O último show de Roberto Carlos não precisava ser exibido, a Globo é insaciável

Helio Fernandes

A Organização promoveu intensamente a festa de Natal com entrada franca, e a grande atração de todo fim de ano. Falavam, insistiam, repetiam, “estarão presentes, no mínimo, um milhão de pessoas na Praia de Copacabana”.

A Polícia Militar, que sempre acerta nos cálculos (a passeata dos 100 mil, depois do golpe de 64, 1 milhão na Candelária no comício das “Diretas Já”, até mesmo quando revelou que 150 mil pessoas estavam presentes no Estádio do Vasco, no comício de Prestes quando saiu da prisão, em 1945) no show do Rei afirmou, “pouco mais de 400 mil pessoas estava na Praia de Copacabana).

 ***

PS – Roberto Carlos não merecia isso. Mas o de agora, será mesmo o último, uma pena que tenha sido tão medíocre. Pela repetição cansativa e pela falta de personalidades artísticas.

PS2 – Todos os anos, os mais famosos queriam estar, e estavam mesmo ao lado dele. Agora, só o terceiro time, e ainda assim, muito poucos.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *