso é passageiro. Nosso Governo não conseguirá os +- R$ 2.000 Bi/Ano para “girar” a Dívida Pública e terá que breve ir subindo o Juro Básico para chegar lá, de modo que a longo Prazo continuaremos nos clássico 8%aa e 6%aa.

    O Fim do Rentismo ( Rendimento da Renda Fixa maior que 6%aa) predito pelo Sr. CARLOS NEWTON vai depender do Governo Brasileiro criar Superavits Fiscais crescentes. É possível? É, mas não dá Votos, quando chegar perto da Eleição Presidencial Out/2021, vamos tirar a Prova dos 9.

    É difícil REDUZIR o tamanho do ESTADO, missão principal do Governo BOLSONARO/MOURÃO – GUEDES, crescendo um pouco e sem causar Caos Social como no Chile.

    E como um NACIONAL-DESENVOLVIMENTISTA ( Uso do Estado para fomentar crescimento Econômico) como eu, é a favor da redução do tamanho do Estado?
    Porque o Estado Brasileiro consome +-45% do PIB e gastando sempre mais que Arrecada se endividou até o Limite Superior. Tem que ser reduzido ao longo do tempo para +- 25% do PIB.
    A maioria dos Políticos, principalmente os mais experientes, e dos Economistas/Administradores, são a favor de reduzir o tamanho do Estado, inclusive o competente e inteligente Sr. CIRO GOMES, apenas pedimos que o sacrifício Econômico seja repartido equitativamente entre todas as Classes Sociais.

    O Sr. CIRO GOMES (62) PDT-Base Aliada só não é o meu Candidato porque deriva muito para o Cobrar mais Impostos sobre a RENDA, especialmente sobre o PATRIMÔNIO ( não que eu tenha muito Patrimônio), não vendo com “bons olhos” a RIQUEZA, etc, esquecendo que Suécia, Noruega, Não tem Imposto sobre Heranças, nem Salário Mínimo, os outros Países Escandinavos tem mais Bilionários perCapita do que o próprio EUA.
    Mas no geral, a nosso ver as Ideias Econômicas do Sr. CIRO GOMES vão na maiorta para o lado CERTO.

  10. Depois disso, só o que me resta é suicidar, não tem mais saida, não tem mai sentido viver ohhhhhhh Deus ohhhhhhhh dia oooooohhhhhhhhh AZAR, isso não vai dar certo.
    Tem gente que é tão depressiva que contamina.

  11. Bolsonaro e Guedes estão arruinando o Japão…

    Bolsa de Valores de Tóquio sofre maior queda em 30 anos
    Reuters
    Os preços das ações na Bolsa de Valores de Tóquio sofreram nesta sexta-feira (13) sua maior queda em um só dia em 30 anos, em meio ao contínuo aumento dos temores sobre a pandemia do coronavírus (Covid-19).

    O índice Nikkei de 225 ações caiu em mais de 1.800 pontos, terminando o pregão em 17.431 pontos, um recuo de 1.128 pontos em relação ao dia de ontem (12) e o encerramento mais baixo desde novembro de 2016. O índice caiu cerca de 16% só nesta semana.

    Segundo fontes do mercado econômico, os mercados globais estão passando por situações parecidas com a crise financeira de 2008, e o futuro continua incerto.

    No mercado de câmbio de Tóquio, o dólar registrou hoje alta. Às 17 horas, no horário local, a moeda dos Estados Unidos estava sendo negociada entre 105,83 e 105,85 ienes, um avanço de 2,17 iene em relação à cotação vespertina do dia anterior.

  12. Bolsonaro e Guedes desetabilizam os Estados Unidos, União Européia e Mercados Globais…

    Estados Unidos vão injetar US$ 1,5 trilhão no mercado
    https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2020/03/12/internas_economia,833833/estados-unidos-vao-injetar-us-1-5-trilhao-no-mercado.shtml

    Em um dia de pânico e caos nos mercados globais, com as bolsas europeias com o pior desempenho da história e o pregão dos Estados Unidos encostando no crash de 1987, o Federal Reserve (Fed), banco central norte-americano anunciou, nesta quinta-feira (12/3), que vai injetar US$ 1,5 trilhão na economia, US$ 500 bilhões hoje.

  13. Não tem perrepes, o Bolsonaro está desgraçando o sistema solar todo, a primeira vítima é o planeta Terra.
    O cara ainda vai tocar fogo na amazônia inteira, secar os rios e pantanais que num futuro próximo vamos importar água de Plutão, (descobriram água lá) mas antes disso Guedes vai detonar as piramides do Egito, e derreter o ouro do mundo todo começando por Fort Knox com sua 4.570 toneladas.
    O que Gengis Khan e Átila fizeram vai parecer joguinho de jardim da infância perto do Cavaleiro do Apocalipse.

  14. Meu caro conterrâneo, Vidal,

    Se deixo transparecer que discordo de ti sobre o comentário que postaste acima estarás enganado.

    A bem da verdade, a minha intenção é ampliar este tema, pois importantíssimo para o país estabelecer novos rumos.

    Não creio que dois sistemas que precisam tanto de reparos, atualizações, adaptações e, até mesmo, ser reinventados, possam ser classificados como os melhores, em princípio.

    Constato contradições explícitas nas afirmações postadas, haja vista se tantos aperfeiçoamentos devem ser feitos e novos métodos de democracia e capitalismo são necessários, ambos mostram-se frágeis e inconstantes, logo, imperfeitos, impedindo que possam ser taxados como “os melhores”.

    TAMBÉM NÃO QUERO DIZER QUE SERIA O COMUNISMO E/OU SOCIALISMO, antes que me acusem gratuitamente.

    Em outras palavras:
    Esses modelos de capitalismo e democracia BRASILEIROS não servem mais, esgotaram-se em si mesmos.
    Se o capitalismo é o melhor sistema, definitivamente não é para o povo, pois os pobres, miseráveis e desempregados que temos, contestam rigorosamente essa qualificação;
    Da mesma forma, a democracia vigente no país, que apenas estabelece para o povo obedecer e eleger seus “representantes”, que depois se mostram absolutamente contrários às necessidades da população, abandonando-a e desprezando-a literalmente!

    – Então quais seriam os sistemas político e econômico melhores para o Brasil, Chico Bendl?

    Respondo em outro comentário.

    • Caro amigo Bendl.
      parabéns pelo seu comentário que concordo inteiramente.
      Com relação a sistema político, depende o que cada um entende como socialismo democrático, Há quem ache que é o mesmo sistema do comunismo ou de uma ditadura.
      Entendo que o socialismo democrático, ou social democracia é o sistema político voltado para os mais pobres, miseráveis, necessitados e principalmente em defesa dos interesses nacionais, diferentemente do que vem acontecendo no Brasil.
      Um forte abraço e muita saúde.

      • Para pensar nesses números:

        Democracy Index 2019

        Overall Score
        Rank
        Electoral process and pluralism
        Functioning of government
        Political participation
        Political culture
        Civil liberties

        Brazil 6.86 52 9.58 5.36 6.11 5.00 8.24

        Norway 9.87 1 10.00 9.64 10.00 10.00 9.71

        United States of America 7.96 25 9.17 7.14 7.78 7.50 8.24

  15. Caríssimo Jacob,

    Como bem frisou Vidal, precisamos mudar. Mas, a meu ver, de nada adianta remendarmos um tecido que se descosturou, que enfraqueceu, à base de mais remendos, pois jamais terá fim.

    Temos que mudar efetivamente ambos os sistemas, o político e econômico.

    Concordo contigo quanto à social democracia, que, admitamos, tem dado certo na Escandinávia pelo fato de lá ser monarquia-parlamentarista, além do nível educacional do povo e honestidade de seus homens públicos, simplesmente condições que, no Brasil, desconhecemos completamente.

    Como sabemos de antemão, o parlamentarismo com esse congresso ou com esses parlamentares corruptos que temos, seria pior a emenda que o soneto.
    Portanto, se temos que mudar, para mim significa novos sistemas, novas políticas econômicas e sociais, novos meios de o povo ser representado, um novo Executivo, pois também o presidencialismo brasileiro se esvaiu, pois os últimos primeiros mandatários que tivemos foram terrivelmente incompetentes e corruptos!

    Certamente não preciso comentar sobre o parlamento, causa de nossos problemas e crises permanentes no país.

    Logo, é sobre essa mudança que estou me debruçando, mesmo que eu apresente para meus amigos e colegas comentaristas uma fantástica bobagem, mas algo precisa ser debatido e apresentado, ainda mais que a TI possui milhares de leitores que poderiam, lá pelas tantas, ajudar nesse sentido.

    Sabe, meu amigão, penso que devemos chutar o balde com essa água podre e estagnada, e trocá-la por água limpa, que seria muito melhor para retirarmos o que está encaliçado nos poderes constituídos.

    Precisamos ter algo nosso, pois está evidente e comprovado que, a democracia e o capitalismo nessas bases, mais nos têm feito mal que trazer benefícios e desenvolvimento para o povo e país.

    Abração.
    Saúde, muita saúde.

    • Meu amigo Bendl, Concordo com você, mas precisaríamos do apoio de um presidente que não quisesse impor sua ideologia ultrapassada, que quisesse mudar todo sistema existente, na política dos três poderes. Não é democrático um poder ter carta branca para fazer o que bem entender.
      Um abração

  16. Sobre a P.S.:
    “É uma pena constatar que ele (Bolsonaro) nem percebe estar jogando fora a grande oportunidade de sua vida”.
    Na verdade, Bolsonaro acredita, piamente, que a reeleição já é uma coisa certa e que é só uma questão de tempo.

  17. É verdade, nos anos 70 havia grande oferta de empregos. Na época enviei dois curriculum, um para uma filial no RJ de uma empresa de alumínio em São Paulo e outro para Olivetti do Brasil. Fui chamado pelas duas empresas. Dei preferência à Ollivetti. Foi onde tive o melhor salário como empregado. Descobri que a empresa era de um comunista, Camilo Olivetti, que tinha a filosofia de que ninguém ganhasse muito e que ninguém ganhasse pouco.
    No governo FHC, como eu estava no mercado como minúsculo empresário da construção civil, senti na carne as dificuldade que as empresavas passaram, muitas faliram e outras fecharam as portas e geraram desemprego.
    Como não bastasse a Receita Federal passou a arrochar, chegou ao ponto de me cobrar todas as supostas dívida durante 5 anos, (todas pagas) Foi uma perturbação durante 2 anos. Depois do processo findar tiveram que me devolver R$ 900,00 que de acordo com a compensação eu tinha pago a mais. Aproveitei a oportunidade, depois de 17 anos na praça, dei baixa na empresa. vendi a sala e o telefone, paguei algumas dívidas que tinha. Ser pequeno empresário no Brasil era e é uma furada.
    Sem dúvida, foi no governo FHC que começou a destruição do Brasil. Tem mais: o Serra perdeu as eleições para o Lula por causa do desgoverno do FHC. Serra era muito melhor que Lula.

  18. Al; declaração de um suicida: ” O vale dos leprosos ainda é melhor que o vale dos suicidas; no dos suicidas são trevas o tempo todo, lama e mal cheiro. No vale dos leprosos, pelo menos ao olhar para cima, vemos o céu, estrelas e sol.”
    Nem de brincadeira fale em suicídio; vamos viver a vida como ela vier dê no que der.
    Abraço.

  19. Prezado Colega Sr. VICTOR MARINS,

    O senhor tem razão eu arredondei um tanto para cima, mas não muito.
    Segundo a ECONOMÁTICA , Média dos últimos 50 Anos “expurgada a Inflação”
    :
    IBOVESPA……….Média de 6,88%aa, dobrando o Capital cada 10 Anos e meio. ( Sem Trabalhar).
    DOW JONES ( EUA )….2,69%aa, dobrando o Capital cada 26 e 3/4 de Ano ( sem Trabalhar).

    Lógico, imaginando-se sempre acumulando o Rendimento e aplicando na MÉDIA do RENDIMENTO. A nosso ver isso dá um certo trabalho, e se passa por todas essas “dor de barrigas” das oscilações. Mas a longo Prazo aritimeticamente esse é o resultado.

    É muito melhor ser Brasileiro do que Americano para aplicar na Bolsa de Valores.
    Nós Brasileiros com um pouquinho de sorte dobramos nosso Capital cada 10 Anos, enquanto os Americanos necessitam no mínimo 25 Anos.

    Abração.

  20. Grana de bolsa é aquela de pinga, não é dinheiro de leite.

    Ninguem tem mais de dez porcento do patrimonio em bolsa.

    Assim como não se tem mais de dez porcento em títulos públicos, fundos internacionalizados, em imóveis, em ouro, em moeda forte, em bitcoins, ou em outros ativos quaisquer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *