Obsessão de Paulo Guedes é desonerar as empresas e onerar os assalariados

Resultado de imagem para PAULO GUEDES CHARGES

Charge do Nani (nanihumor.com)

Pedro do Coutto

As repórteres Adriana Fernandes e Idiana Tomazelli, matéria publicada na edição de quarta-feira de O Estado de São Paulo, revelam que o ministro Paulo Guedes, não conseguindo reviver a antiga CPMF com outro nome, volta-se agora, segundo ele próprio, para recuar da redução das alíquotas do Imposto de Renda, mudança que lhe foi recomendada pelo próprio presidente Jair Bolsonaro. Guedes quer desobedecer a vontade do Palácio do Planalto para garantir aos empresários recursos capazes de compensar a desoneração dos 20% sobre a folha de salários que os empregadores pagam atualmente ao INSS.

Guedes está tentando, a meu ver, um resultado positivo para ele e negativo para as 100 milhões de pessoas que compõem a mão de obra efetiva do Brasil.

FARSANTE – O ministro Paulo Guedes, a meu ver um farsante, procura incutir a ilusão de que desonerar empresas vai se refletir positivamente no mercado de trabalho, inclusive diminuindo o desemprego. Amarga ilusão. Todos sabemos o resultado da fábula ocorrida há algumas décadas, quando o ex-ministro Delfim Neto apresentou a tese sob sua ótica para fortalecer o aspecto social do país, que era “primeiro fazer crescer o bolo, para depois dividir as fatias”. Esqueceu o óbvio ululante de Nelson Rodrigues. Depois do crescimento do bolo, os empresários comeram tudo sozinhos e para os valores do trabalho humano só restaram migalhas.

É realmente incrível a ilusão que Paulo Guedes tenta injetar no país. Pura mágica, que é, no fundo, o contrário da lógica. Desonerar as empresas não terá influência alguma no combate ao desemprego, em uma escala ponderável. Pode acontecer em um caso dentre 1000 reflexos. Ou seja, 0,1%. Desonerar empresas de impostos pode ser muito importante para a posição intelectual do teórico ministro da Economia. Para a sociedade brasileira, porém, a recuperação do mercado de trabalho não pode ultrapassar 0,1%, como vimos há pouco.

SIMONSEN – Em artigo na edição de ontem de O GLobo, Élio Gaspari tenta comparar Paulo Guedes a Mario Henrique Simonsen. Projetos elaborados na teoria e mal definidos na vida prática. Gaspari recorda, como exemplo, a demissão de Mario Henrique Simonsen do Ministério da Fazenda, em 1979, governo João Figueiredo. Tenho a impressão que Elio Gspari está indiretamente colocando como fato isolado a posição de Paulo Guedes.

Simonsen pediu demissão em consequência de um atrito que teve com o então ministro do Planejamento, Delfim Neto. Sabia-se que Mario Henrique Simonsen era um gênio, sem dúvida, mas só sabia jogar não sofrendo nenhum entrechoque. Configurado o entrechoque, Simonsen deixou o governo pouco depois de iniciado o período Figueiredo.

Na minha opinião o confronto Simonsen X Paulo Guedes pode ficar na história como um exemplo. Mas Simonsen não tinha a obsessão do poder. Paulo Guedes tem a obsessão pela criação de um novo imposto que de um lado pune os valores do trabalho humano e de outro beneficia os grandes empresários do país.

49 thoughts on “Obsessão de Paulo Guedes é desonerar as empresas e onerar os assalariados

  1. a criatividade dos progressistas vai longe.
    tentam criar fantasmas e situações aonde nada existe.
    este jornalista deveria mudara para cuba e lá terminar seu aprendizado no granma.

      • Paulo Guedes tá certo. O fundamental para o emprego é a empresa que sofre com a concorrência mundial e pior, tem que arcar com o custo gigantesco que, no fim das contas tem por traz este nosso gigantesco e corrupto estado socialista deste nosso infeliz país.: estado tão caro que falta dinheiro para mantê-lo e por isso ele não pode investir numa infra- estrutura decente, que desonere os custos da produção.

        Enfim, mais onerada que a produção neste país não existe em lugar nenhum do mundo e sem produção não há empregos.

  2. Karl Kraus dizia “o pintor de paredes tem em comum com o pintor de telas o fato de ambos sujarem as mãos. Precisamente isso distingue o escritor do jornalista. Já para Jorge Luis Borges e Ernesto Sábato, os jornais deveriam ter uma única edição a cada cem anos. Afinal, pouca coisa interessante acontece nesse período.

    No Brasil, o jornalismo militante, que não informa e finge-se de imparcial, teve algumas baixas hoje, 17 de setembro. Se saísse a cada cem anos nada disso ocorreria.

    A cúpula da redação da revista Época pediu demissão em razão do pedido de desculpas que o Grupo Globo fez a respeito da matéria constrangedora publicada na última edição da revista. A galerinha descolada da revista achou legal quebrar todas as regras do jornalismo com a intenção de expor alguém que vai contra seu viés ideológico.

    A atenção agora é para a narrativa que será criada. Vão alegar perseguição, censura, paredão e o que mais for conveniente, mas jamais irão admitir que agiram covardemente contra uma cidadã no exercício de sua profissão. A esquerda é ardilosa e é preciso ficar de olho.

    O parquinho ideológico das redações está em polvorosa.

    sensoincomum.org/2019/09/17/peido-de-velha-cupula-da-epoca-abandona-revista-apos-materia-vergonhosa/

  3. Peço permissão ao Pedro do Coutto para postar uma informação prá lá de inacreditável, sinal que até os deuses tripudiam sobre o povo brasileiro e o seu país:

    https://www.terra.com.br/noticias/loterias/mega-sena/bolao-da-lideranca-do-pt-leva-r-120-milhoes-na-mega-sena,ec0edd4e7dcdae148c195266b7cf9a6529oensm9.html?utm_source=notifications&utm_campaign=br_breakingnews&utm_medium=cms

    Isso mesmo!

    A liderança do PT GANHOU A MEGA SENA ACUMULADA E SOZINHA, O TOTAL DE 120 MILHÕES DE REAIS!!!

    Deixo de ser brasileiro?
    Passo a ser ateu?
    Ou peço uma nova cidadania em qualquer nação deste mundo e crio uma nova religião?
    “Até mesmo aos ladrões Deus ajuda”??!!
    Ou, lá pelas tantas, Jesus não foi crucificado ao lado de dois ladrões??!!

    IDEIA:
    CRUCIFIQUEMOS OS VENCEDORES DA MEGA SENA!!!

    • Prezado Francisco Bendl,

      Respondo respeitosamente, seu comentário na matéria de Pedro do Coutto de 17/09/2019 : Desoneração, como quer Paulo Guedes, decretaria o fim do INSS em trinta dias.
      Repito suas indagações:

      Bolsonaro e Haddad foram Presidente da República?
      Não.
      E não me venhas dizer que Bolsonaro, por ter sido deputado por 28 anos e convivendo com toda a camarilha presa no Rio de Janeiro (governadores, deputados, Conselheiros do Tribunal de Contas do Estado …), que saberia dirigir um país e com todas as diferenças culturais, regionais …
      Não tem nem como comparar a experiência de Ciro com Bolsonaro ou Haddad.
      As rachadinhas dos filhos de Bolsonaro foram ensinadas por quem? Tal pai, tal filho – a dignidade é importante e até então nada há (nesse tempo de lava tudo) contra Ciro – que tem um perfil colocado a prova de um verdadeiro homem público. Perfeição?! Não encontraremos em nenhum político ou cidadão, mas podemos encontrar político com inteligência, com plano de governo para enfrentar os desafios deste país que são tenebrosos. A entrega e venda de setores estratégicos parece que não tem fim – temos a síndrome do vira-lata ou de verdadeiros vagabundos entreguistas e todos se calam.
      Admito todas as críticas em Ciro para melhorias de entendimento e aperfeiçoamento da política nacional – retirando a análise superficial dos adjetivos desqualificativos que não enobrece o debate. Bolsonaro, Guedes e sua turma não são caminhos para o desenvolvimento sustentável e o Ciro era o único que tínhamos na última eleição presidencial e pelo andar da carruagem vai ser novamente a única trilha.
      Saudações e saúde.

      • Prezado Roberto BH,

        As tuas palavras com relação a Bolsonaro se baseiam em uma realidade quando ele foi deputado federal;
        outra verdade tua, diz respeito à “rachadinha”, método empregado por cem parlamentares em 90!!!

        Portanto, não fazes suposição alguma, apenas e tão somente postas aquilo que todos nós sabemos.

        Agora, com Ciro é muito diferente, pois partes de uma ideia, da imaginação, de uma expectativa sem qualquer fundamento, que este candidato seria o certo para o Brasil.

        E não mencionas de onde vem o teu fundamento para esta afirmação, que Ciro seria o caminho, pois poderia ser também o da nossa perdição!

        Aliás, a única base que se tem de Ciro Gomes é a sua infidelidade partidária, de ser uma espécie de canguru da política, megalômano, parlapatão, boquirroto, agressivo, exclusivo, dono da verdade e senhor da razão!

        Observa:
        Tu pensas que Ciro teria sido melhor que Bolsonaro, PENSAS!
        E se fosse o contrário?
        Ciro vencedor, e nossas crises ainda continuariam como antes?
        Mais a mais, em se tratando de política nada pode ser previsível, a não ser devaneios e de se dar asas à imaginação.

        Guedes e Bolsonaro decepcionam?
        Claro, mas foram eleitos democraticamente.
        Eles têm sido os culpados pela situação atual?
        Não.
        A questão é que não sabem como agir, por onde começar, quais as prioridades, então essa inércia, essa estagnação econômica, e o povo sofrendo diariamente.

        Ciro, Marina, FHC, Álvaro Dias, Meirelles, Haddad, os candidatos no último pleito, SE TODOS ELES SE REUNISSEM não teriam como resolver a situação nossa de imediato, a verdade é esta!

        O Brasil está submerso em uma crise sem precedentes, e vou te dizer o seguinte, Roberto BH:
        Os fatores principais que nos impedem resolver nossos problemas, os cruciais e, ao mesmo tempo, poderosos e invencíveis, referem-se à falta de ética e imoralidade que têm sido as nossas características pois, em decorrência, a corrupção, os roubos, a exploração e manipulação do povo, impunidade … sem qualquer medida contra, pelo contrário, entra e sai governo e crescem nossos defeitos!!!

        Por essas e outras, meu caro, que afirmar textualmente que, Ciro era o único candidato viável na ocasião, lamento te informar, mas não és um profeta, além de as suposições constarem como abstratas, imaginativas, sem fundamento até mesmo lógico.

        Obrigado pela deferência que me distingues, concedendo-me resposta ao meu comentário dias atrás.

        Um abraço.
        Saúde.

        • Concordo com Roberto Bh, penso até poderia ser outro nome, mas que tivesse um projeto de governo, de senvolvimento. O único que mostrou e debateu isso foi Ciro.
          Já o governo atual, para quem raciocina com a razão, logo veria que não poderia ser solução. Sem projetos, neoliberalismo para um país tão desigual. Com um presidente que disse que não entendia nada de economia (então como votou matérias na câmara por quase trinta anos?), que se elegeu na base de criticar os costumes, de ser contrário a tudo que é projeto de esquerda.
          Portanto, essa estagnação que vivemos, essa divisão do povo perene não é surpresa nenhuma e nem precisaria ser adivinho para prever esse quadro.

          • Bravo! José Vidal. É o meu pensamento.
            O respeitoso Francisco Bendl, pode ter alguma ponta de relacionamento com o PDT ou com ao compatriota Leonel Brizola ou mesmo com o próprio Ciro – mas respeito suas opiniões. Ciro não mudou, foram os partidos que ele estava que mudaram … e convenhamos partidos no Brasil não cumprem seus compromissos.
            Não tem comparação com Bolsonaro (“o cabeça vazia”) – Ciro continuará a ser o único caminho! Está surgindo no horizonte Eduardo Moreira, mas até o momento parece que não se envolverá com política partidária – é uma pena!

  4. Guedes tá certo. O fundamental para o emprego é a empresa que sofre com a concorrência mundial e pior, tem que arcar com o custo gigantesco que, no fim das contas tem por traz este nosso gigantesco e corrupto estado socialista deste nosso infeliz país.: estado tão caro que falta dinheiro para mantê-lo e por isso ele não pode investir numa infra- estrutura decente, que desonere os custos da produção.

    Enfim, mais onerada que a produção neste país não existe em lugar nenhum do mundo e sem produção não há empregos.

    • E nem será necessária a busca de mão-de-obra grátis em outros Continentes, não é mesmo? Teremos muita oferta neste país, a troco de pão dormido, água da bica, trapos veljos e um teto junto aos chiqueiros.

      • Enquanto não tiver empresas suficientes para que a oferta de empregos seja pequena, os salários serão de acordo com esta situação em que estamos hoje, que é resultado do socialismo ao qual o estado se tornou desde 35 com a instauração do Estado Novo pelo ditador Getulio e, socialismo é assim mesmo, com muito imposto absurdo e muita regulamentação trabalhista fantasiosa,etc, o que desanima empresários que queiram se instalar em países assim.
        Sem empresa sobra mão de obra e aí ela fica barata.
        Em nenhum lugar do mundo se revogou a lei da oferta e da procura .
        Não existe almoço de graça.
        Se o país não tivesse caído na falácia socialista e trilhado o capitalismo e a democracia, hoje seríamos bem diferentes.

  5. Che, mas que mania de se colocar a carroça na frente dos bois!!!

    Muito antes das empresas, negócios, indústrias, comércio, PRECISA-SE fundamentalmente valorizar o ser humano!!!

    Sem as pessoas, sem trabalhador, de nada adiantam planos econômicos, se o aspecto social não for o primordial em qualquer governo e empreendedor!

    Tá difícil os “magos” da Economia entenderem essa questão que, sem o ser humano, adeus desenvolvimento!

  6. Quanto a CPMF, para quem não enxerga somente a frieza dos números e tem mentalidade própria, o que é de suma importância para se desenvolver uma democracia verdadeira e forte, este “tubo de ensaio”, se foi, nem precisava ter acontecido. O brasileiro abomina este confisco, mesmo maquiado com outro nome. Só para refrescar memórias, não admitiu nem quando FHC tentou dar um “calça arriada” no povo brasileiro, pinelando de legal, temporário e filantrópico, para ajudar a saúde, coisa que o PT, escancarou o contrário. Muitos entraram na justiça brasileira contra a cobrança, e ganharam em todas instâncias inferiores, perdendo apenas no STF, é claro. Onde haviam juízes a justiça aconteceu, onde haviam lacaios de políticos, o Brasil perdeu. Paulo Guedes não deixa boa imagem de governo depois deste episódio e ainda pode tentar outra manobra deste tipo com outro nome. O pior é que passa uma ideia de que estão ainda decidindo o que fazer, batendo cabeças, sem chegar a forma que o povo espera de alguém que teve sua capacidade profissional tão inflada teria de mostrar. Bater na previdência do trabalhador e requentar cobranças obscenas, não se precisa nem de diploma, o requisito não é profissional, mas moral.

  7. O País precisa desesperadamente de dinheiro!
    O tal “custo Brasil” ultrapassou qualquer limite do suportável, e nos encaminhamos céleres para a penúria.

    Mesmo com os “entendidos” em Economia, que dizem o contrário, pois são os que sabem menos, paradoxalmente, a causa dessa crise é, sim, as despesas com relação às duas castas que temos, Legislativo e Judiciário!!!

    Se ambas as casas custam anualmente 50 bilhões de reais, mais o serviço da dívida ou juros que pagamos para o sistema financeiro – segundo o Tesouro Nacional, resgates de títulos superaram emissões em R$ 23,14 bilhões no ano passado. Ao mesmo tempo, despesas com juros somaram R$ 342,67 bilhões -, a quantia de 400 bilhões ao ano de dinheiro jogado fora, o resultado não poderia ser outro:
    FALÊNCIA!

    Em dois anos apenas, o trilhão que o Guedes fincou pé de “economizar” para a Previdência às custas de mais trabalho e menos ganhos do cidadão e trabalhador desta republiqueta, bastariam para se obter essa quantia que, espera-se, levará dez anos para ser obtida!

    Afora os milhões de brasileiros desempregados e, mais ainda, de inadimplentes, que são contemplados com juros extorsivos,
    mistura-se a este caldo intragável e repugnante a saúde pública deteriorada, educação em frangalhos, e uma violência desmedida e incontrolável.

    Afora uma frágil infraestrutura crônica que possuímos, a nação claudica, se arrasta, pede por socorro para gente competente, menos aos faraós econômicos, onde o ser humano é coadjuvante ou apenas um detalhe de somenos importância!

    Bolsonaro e Guedes erraram profundamente na ânsia pela reforma da Previdência, antes de terem equacionado nossos problemas mais graves:
    O desemprego e a saúde pública!

    A dupla querendo aproveitar o otimismo popular com a eleição de Bolsonaro, entendeu que a reforma só seria possível no início do seu governo, quando as marés estavam lhes beneficiando.

    O erro foi grotesco, clamoroso.
    A reforma não será como o governo queria, o desemprego continua, os juros maiores ainda, a economia segue estagnada, não há o desenvolvimento que precisamos, a pobreza e a miséria aumentam a cada ano …

    O quadro brasileiro é uma réplica do Inferno, de Dante!

  8. Bom dia , leitores (as):

    Senhores Pedro do Coutto e Carlos Newton , o Ministro da Economia Paulo Guedes , além de farsante , é ” LADRÃO , LARÁPIO e SAQUEADOR ” dos fundos de pensão dos funcionários das empresas estatais e públicas , e não satisfeito as quer privatizar , tal como esta acontecendo com a ” Previdência Social Pública Oficial ” , sob á farsa de ” NOVA PREVIDÊNCIA ” , espero que os Senadores não endossem esse crime , pois o Presidente Jair Bolsonaro é completamente ” OMISSO ” no zelo do patrimônio público , escondendo-se covardemente atrás da desculpa de que não é economista .

  9. Sr Coutto lembrou da trombada Simonsen vs Delfin. Simonsen falava em cortes,sacrifícios. Delfin falava em desenvolvimento, empregos.
    Simonsen foi embora e deu no que deu. Delfin faliu o governo Figueiredo.

  10. Caro Bendl, pela primeira vez permita-me possuir entendimento diverso do teu no assunto MEGA SENA que foi ganha pela liderança do PT.

    Acho que foi uma sapientíssima decisão e claríssima advertência de Deus: – agora que já estão ricos ladrões, parem de roubar o povo brasileiro !!!

    • Meu caro amigo Celso,

      Apesar de eu saber que “Deus escreve certo por linhas tortas”, desta vez eu O contestaria na Sua lógica!

      Se o Todo Poderoso pensou em conceder aos ladrões PETISTAS mais dinheiro para que PARASSEM DE ROUBAR do povo, então o Criador está me empurrando para eu fazer o mesmo – perdão, todos nós!

      Roubamos à vontade, e como decisão divina ainda seremos abiscoitados com prêmios milionários e, em dinheiro, das loterias da Caixa!!!

      Convenhamos, trata-se de uma decisão de Deus que somente Ele sabe aonde vai dar, pois na mente dos simples mortais, o Criador reinventou o castigo que antes era pródigo:
      ou eliminava o pecador com enchentes ou torrados ou vencidos em batalhas.

      Agora, meu amigo Celso:
      APOSTO MINHAS FICHAS, TODAS ELAS, E AINDA EMPENHO O QUE TENHO, QUE O PT FRAUDOU ESSE RESULTADO!!!

      Ganhar sozinho essa bolada, acumulada de semanas inteiras??!!
      O PT segue ROUBANDO escandalosamente!!!!!

      Abração.
      Saúde.

  11. Este ministro da economia não tem e nunca teve plano de governo, está fazendo o que mandam os EUA, está mais perdido do que cego em tiroteio, está atirando pra tudo que é lado, mais os responsáveis serão os deputados e senadores, pois concordaram com este louco em aprovar matérias que prejudicam o povo brasileiro, este país está entregue as traças, o tempo dirá para quem votou neste governo, não sou partidário de nenhuma sigla, mas o que estou assistindo causa espanto.

  12. Esta mega sena é o indício claro de como a área de loterias da Caixa econômica ainda está aparelhada pelo PT.
    O senador Alvaro Dias denuncia a manipulação da loteria há muito tempo.
    Como amigo do General Heleno, disse a ele que este assunto é gravíssimo, pedindo para ser verificado no detalhe pela ABIN.

  13. Há alguns meses um concurso da Mega-Sena foi manipulado com os números sendo marcados nos volantes logo após o sorteio de valor semelhante a este.
    Isto é corrupção, um acinte.
    Não poderia ocorrer.
    Tem- se que colocar este assunto nas redes, até chegar o governo.

  14. Paulo Guedes e quem enxerga de verdade os problemas deste país não falariam em desonerar salários de trabalhadores. O problema deste país, e Paulo Guedes já cansou de falar dele, é o custo Brasil e o excesso de impostos e regulamentos absurdos que foram criados para sustentar a máquina corrupta que todo estado socialista possui pelo ditador Getúlio em 1935 e que resultou nisso que estamos vivendo hoje.
    O resto é desinformação da boa e velha esquerdinha, que adora o socialismo para se refestelarem com uma boquinha na máquina pública.

  15. O grande e experiente Jornalista Sr. PEDRO DO COUTTO analisa que o Ministro da Fazenda (Economia) Dr. PAULO GUEDES (70) quer desonerar as Empresas da Contribuição de 20% sobre a Folha de Pagamentos e onerar indiretamente os Assalariados.

    A nosso ver está correta essa análise, mas o que o Dr. PAULO GUEDES quer mesmo é acabar com a Seguridade Social PÚBLICA que onera crescentemente o TESOURO, e partir para uma Seguridade Social PRIVADA que nunca gera deficit ao TESOURO, mesmo que não garanta mais do que UM Salário Mínimo para cada Aposentado. Cada Aposentado terá o que Contribuiu, e num País de Baixa Renda Assalariada Média de R$ 2.500/mês vai dar muito pouco.

    O incrível é que tudo isso foi APROVADO em Eleição sendo o Ministro Dr. PAULO GUEDES nomeado um ano antes da Eleição Presidencial, e suas ideias Neo-Liberais Laissez-Faire e que é oriundo do Setor Financeiro que é Curto-Prazista, amplamente conhecidas.
    Ou será que o POVO não entendeu patavina da proposta Econômica, e que o negócio era acabar com a Corrupção Política?
    Acabar com a Corrupção Política SIM, mas NÃO com a SEGURIDADE SOCIAL PÚBLICA como está na Constituição Federal – 88.

    A nosso ver, a Seguridade Social (INSS) deve ser PÚBLICA e REFORMADA nos seus excessos, mas sem partir para Seguridade Social PRIVADA que só é boa para Países Ricos de Altos Salários.

    O Brasil necessita ZERAR seu Deficit Fiscal ( que endivida o Governo custando cada vez mais em Amortização/Juros), e ZERAR seu Deficit do Balanço de Pagamentos Internacional que computa todas as Riquezas que saíram/entraram no País em um ano, ( para estancar a DESNACIONALIZAÇÃO da Economia NACIONAL).

    Só Empresas Nacionais com Matriz no Brasil desenvolvem TECNOLOGIA NACIONAL e Capitalizam 100% aqui dentro.
    Quanto mais CAPITAL BRASILEIRO criarmos melhor, como sempre dizia o grande Gov. CARLOS LACERDA.

    Com uma boa Reforma Previdenciária, mantendo-a PÚBLICA, também ZERAMOS o seu Deficit.

    • Prezado Bortolotto,
      sim é preciso rever essas ideias de Paulo Guedes, pensar mais em capital nacional. Por exemplo, em 2018 a balança comercial brasileira teve superávit de 53,5 bi de dólares, porém, as transações correntes tiveram um deficit de 14,5 bi dólares. Com essas medidas que estão sendo tomadas, isso se agravará.
      Quanto ao deficit fiscal primário, enquanto a economia não se recuperar vai ser difícil uma reversão. A divida pública está aumentando, porque nem os juros dela o Brasil está pagando (acho que o deficit fiscal primário previsto para este ano está em torno de 105 bi).
      Quanto a reforma da previdência acho ela necessária, mas não do jeito que está sendo aprovada, com sacrifício maior dos que ganham menos. De qualquer maneira, essa medida só surtirá efeito em longo prazo.
      Uma coisa que urge é uma reforma tributária de verdade que diminua os impostos de consumo e tribute mais a renda e os ganhos de capital e lucros financeiros. Isenções fiscais devem ser revistas, além é claro de se combater as elisões fiscais através de leis mais restritivas que limitem essa prática.

      • Che, tudo muito bem, tudo muito bom mas, espera aí, meu:
        Nenhuma palavra sobre o desemprego?
        Nenhum vocábulo sobre a inadimplência do povo?
        Nada a respeito dos juros extorsivos?
        Sem qualquer crítica às injustiças relativas aos salários milionários do legislativo, e a esmola que é o Mínimo?

        Então uma reforma tributária é a nossa tábua da salvação?
        A corrupção pode continuar?
        Os corruptos devem se manter impunes?
        Pobres e miseráveis que esperem para quando o Brasil melhorar, é isso?

        Credo!

        • Caro Bendl,
          escrevi que enquanto a economia não se recuperar nada melhorará. Ora, se a economia se recuperar consistentemente (indústrias principalmente), o emprego voltará. Lembrando que para um crescimento de 3% no PIB a taxa de crescimento será de 1% (pelo menos até alguns anos atrás era essa conta).
          A corrupção é superestimada quando o assunto é crescimento da economia. Seu combate deve ser permanente e também pragmático. Acho que já escrevi, mas gosto de reiterar: que se punam os culpados, mas não se matem as empresas e os empregos, isso todo país civilizado e desenvolvido faz.
          Se for uma reforma tributária verdadeira, os pobres vão se beneficiar, pois diminuindo os impostos sobre produtos de consumo, sua renda, consequentemente aumentará. O incremento da economia também fará os salários em geral aumentarem. Outras alternativas são sonhos.
          Abraço e vida longa.

      • Prezado Sr. JOSE VIDAL,

        O senhor esclareceu com números nossa ruim situação no Deficit Fiscal Primário, para não falar no Nominal ( o que leva em conta Amortização e Juros da Dívida Pública). Esclarecedores também nosso ruim situação no Balanço de Pagamentos. Embora a Balança Comercial tenha um Superávit de US $ 53,5 Bi, nos Serviços somos um desastre acabando com Deficit de US$ 14,5 Bi em 2018, que é Cumulativo todos os anos o que DESNACIONALIZA nossa Economia.
        Muito Obrigado e um Abração.

  16. O Posto Ipiranga parece não ter boa memória porque este “truque” já foi tentado e até usado, no desgoverno daquela infeliz, desonerou a folha de pagamento das montadoras. E com um lucro fantástico, para a montadoras é claro. Infelizmente parece ser um vício de governos populistas tentar saídas óbvias que, se fossem boas todo mundo já as teria usado. Como a demagogia tem o condão de dar resultados rápidos ela é usada e abusada, as consequências todos já conhecemos, são sempre ruins.

  17. O Brasil e totalmente bagunçado. Sem uma microeconomia organizada é impossível falar em macroeconomia. A melhor coisa que deveria ser feita aos economistas brasileiros, foi dada por Hélio Fernandes: condenar todos eles a prisao perpetua. Depois da pena cumprida, fuzila-los.

    De 1945 (quando tinhamos 4 bilhoes de dólares em reserva) até a presente data, quanto de juros já pagamos aos banqueiros? Tenho a certeza que superam em muito a nossas dívidas. Sem falar no valor das exportações de minérios e produtos agrícolas.

    Ja não se fala mais na doação da Vale Rio Doce. Além do valor irrisório em relação ao Patrimonio Líquido da empresa, ganharam inteiramente sem despender RS0,01, a maior reserva mineral do planeta. A PROVINCIA MINERAL DE CARAJÁS.

    Foi transferido do Brasil para os EUA, todo manga nês da Serra do Navio no Amapá. Era o único produto que entrava no porto de Nova York
    sem ser registrado.

    Os governos brasileiros se portam como viados educados: levam no trazeiro e pedem desculpas por estarem de costas.

    • Essa do manganês era uma estatal ou privada?

      Se era estatal, a malandragem dos seus administradores deve ter feito com ela poucas boas como é de praxe neste tipo de empresa.

      Se era privada, a empresa pertencia aos acionistas e ao país cabe os impostos e os empregos.

  18. Sr Bortoleto;
    Com um Procurador se aposentando com (R$24,0000,00 líquidos), e um Pedreiro se aposentando com (R$1.700,00 líquidos),
    a Previdência pode ser estatal ou privada ou capitalizada; a conta não vai fechar nunca.

  19. COMO O MEDIOCRE E FARSANTE PAULO GUEDES CHEGOU TÂO LONGE :

    HELIO FERNANDES

    Quando Bolsonaro indicou-o como “super ministro” da Economia, fez duas afirmações surpreendentes, assombrosas, estarrecedoras. 1- ” Sou completamente analfabeto em economia”. Rigorosamente verdadeiro e poderia se estender pelos assuntos mais variados.
    2- Vou indicar como ministro, Paulo Guedes, sabe tudo sobre o assunto, inclusive é formado pela famosa Universidade de Chicago. Única afirmação verdadeira. Mas aos fracassos no Brasil, (anteriores ) juntou outros nos EUA. Diplomado e sem emprego, vivendo de ligações espúrias e perigosas.
    Resolveu então voltar para o Brasil onde colecionara múltiplos fracassos. Ligado e perfilhado pelo capitão- presidente, atingiu o auge e o apogeu da mistificação. Manejou e movimentou números alucinantes de economia, o mínimo era o TRILHÃO, que exibia sem constrangimento.
    De fracasso em fracasso, vai enfrentar um roteiro cheio de obstáculos, que se chama TRAMITAÇÂO, com derrotas certas e inevitáveis . Sem convicções e para se divertir, insultou a mulher do presidente da França, manejando a baixaria com incrível facilidade.
    Como a CPMF é um dos assuntos do dia, jornalistas quiseram saber sua opinião. Resposta tola: “Não quero falar sobre o assunto, o ultimo que falou foi demitido”.
    Estava se referindo ao secretario Especial da Receita, Marcos Cintra, demitido sumariamente pelo próprio ministro Guedes. O que se comenta abertamente: “Cintra estaria querendo criar imposto imobiliário sobre as riquíssimas igrejas evangélicas, que podem tudo”.

  20. Existem basicamente duas Escolas Econômicas dentro do Sistema Capitalista de Mercados, para desenvolver um País e gerar crescente Padrão de Vida para a média da População.

    O Sistema Liberal Laissez-Faire de ADAM SMITH (Clássico) ( 1776) que recomenda o País produzir tudo aquilo em que tenha Vantagem Comparativa NATURAL. Para a Inglaterra que já se tinha INDUSTRIALIZADO era bom que todos os outros Países NÃO SE INDUSTRIALIZASSEM e CONCORRESSEM com ela, mas que fossem fornecedores de Grãos e Matérias-Primas e consumidores dos seus Produtos Industrializados pagando também os fretes marítimos, seguros, comissões, royalties, etc.
    Melhor ainda se pegassem Dinheiro Inglês emprestado.

    E o SISTEMA NACIONAL DE ECONOMIA POLÍTICA de FRIEDRICH LIST (1841) que preconizava ser possível qualquer País se INDUSTRIALIZAR criando via Protecionismo e outras Medidas Econômicas, VANTAGENS COMPARATIVAS ARTIFICIAIS.

    O Japão fez isso com sucesso na Revolução MEIJI ( 1868), Alemanha de BISMARCK ( 1861), etc.

    Durante todo o Império e República Velha até 1930 o Brasil seguiu o Liberalismo Laissez-Faire e seu PIB crescia a média de +- 2,5%, com muito Analfabetismo e Pobreza.

    O grande Presidente VARGAS (1930-1945 e 1951-1954) partiu para uma variante do Sistema Nacional de Economia Politica de FRIEDRICH LIST, o NACIONAL-DESENVOLVIMENTISMO SEMI-ESTATAL alfabetizou, eletrificou e INDUSTRIALIZOU o Brasil, atingindo o auge na Revolução Civil-Militar 1964, quando em 1980 tínhamos o mais variado e importante Parque Industrial dos Países em Desenvolvimento.
    Crescimento médio do PIB de 7%.

    Como foi que entramos em Crise?

    O Presidente GEISEL apostou todas as fichas no Brasil Potência e busca daquela Arma que poucas Nações tem, via parceria com Alemanha.
    Enfrentou frontalmente os EUA, não conseguiu a Arma que lhe daria PLENA SOBERANIA e teve que enfrentar três tempestades pela Proa, o embargo e quadruplicação do preço do petróleo de US$ 2,90/Barril para US$ 12/Barril em 1973 (Guerra Egito-Israel), numa época que a Petrobras SA importava 75% de petróleo do Oriente Médio, então o Brasil se endividou de PetroDollares, e em 1979 novo choque do petróleo com a Revolução Xiita no Iran quando o petróleo subiu de US$ 13/Barril para US$ 34/Barril. Valor em US$ daquela época. Como se não bastasse tudo isso, num Brasil endividado em US$ Dollares o FED Americano subiu a Tx Básica de Juros inter-Bancários para incríveis 22%aa, hoje estão em 1,25%aa, e do Governo FIGUEIREDO para frente foi apenas Administração de Crises com pequeno fôlego no Governo Presidente LULA mais por conta da grande Demanda de Commodities da China.

    Agora para sair da Crise teríamos duas opções:

    1- Corrigir os excessos e abusos e manter o SISTEMA NACIONAL-DESENVOLVIMENTISTA SEMI-ESTATAL,

    2- Abandonar o NACIONAL-DESENVOLVIMENTISMO e partir de novo para o LIBERALISMO LAISSEZ-FAIRE que os Jornalistas chamam NEO-LIBERALISMO.

    o POVO com o Presid. BOLSONARO e Dr. PAULO GUEDES votaram pelo NEO-LIBERALISMO, não sei se muito conscientemente, e agora não se tem muita certeza de nada.

    A nosso ver, o melhor seria corrigir dos EXCESSOS e EXAGEROS e manter o NACIONAL-DESENVOLVIMENTISMO agora com viés PRIVATISTA NACIONAL.

  21. Mestre Bortolotto,

    Grande comentário, sensacional, autoexplicativo.

    Guedes e Bolsonaro não tinham a mínima ideia do baile de bruxas que participariam, logo, uma vez que entraram na festa, agora não podem sair.

    Não sabem onde está o banheiro, onde servem bebidas, as mesas estão ocupadas, o som é muito alto, ensurdecedor, a mulherada tem cada uma seus acompanhantes … a dupla BODES (Bolsonaro e Guedes) não sabe se assovia, toca flauta ou chupa cana!!!

    A menos que dancem entre si, o problema será depois suportar a gozação dos outros, que deverá ser do par ao casal!

    Então assistimos um presidente preso, não na cadeia, mas premido pelas circunstâncias de uma nação carente em todos os segmentos cruciais ao seu desenvolvimento e paz social.

    Dentro do baile, um ambiente fechado e que não se ouve as vozes do lado de fora, BODES se divertem, balançam-se, tentam seguir o ritmo vibrante das músicas.
    Claro, também não conseguem pensar porque distraídos, que haverá o momento da troca de parceiros e parceiras, pois faz parte da festa.

    E como será, se BODES estão sem elas??!!

    Ou encontram “afins” ou serão massacrados dentro e fora do baile.

    Evidente que o meu comentário é metafórico, portanto, caso algum comentarista quiser interpretá-lo, fica à vontade.

    Ao final registrarei o que eu quis dizer.

    Mestre Bortolotto, um forte e fraterno abraço.
    Saúde, e vida longa.

    • Prezado Sr. FRANCISCO BENDL,

      Quando um Esteio do TRIBUNA DA INTERNET como o Sr. FRANCISCO BENDL, elogia a gente exageradamente, a gente só tem que agradecer mesmo não merecendo muito.

      Ele modestamente diz que de Economia Política só sabe gastar(Consumir) e Poupar. Mas principalmente sabe INVESTIR, porque investiu principalmente na FAMÍLIA, e nos AMIGOS, com pleno sucesso.
      Muito Obrigado e um Abração .

      • Mestre Bortolotto,

        A TI me deu outra perspectiva de vida.
        Não que eu não agradecesse a Deus diariamente a família, parentes e amigos que tive, não.
        O blog me impulsionou para eu postar minhas ideias e pensamentos, conceitos e conclusões, com base na minha experiência, vida familiar, casado há 49 anos com a mesma mulher, e com ela tive três filhos, e que me deram de presente cinco netos.

        A TI, este espaço democrático e generoso para nós, me proporcionou conhecer pessoas do teu quilate, do teu nível elevado de educação, conhecimentos, sabedoria, respeito pelo próximo e civilidade ímpar.

        Os meus elogios são, portanto, mais que sinceros, confesso.
        Eles tentam que eu diga com a devida veemência, a minha admiração pelo amigo, que o reverencio porque se trata de uma obrigação reconhecer quando estamos diante de uma pessoa exemplar, digna, honrada, e que tanto bem nos faz com suas informações preciosas sobre Economia, e a arte da boa convivência entre as diferentes ideias!

        Sinto-me honrado com a tua amizade, mestre Bortolotto, pois me tornaste um discípulo do teu comportamento neste espaço incomparável, e que o nosso Mediador, Carlos Newton, o incansável, coloca-nos à disposição dia após dia.

        Abração, guri, forte, fraterno.
        Muita saúde, e vida longa, pois precisamos muito de ti ainda, meu!

  22. Caro amigo Bendl, os textos do comentarista Fernando Luiz de Albuquerque Lima me fizeram pensar e recuar da posição inicial.

    Concluí que Deus nada tem a ver com esse resultado.

    O assunto é corrupção mesmo. Torço para que seja a derradeira.

    Abraços e meu respeito.

  23. CELSO, CELSO, CELSO,

    Hosanas nas alturas, e paz na terra aos homens de boa vontade!

    FINALMENTE encontrei um sábio, um cara especial.

    DEUS NÃO TEM NADA A VER COM NOSSOS PROBLEMAS, pois são originários de nós mesmos, de nossa vaidade, egoísmo, ânsia desmedida por poder e dinheiro!

    Na razão direta que existe o ladrão, o assassino, o pedófilo, o estuprador, crimes hediondos, enfim, esse pessoal poderia não praticá-los, ora.

    Temos conosco o poder de decisão:
    se queremos enveredar para danos e prejuízos ao próximo ou dele (do nosso semelhante) nos aproximarmos para uma vida melhor, depende unicamente de nós, e de mais ninguém.

    E DIGO MAIS, meu caro sábio, digo mais:
    AS NOSSAS ESCOLHAS SE PARA O BEM OU PARA O MAL NÃO SÃO DETERMINADAS PELO FAMIGERADO LIVRE ARBÍTRIO, NADA DISSO!

    Nossas opções obedecem interesses e conveniências, oportunidades e tentações.
    Resta-nos vencê-las ou sermos por elas derrotados.

    O Livre Arbítrio é outra praia, muito mais complexo, filosófico, psicológico, e se trata de um poder que nos aproxima perigosamente de Deus, presta atenção – aliás, é conversa para outra ocasião!!!

    Dito isso, Deus tá fora das nossas encrencas, rolos, condutas inapropriadas, crimes, lesões, danos, mentiras … fora, não tem nada a ver com elas e tampouco conosco!

    Logo, depende unicamente de cada um de nós o que pretende fazer da sua vida.
    Se considera a ética e moralidade como pressupostos a uma vida decente, honrada, mesmo simples e modesta, que sirva de exemplos aos filhos, parentes e amigos, é com ele;
    Se prefere o crime, lesar, prejudicar, ser nocivo, nefasto, aproveitar-se de circunstâncias, obter vantagens se no poder, decisão do cara.

    Observa, Celso, meu amigo, presta atenção:
    SE DEUS AGISSE nesses casos de corrupção, certamente não haveria crime algum entre os padres católicos, pastores, bispos, missionários, apóstolos evangélicos, concorda??!!

    Deus os impediria ou, lá pelas tantas, a fé evitaria que caíssem em tentações.
    Mas não é assim!!!

    As tentações provam o sabor do caráter de cada ser humano;
    quanto mais repulsivo, mais a corrupção se aproxima e o torna dependente dela!

    Deus fica à espreita, lógico.
    Ainda mais quando esses ladrões frequentam missas, cultos, vão a sinagogas, mesquitas, centros disso e daquilo, batem-se no peito, fazem doações generosas para suas religiões, mas não deixam o caminho do crime!

    Deus vai dar uma de louco!!??
    Vai se meter e ainda levar uma bronca daquelas do homenzinho que é o substrato do troço??!!

    Deixa se lascar, o problema é dele, que aguente as consequências!

    Agora, também é castigado o omisso, o passivo, aquele sujeito que constata ser vítima desses indivíduos bandidos, e nada faz para si, a sua família, parentes, amigos e sociedade!

    E sabe como ele pena, sofre, padece?
    Na razão indireta que o ladrão enriquece, a covardia que impede o criminoso ser enfrentado, resulta em cada vez mais pobreza e miséria!!!!

    Bendito Celso, que se retratou perante Deus, e agora abriu a sua mente para o poder que nós, os humanos, temos conosco!
    Logo, a solução está nas nossas mãos.
    Queremos pôr em prática a fórmula da salvação ou não?
    Queremos uma vida melhor ou PERMITIR, irresponsavelmente, que nos roubem a oportunidade que temos para combater os males que nos rodeiam, que nos esmagam, que nos deixam indignados??!!

    Deus permanece sentado em seu trono, dedos da mão direita tamborilam no descansa braço, enquanto a mão esquerda alisa a sua longa barba branca, e pensa:
    – Mas aonde foi que errei??!!

    Abração, meu amigo.
    Mais saúde.

  24. Boa tarde , leitores (as):

    Senhores Pedro do Coutto e Carlos Newton , a obsessão e tara do Ministro da Economia Paulo Guedes em privatizar todas as empresas públicas e estatais , visa tão somente empurrar seus funcionários para a ” PREVIDÊNCIA PRIVADA ” , pois a ” Previdência Social Pública Oficial ” esta com seus dias contados , se os senadores derem continuidade e homologarem as decisões dos deputados federais , visando sua privatização , sob a farsa da ” Nova Previdência ” .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *