O suspense aumenta: Tuma Jr. vai ou não vai lançar o novo livro antes das eleições

Carlos Newton

O jornalista Polibio Braga, um dos blogueiros mais influentes do Rio Grande do Sul, anuncia que, depois de vender 100 mil livros, o ex-secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, está mesmo escrevendo “Assassinato de Reputações II”.

Ainda segundo Polibio Braga, o delegado aposentado da Polícia Federal “quer fazer o lançamento às vésperas das eleições de outubro, e prometeu revelações ainda mais bombásticas sobre os bastidores do governo Lula”.

O fato é que, em seu primeiro volume, Tuma Jr. deixou o PT, o governo e o ex-presidente Lula totalmente na defensiva. Fez denúncias pesadas sobre perseguições do governo a políticos de oposição, com preparação de dossiês fraudulentos. E culminou a série de acusações dizendo que Lula era informante do DOPS, com o codinome “Barba”, e operava diretamente com o pai dele, o célebre delegado Romeu Tuma, depois eleito deputado e senador.

SILÊNCIO ABSOLUTO

Como não foi processado por ninguém e como também Câmara e Senado não quiseram ouvir suas revelações, com a base aliada impedindo sua convocação pelas comissões temáticas, Tuma Jr. avisou que as denúncias que reservara para Justiça e Congresso irão para o novo livro.

Nesse ínterim, o delegado deu uma bombástica entrevista no programa Roda Viva. Reafirmou  ter provas de tudo, inclusive do envolvimento de Lula com a ditadura. E anunciou que iria escrever a continuação do livro, sob o título “Assassinato de Reputações II”, anexando as provas.

De lá para cá, com os escândalos da Petrobras e com a realização da Copa do Mundo, o assunto de Tuma Jr. ficou adormecido, somente voltando agora ao noticiário.

Bem, se o livro for lançado antes das eleições, como é a intenção, com toda certeza fará um grande estrago na campanha do PT. Vamos aguardar,

 

 

10 thoughts on “O suspense aumenta: Tuma Jr. vai ou não vai lançar o novo livro antes das eleições

  1. Sinceramente não creio em Lula como informante de ação voluntária … no máximo trocava idéias, conversava, batia papo … e aí obtia informações para o sindicalismo … Tuma, por outro lado, também tirava suas conclusões … temos que lembrar que no Brasil sindicalismo na ditadura lutava por melhores condições dos trabalhadores … Não era ação propriamente política … Era mais social … … … Quem exercia ação política, éramos nós do MDB … … … Atualmente, sindicato serve PARA NADA.

  2. Schoss..
    E o cabecinha de bater bife fica com um incomodo danado quando recebe “aqueles ” chapelões e “capas” dos reis e rainhas, o famoso “horriris-causis” como diria o saudoso Mussum……

  3. “Bem, se o livro for lançado antes das eleições, como é a intenção, com toda certeza fará um grande estrago na campanha do PT. Vamos aguardar,”

    Não fará estragos. Eleitores do Lulla na grande maioria são analfabetos.
    Ou porque não sabem ler.
    Ou porque não leem.
    Ou porque se leem não entendem.

  4. Num país sério, o mensalão que foi denunciado por gente da base do PT e por isso seus crimes se tornaram praticamente irrefutáveis, mais as denúncias de Tuma Jr,, funcionário do governo do PT, o que as torna também irrefutáveis, dariam no mínimo prisão perpétua ou pena de morte aos implicados por esses crimes de traição à nação brasileira.

  5. O que me surpreende nessa história toda é que nunca li, até prova em contrário, os chamados blogueiros petistas/governistas/progressistas comentando tais fatos… reina um silêncio sepulcral… só quem eu vejo falando algo é a turma brizolista e os esquerdistas do PCB, PSTU, PCO, PSOL…

  6. E o que Tuma fala e escreve, com certeza, é verdade!
    Não creio que um ex-presidente e outros mencionados no livro, no caso de inverdades, se pessoas sérias fossem, não ficariam quietos. Já teriam ingressado com ações judiciais e liquidariam o acusador/historiador.
    Se não o fizeram é porque são verdades mesmo!
    Repararam que os “contratados” defensores do PT/aliados/companheirada só aparecem em textos em que podem tentar torcer os fatos?
    Se tiver, deve soltar já. Depois, o efeito pode ser zero.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *