Odebrecht usou pequena empresa para pagar as supostas palestras de Lula

Resultado de imagem para palestras de lula charges

Charge do Zédassilva (zedassilva.blog.uol.com.br)

Deu no Correio Braziliense
(Agência Estado)

A Polícia Federal descobriu que a Odebrecht usou uma empresa de pequeno porte, de Porto Alegre, para ocultar repasses ilegais ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na contratação, em 2011, das duas primeiras palestras do petista, patrocinadas pelo grupo. A empreiteira foi a maior contratante da LILS Palestras e Eventos, aberta naquele ano, após Lula deixar o Planalto. São dez eventos realizados em Angola, na Argentina, em Cuba, Peru, Portugal, República Dominicana e Venezuela, sob investigação da Operação Lava Jato, em Curitiba.

A Telos Empreendimentos Culturais recebeu R$ 1,3 milhão do Grupo Odebrecht – que teve seus acordos de delação premiada homologados pela Justiça, no dia 31 de janeiro. Os valores foram para pagamento de palestras de Lula na Venezuela e no Panamá.

A força-tarefa da Lava Jato suspeita que as palestras, os valores recebidos e as movimentações financeiras da LILS ocultaram valores de corrupção e crimes de lavagem de dinheiro.

SIGA O DINHEIRO – O inquérito será concluído e anexado a mais uma denúncia criminal contra o ex-presidente, que é alvo de duas ações penais abertas em 2016, na Justiça Federal do Paraná.

As duas palestras renderam à LILS o total de R$ 631 mil, em dois pagamentos feitos pela Telos, nos dias 24 de maio e 6 de junho de 2011. Os valores foram transferidos poucos dias depois da contratante receber quatro depósitos da Odebrecht, a título de patrocínio cultural, e da Braskem – braço petroquímico do grupo, que tem como sócia a Petrobras.

A descoberta de que Odebrecht e a Braskem eram as fontes de pagamentos das palestras veio com a ordem do juiz federal Sérgio Moro – dos processos em primeira instância da Lava Jato, em Curitiba – de quebra dos sigilos fiscal e bancário da Telos.

DUAS OPERAÇÕES – “O Grupo Odebrecht/Braskem transferiu o total de R$ 1,3 milhão para a empresa Telos Empreendimentos Culturais. A empresa Telos repassou, poucos dias após o recebimentos de recursos do grupo Odebrecht/Braskem, o total de R$ 631.908,46 para a empresa LILS”, informa o laudo contábil-financeiro 2396/2016, da PF em Curitiba.

O documento pericial da PF detalha as duas operações. No dia 16 de maio a Braskem depositou R$ 200 mil para a Telos e no dia 17 a Odebrecht outros R$ 450 mil – totalizando R$ 650 mil; sete dias depois, a empresa de Porto Alegre paga à LILS o valor de R$ 306 mil. No dia 26, a Odebrecht faz outro pagamento de R$ 450 mil para a Telos, e a Braskem, R$ 200 mil, no dia 28; a Telos paga a empresa de Lula no dia 6 de junho, R$ 325 mil.

O valor pago à LILS pela Telos chamou a atenção da PF – as contratantes de Lula são, em geral, empreiteiras, multinacionais e bancos.

PEQUENA EMPRESA – Aberta em 2005, em Porto Alegre, a empresa é de pequeno porte e tem capital social de R$ 3 mil, segundo documento da Lava Jato. Seu principal projeto cultural é o “Fronteiras do Conhecimento”, que organiza conferências com grandes pensadores, desde 2006.

Analisando os recebimentos superiores a R$ 5 mil nas contas da Telos, de 2007 a 2016, a PF constatou que de R$ 1,77 milhão que entraram, a maior parte veio do Grupo Odebrecht, pela Construtora Norberto Odebrecht e a Braskem. O grupo já era patrocinador de projetos da Telos.

Do ponto de vista fiscal, a Lava Jato destacou ainda que, como empresa de pequeno porte, a Telos está classificada numa faixa de negócios com receita bruta entre R$ 360 mil e R$ 3,6 milhões ao ano. Os pagamentos de R$ 631 mil para LILS, em 2011, chamaram a atenção.

QUEBRA DE SIGILO – “Considerando o enquadramento da empresa Telos e a ordem de grandeza dos valores pagos para à empresa LILS, comparado à faixa de faturamento bruto determinado pela lei”, os peritos da Lava Jato recomendaram a quebra dos sigilos fiscal e bancário da suposta “laranja”.

Intimados pela Lava Jato, os donos da Telos informaram, em documento enviado a Curitiba no final de 2016, que foram procurados por sua patrocinadora Odebrecht, para organizar as palestras de Lula no Panamá e na Venezuela, em 2011. Segundo a empresa, a conjuntura política impediu o evento na Venezuela e a palestra acabou sendo realizada na Bahia.

Era 18 de maio de 2011, quando Lula falou para uma plateia de bilionários e seus herdeiros, em evento patrocinado pelo mexicano Carlos Slim, no hotel Transamérica, na Ilha de Comandatuba. “Brasil e América Latina: Presente e futuro” foi o tema da apresentação. De lá, embarcou para a Cidade do Panamá, para a segunda agenda como palestrantes, dois dias depois, dessa vez falando para empresários sobre “Desafios da América Latina”

CONTRATO ASSINADO – A Telos enviou para a PF o contrato com a Odebrecht, assinado em 5 de maio de 2011, e indicou o nome de Luiz Mameri, como responsável pela formalização do negócio. Informou que recebeu da empreiteira para organizar, planejar e idealizar duas palestras de Lula.

Segundo documento assinado por Pedro Longhi, sócio administrador da Telos, a empresa pagou a LILS para “o patrocínio das palestras, sua idealização e planejamento logístico, com obtenção de autorizações relativas a diretos autoriais eventualmente exigidos”.

A organização das palestras, divulgação, inscrições e controle de convidados e autoridades, não foram objeto do contrato. “Procedeu a organização logística das palestras, idealizando datas de saída e chegada nos locais, contanto motorista, visitando e procurando possíveis hotéis, contanto segurança”, informou a Telos.

A força-tarefa reuniu, em dois anos investigações, e-mails e quebrou os sigilos fiscais e bancários da LILS, da Telos, da Odebrecht e de outras empresas relacionadas às atividades profissionais e institucionais do ex-presidente, para apontar movimentações financeiras suspeitas. A Telos pode ter sido usada para ocultar repasses.

PATROCÍNIO “CULTURAL” – A Informação Técnica 90/2016, da Polícia Federal de Curitiba, mostra que nos balanços contábeis da Odebrecht os pagamentos para a Telos apareceram. São os dois pagamentos de R$ 450 mil feitos à Telos, em 17 e 26 de maio de 2011, que foram registrados com a justificativa: “Patrocínio para entidades com fins culturais”.

Foi a Odebrecht também que custeou o jato usado por Lula para viajar para a Bahia e para o Panamá.

E-mails juntados nos laudos da PF mostram que um dos contatos que intermediaram o contrato da LILS via Telos foi o ex-executivo da Odebrecht Alexandrino Alencar. Ele é um dos 77 delatores da empresa que fecharam acordo de colaboração premiada com o Ministério Público Federal, em dezembro, e aguardam análise do Supremo Tribunal Federal (STF).

PALESTRANTE REPETITIVO – As palestras da Bahia e do Panamá foram as duas primeiras patrocinadas, indiretamente, pela Odebrecht, mas as oitava e nona da atividade profissional de Lula, pós-Planalto. Por cada evento, o petista cobra o valor fixo de US$ 200 mil. São 72 palestras realizadas em seis anos, segundo documento produzido pelo Instituto Lula, em março de 2016 – quando o ex-presidente foi alvo da 24ª fase da Lava Jato e levado coercitivamente para depor, em São Paulo.

A Odebrecht é a maior contratante das palestras da LILS, que estão na mira da Lava Jato. A empreiteira contratou e pagou diretamente para a empresa de Lula R$ 2,84 milhões por oito palestras realizadas depois dessas primeiras, feitas em maio de 2011, na Bahia e no Panamá, declaradas como palestras contratadas pela Telos.

“O discurso de Lula teve sempre o mesmo eixo: contar o sucesso de seu governo, sua história pessoal de superação e discorrer sobre as políticas públicas e programas sociais que aplicou no Brasil”, informa o Instituto Lula, no documento sobre as palestras do ex-presidente.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGÉ intrigante que Lula tenha feito tantas palestras sem que tenham sido filmadas ou apenas fotografadas, em plena era dos celulares multimídias. Não houve nem mesmo selfies com os admiradores e patrocinadores do ex-presidente. Realmente, não dá para entender que isso tenha acontecido, especialmente porque o Instituto Lula mantém sob contrato o fotógrafo Ricardo Stuckert, cuja missão é documentar em fotos e vídeos tudo que o ex-presidente faz. Lula gosta muito de Stuckert e arranjou uma boa mamata para ele na CBF, onde é (ou era) muito bem pago como “fotógrafo contratado”, sem fazer absolutamente nada. (C.N.)

55 thoughts on “Odebrecht usou pequena empresa para pagar as supostas palestras de Lula

  1. Elementar, meu caro CN. Lula só tinha uma palestra, como está informado no artigo. Logo, se fosse filmada seria reproduzida no mundo todo e perderia o seu ineditismo. O mágico de um só truque não surpreenderia mais ninguém.

  2. As SÚCIAS DISPUTAM O BUTIM ASSIM COMO OS URUBUS DISPUTAM A CARNIÇA. E NO CASO O BUTIM, OU A CARNIÇA, SÃO O BRASIL E O POVO BRASILEIRO, INFELIZMENTE. E o pior de tudo é que as súcias têm um enorme poder de fogo, ao passo que o poder do povo, ao que parece, não passa de ficção constitucional, infelizmente, até porque não pode reagir e nem se rebelar nem mesmo contra a bandalheira, sem ser punido, sem sofrer represálias terríveis e até mesmo sem o risco de ser massacrado. O sofrido povo brasileiro, que recebeu de braços abertos a família libanesa de Temer, não merece o abismo em que os ” profissionais da política”, digo, do partidarismo-eleitoral, do golpismo-ditatorial e seus tentáculos$, velhaco$, nos meteram, como corolário dos últimos 127 anos de administração do Brasil pelos me$mo$. Bem que o partidarismo-eleitoral e o golpismo-ditatorial, e seus tentáculos, velhaco$, poderiam encerrar o ciclo de poder dos me$mo$ com chave de ouro, rendendo-se ao Projeto Novo e Alternativo de Política e de Nação (RPL-PNBC-DD-ME), o novo caminho para o novo Brasil de verdade porque evoluir é preciso, alicerçado na paz, no amor, no perdão, na conciliação, na união e na mobilização pela mega-solução, mas, infelizmente, elle$ realmente não têm nem sequer amor próprio e muito menos desprendimento para praticarem uma conduta de tamanha grandeza espiritual e vão continuar jogando xadrez à moda pombos, subindo no tabuleiro, derrubando as pedras, sujando tudo e todos, batendo no peito e dizendo que venceram o jogo, ao que parece. http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2017/02/27/abismo-moral-atrapalha-a-estrategia-economica/#comentarios

  3. A direita está em desespero “pensa que Lula é de esquerda” e quer pô-lo na cadeia de qualquer maneira. O dinheiro que já foi gasto investigando Lula dá para investigar os crimes de 10 Al Capone. “Querem por que querem botar Lula “na boca do boi”. Se não conseguirem botar. Lula pode surpreender e ganhar a eleição em 2018.Essa história está muito comprida. A Odebrecht deu golpe de bilhões bilhões em todo o mundo. Lula segundo a Lava Jato era o protetor da Odebrecht e ve ter levado uma “nota valente”. Onde está a grana do Lula? Niguém até agora encontrou. Dizem que a Coreia do Norte aceita depósitos de dinheiro sujo. Será que as contas de Lula estão lá?

  4. Isso é bem mais atual..

    A AnonBRNews, uma das células Anonymous no Brasil, divulgou mais de 600 páginas de documentos que citam relações entre o presidente da República, Michel Temer (PMDB/SP), e o ex-assessor especial da presidência, José Yunes. De acordo com a Anonymous, os documentos mostram “relações entre offshores citadas no Panama Papers”.

    Por meio de um post no Facebook, realizado nesta sexta-feira (24/02/2017), a AnonBRNews apresentou a seguinte declaração:

    — Divulgamos agora mais de 600 páginas de documentos que trazem uma série de atividades relacionadas ao presidente da República, Michel Temer, e seu amigo pessoal e ex-conselheiro oficial da República, José Yunes, acusado pela Lava Jato por recebimento de propina pela Odebrecht. Provamos nestes documentos relações entre offshores citadas no Panama Papers e figuras proeminentes da elite econômica e política do Brasil.

    — Provamos nestes documentos relações entre off-shores citadas no Panama Papers e figuras proeminentes da elite econômica e política do Brasil.

    — Os papéis estabelecem elos entre Michel Temer, José Yunes, seu filhos e bancos investigados na Lava Jato, José Roberto Marinho (Globo), Antonio Augusto Amaral de Carvalho Filho (Grupo Jovem Pan), Alberto Domingues Von Ilhering de Azevedo (Track&Field) e diversos Laranjas moradores da periferia de São Paulo. Todos se relacionam em CNPJ com filho de Yunes e off-shore misteriosa dos Panama Papers.

    No final da postagem, a AnonBRNews ainda nota que publicará em vídeo explicando os detalhes que aparecem nos documentos e deixa um alerta: “isso é só o começo”.

  5. Acredito tanto na palestra do Lula , quanto naquele anuncio da Empiricus que com R$ 30,00,e 15 minutos você pode ganhar mais de R$ 1 milhão.
    Parece até previdência privada…..

  6. Carlos Newton isso é fácil de saber, é só o Moro interrogar o Stuckert e solicitar fotos e vídeos de tais palestras…ele acompanha Lula nos quatro cantos do mundo deve ter algo registrado……ou pelo menos deveria ter….será??

        • Eu ao menos não vivo no imundo esgoto do anonimato, pois nada tenho a esconder e sou homem para não ficar dando indiretas , como esse funcionariozinho dos trambiqueiros desse fundo de investimento.
          ASSINO O QUE ESCREVO, NÃO SOU RATO…. snif, snif, kkkaaasss

          • Porque não preciso viver no esgoto do anonimato…

            Empiricus se comporta tal como uma sucursal brasileira do Tea Party, tendência ultraconservadora do Partido Republicano norte-americano, que copia aqui toda a prática da direita de lá, inclusive a campanha alarmista ( veja acimaThe End of America traduzida aqui por O Fim do Brasil), para assustar gente incauta — aquela que não tem cautela, descuidada, imprudente, ou que é destituída de malícia, crédula, ingênua, enfim, que “vai prá rua” vociferar refrãos golpistas contra a democracia.

            Os “inocentes-úteis” (para servirem de massa-de-manobra) acham que reclamar com veemência ou cólera de um “bode-expiatório”, dirigindo-lhe comentários desagradáveis ou mesmo falsas acusações, irá melhorar a vida pessoal! Na realidade, irá apenas agredir a governante que preserva a autonomia das instituições que vigiam e punem os corruptos, para estes terem melhor vida no futuro…

            Depois de 1/2 século, a direita brasileira perdeu a vergonha por sustentar 20 anos de ditadura militar (1964-1984) — durante toda minha juventude dos 13 aos 33 anos — e “saiu-do-armário”! Desde as manifestações de junho de 2013, quando ela se infiltrou entre os incautos, para insuflar a massa e rasgar aos dentes todas as bandeiras vermelhas, os neofascistas voltaram à luz do dia.

            Então, reina a estupidez na imprensa e na rede social. Para manter meu humor, parei de ler a Folha de S.Paulo — os outros jornalões e periódicos semanais conservadores eu jamais li –, depois de 40 anos de assinatura. Agora, leio apenas as notícias, via o Valor, evitando ler seus colunistas. Prefiro acompanhar o noticiário factual e as estatísticas para fazer minhas análises.

            Hoje, recebi a seguinte mensagem, que vale ser lida para evitar que a ideologia comande decisões práticas financeiras:

            “Prezado Mestre, sou leitor assíduo das suas publicações diárias, mesmo não concordando com algumas colocações políticas apaixonadas, mas ainda sou daqueles que acreditam que a evolução vêm da elucidação das divergências.

            Felizmente a lavanderia foi acionada [processada] e acredito que mudanças efetivas acontecerão neste pais. Infelizmente, não veremos o exacerbado discurso do Prof. Beluzzo, que eufemisticamente acredita no término da corrupção (Globonews na semana passada), mas com certeza sairemos muuuuito melhor do que entramos em 2015, se não economicamente, mas com certeza bem mais atentos com o bem público.

            Estou lhe escrevendo para que tenha conhecimento da prática já bem conhecida nos EUA, e que agora a Empiricus está tentando implantar no Brasil: aproveitando-se de momentos binários, eles preparam relatórios enfáticos e com diversas linhas de pensamento, distribuem indicações acaloradas por uma suposta sabedoria superior para seus milhares de leitores, correm para colher os louros dos acertos, deixando os erros à míngua. Assim como Prometeu e seu fígado indestrutivo, apesar dos ataques dos abutres, eles se regeneram vangloriando-se dos acertos e jogando ao fogo do esquecimento as indicações desastrosas.

            Esta prática há muitos anos é comum nos EUA, fazendo pessoas incautas ou as vezes nem tanto (fundos noruegueses na crise do sub-prime) caírem no “conto do dinheiro fácil”, seguro, dando como que num contas gotas sobrevida para os contadores de histórias milagrosas sobre como enriquecer com ações escolhidas a dedo.

            Se acertassem tanto quanto provam, não precisariam vender relatórios patéticos para ganhar dinheiro, bastaria aplicar nas próprias indicações! Será que fazem mesmo análises, ou preferem acreditar nos bônus oferecidos pelos market makers?

            No caso em voga, esta empresa já quebrou um fundo de investimento, afundou diversas pessoas na arriscada HRT e continuam a fazer fumaça de gordura para vender “osso de costela”!

            Aproveite o seu poder de blogueiro e lance a denúncia antes que mais brasileiros caiam no golpe do dinheiro fácil pagando anualidades nem sempre baratas.

            No anexo mostro mais um absurdo que prova novamente a má fé deste pessoal, no semanário de nome, “Ações para ficar milionário” as indicações de 2014 foram por demais erradas, Perderam mais de 60% em algumas indicações e com uma perda média de 25%, abandonaram a carteira sugerida em dezembro para criarem uma nova!

            E no melhor estilo das autoridades que nada sabem, simplesmente o primeiro relatório de janeiro lançou uma “carteira vencedora”, para agora em março, conforme explicado acima, lograrem os louros deste suspiro (eu costumo chamar de suspiro do moribundo) das ações!

            Outros relatórios seguem a mesma linha…

            Abraço”

    • Maritaca, acho que tem um covarde anônimo, safado, que escrevia como `Pimentel., que está se informando em um post no petista Nassif, que me chamou de maior troll da internet, Tão burro como o petista, pois fui pesquisador sabático da UFF, porém asnos pagos não sabem ler.

  7. O chefe dos vendedores de ilusões…

    Líderes públicos, que dão entrevistas à Veja e às televisões dizendo como deveria ser o governo brasileiros estão sujeitos a terem sua vida empresarial exposta, porque passa a ter interesse para a população o que andou fazendo esta pessoa.

    Ontem, mostrou-se aqui que Rogerio Chequer, líder do tal movimento “Vem pra Rua”, vivia, até pouco tempo atrás, nos Estados Unidos, onde era sócio de um fundo de investimentos do mercado financeiro.

    E, ainda, que ele tinha um litígio judicial, aberto em 2012 com uma outra empresa de fundos de hedge, a Discovery e seu dirigente Robert Citrone.

    Mas não disse, porque ainda não sabia, era que Chequer era sócio de Citrone, um dos bilionários da lista da Forbes (embora ela registre que 2014 foi um mau ano para seus negócios) com riqueza superior a US% 1 bilhão.

    O sócio de Chequer, portanto, não era um dono de quitanda pobretão e a ação que Citrone lhe move não deve ser por abobrinhas.

    Os documentos são da SEC, a CVM dos EUA, e podem ser acessados por qualquer um, aqui.
    Estou tomando todos os cuidados para não haver um erro de identificação, inclusive com reconhecimento por fotos, como a que reproduzo ao lado, do site Wall Street Systems.

    A empresa foi registrada em 2005, com funcionamento declarado a partir de 2004.

    Na gestão da qual, numa entrevista ao site financeiro twst.com, diz que nos mercados emergentes, “você tem que estar em estreito contato com agentes, investidores, dealers, comerciantes, funcionários do governo e políticos locais para fazer esse trabalho da maneira certa. É por isso que nós gastamos muito de nosso tempo de visitar esses países e desenvolver relacionamentos (…)”

    Insisto: Chequer não está sendo acusado de nada, mas seria o mínimo que ele dizer que passou tantos anos fora do país e que voltou há três anos ou pouco mais, agora que se tornou porta-voz da verdade.

    Será que vai aparecer um jornalista brasileiro que se interesse em saber de onde vem, quando voltou ao Brasil, que negócios mantinha este fabuloso líder popular da moralidade?

  8. “NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – É intrigante que Lula tenha feito tantas palestras sem que tenham sido filmadas ou apenas fotografadas, em plena era dos celulares multimídias.”

    Já procurei e cobrei no próprio instituto.

    É claro que não aconteceram.Quem ficaria horas ouvindo o bebum falando, cuspindo, dizendo merda!

    Deram o dinheiro para se verem livres do pústula.

    Ah, e se houve alguma, não poderia sair para fora – eram negócios secretos, coisa de dinheiro puro, em sacos, sacos, cuecas e tudo mais. A Rose não andava com uma mala?

    Por onde andará o dinheiro de Lula? Por inúmeros lugares e com várias pessoas. Quantos milhões ingressaram no LILS? E de quem é o LILS? Dinheiro vivo é escondido até em banheiro de rodoviária.

    E devemos descontar o gasto com pinga. Nos últimos anos, a grande liderança da esquerda bebeu muito e continua bebendo. Está acabado fisicamente. Mentalmente, bem mentalmente está levando. Poucos neurônios, pouco a pensar. É um digno representante do povinho sem ecérebro. Esta é a aposta que faz. Povo burro, vota mais uma vez!
    Fallavena

  9. Homeopatia.
    O que teria isso a ver com o Yunes ? Dia 15 nas ruas…

    ” MARAU ADMINISTRACAO DE BENS E PARTICIPACOES LTDA.
    TIPO: SOCIEDADE LIMITADA
    NIRE MATRIZ DATA DA CONSTITUIÇÃO EMISSÃO
    35221343619 09/04/2007 20/12/2016 21:30:53
    INÍCIO DE ATIVIDADE CNPJ INSCRIÇÃO ESTADUAL
    03/04/2007 08.752.989/0001-00

  10. Homeopatia….

    O que teria a Tabapuã Investimentos Ltda, Rua Pedroso de Moraes 900 a ver com a Yuni Incorporadora S/A , rua Olimpiadas 66 – vila Olímpia ????
    Dia 15 Fora Temer…
    Assino o que escrevo.

  11. E alguém aí conhece o rosto, o que faz da vida, se é casado ou não, o carro que dirige, onde mora, o seu CPF, e demais qualificações do famigerado Troll?? Então nome por nome, continua a ser também um ilustre anônimo! !! Tal qual a Wandinha, ou Patrícia, codinomes utilizados pela anta impichada nos anos de ouro!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *