O terceiro jogo Barcelona-Real Madri: tumultuado, deselegante, expulsões. Brigas, com o jogo interrompido várias vezes. Até o intocável Mourinho, posto para fora.

Helio Fernandes

Os dois gols do Messi valeram o espetáculo, que aliás, do ponto de vista futebolístico não houve. Violência do principio ao fim, até tapa na cara. O Real Madri teve um jogador expulso, não entendo a razão do Adebayor ter ficado até o fim. O brasileiro Pepe, não merecia a expulsão.

Primeiro gol do Messi. Recebeu um cruzamento, e com velocidade de Formula 1, apareceu ninguém sabe de onde. Segundo gol – esse no seu estilo, marca, habito e costume. Pegou a bola quase no meio do campo, driblou quatro adversários seguidamente, e ainda teve tempo de se livrar do quinto que apareceu.

Detalhe importante: Messi fez o gol com a direita, ele que habitualmente, sempre “trabalha” a bola para a direita. Impressionante.

O Barcelona ficou em situação extraordinária para eliminar o Real Madri. Empatou o primeiro jogo, perdeu o segundo por 1 a 0. E como perdeu “em casa”, o Real na terça-feira já leva a desvantagem de jogar no estádio do Barcelona. Difícil.

***
PS – Estranho, Mourinho nervoso e expulso. Depois, expulso até do banco.

PS2 – Desorientado, Mourinho botou Kaká aquecendo aos 39 do primeiro tempo, não entrou. Voltou a aquecer aos 25 do segundo tempo, também não entrou. O que houve?

PS3 – A arrogante e poderosa TV Globo, abriu sua “grade” e transmitiu o jogo. Como comentarista, Ronaldo Fenômeno, já foi tudo, agora comentarista, tirando o lugar de um profissional. Com ele o ótimo apresentador, Milton Leite.

PS4 – A ESPN também transmitiu. O excelente apresentador, Paulo Soares. Como comentarista, Paulo Calçada, um dos 10 melhores, profissional.

***

O GRÊMIO PERDEU EM CASA

No Chile, a situação se complica. Faltou comando, o time nao se organizou, sofreu dois gols de negligência. Agora precisa ganhar, no mínimo por 2 a 1 e decidir nos penaltis. para se classificar tem que fazer três gols. Começo de conversa.

***

O FRANCA QUASE NA FINAL 

No basquete, o Franca fez 2 a 0, está praticamente na final. Ganhou em casa, na ultima bola, dos ultimos segundos. Se essa bola nao entrasse, teria perdido. Na casa do adversário, vitória muito mais fácil.

***

A DECEPÇÃO BELLUCCI

Ele mesmo acreditava que fosse um novo Guga. E acabou por contratar o proprio Larry Passos, treinador do ídolo.

Bellucci nao deslancha. Mas pelo menos ganhou uma; derrotou o numero 253 do ranking. Melhor do que ser eliminado na estreia, como aconteceu nas três ultimas vezes. Está disputando a competição de mais baixa classificiação e premiação. Chamada Torneio, e valendo apenas 250 pontos.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *