O triste fim de Policarpo Quaresma, perdão, de Mercadante

Sua derrota em São Paulo é IRREVOGÁVEL, palavra sobre a qual tem direitos e royalties. Vice de Lula em 1994, ficou sem mandato, por causa da “burra coincidência”. Em 2002 se elegeu senador, se julgava ministro da Fazenda.

Lula não lhe deu nada, foi liquidando os que podiam crescer dentro do partido. Não o nomeou, humilhou-o na liderança, ficou imprensado com o IRREVOGÁVEL. Não se elege governador, espera ser “aproveitado” por Dona Dilma?

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *