Oposição acusa Temer de armar ‘golpe do parlamentarismo’ para ficar no poder

Resultado de imagem para temer e o pmdb chargesRicardo Galhardo (Estadão)

O PT, PDT, PCdoB e PSB divulgaram uma nota nesta segunda-feira, 20, na qual acusam a gestão Michel Temer de estimular uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a adoção do sistema parlamentarista. “Trata-se de um movimento acintosamente estimulado pelo governo golpista, para impedir que um presidente legitimamente eleito pelo povo assuma o governo com os plenos poderes previstos na Constituição, como foi decidido duas vezes em plebiscitos nacionais (1963 e 1993)”, diz trecho da nota, assinada por Gleisi Hoffmann, presidente do PT, Carlos Lupi, do PDT, Luciana Santos, do PCdoB, Carlos Siqueira, do PSB.

Alexandre de Moraes pediu a inclusão na pauta do STF do mandado de segurança 22.972, que pode abrir uma brecha para a implantação do parlamentarismo sem a necessidade de consulta popular. Em plebiscitos realizados em 1963 e 1993 a população escolheu o regime presidencialista. Fontes do PT lembram que Temer se reuniu fora da agenda oficial com o ministro do Supremo Gilmar Mendes no domingo, dia 12, dois dias antes de Moraes pedir a inclusão do mando de segurança na pauta do tribunal.

“A repentina inclusão, na pauta do STF, de uma ação para definir se o Congresso tem poderes para adotar o sistema parlamentarista, sem consultar a população em plebiscito, é o primeiro passo de mais um golpe contra a democracia e a soberania popular no país”, diz a nota.

Leia a íntegra do documento:

###
EM DEFESA DA DEMOCRACIA E DA SOBERANIA POPULAR

1) A repentina inclusão, na pauta do STF, de uma ação para definir se o Congresso tem poderes para adotar o sistema parlamentarista, sem consultar a população em plebiscito, é o primeiro passo de mais um golpe contra a democracia e a soberania popular no país.

2) Trata-se de um movimento acintosamente estimulado pelo governo golpista, para impedir que um presidente legitimamente eleito pelo povo assuma o governo com os plenos poderes previstos na Constituição, como foi decidido duas vezes em plebiscitos nacionais (1963 e 1993).

3) Cientes de que não conseguirão se manter pelo voto popular, as forças que sustentam o governo golpista pretendem evitar, a qualquer custo, a retomada do processo democrático, para continuar implementando sua agenda de retrocessos, de retirada de direitos e de entrega do patrimônio nacional.

4) É urgente denunciar e enfrentar mais este golpe, motivo pelo qual nossos partidos constituem uma Frente em Defesa da Democracia, com o objetivo de garantir eleições livres e democráticas, com a participação de todas as forças políticas.

5) Quem propõe a mudança do sistema de governo tem de enfrentar esse debate com o povo, por meio de plebiscito, e não por conchavos políticos e manobras judiciais.

6)  Só por meio de eleições livres e democráticas teremos um governo com a necessária legitimidade para superar a grave crise econômica, social e política em que o país se encontra, retomar o desenvolvimento com justiça social, a geração de empregos e a defesa do patrimônio nacional.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – A manobra é ardilosa, acintosa e escandalosa. O artífice chama-se Gilmar Mendes, que se comporta como se fosse uma espécie de Rasputin imberbe e careca. É dele a tese do “semiparlamentarismo”, cujo objetivo é manter Temer na Presidência, com o governo entregue a um primeiro-ministro. Com isso, Temer, Padilha e Moreira continuariam com o foro privilegiado. Em tradução simultânea, os três corruptos instalados no Planalto estão no desespero para não ir a julgamento e estão entrando no jogo da sucessão com duas cartas – o parlamentarismo e a candidatura de Temer à reeleição, conforme o Correio Braziliense informou neste domingo, confirmando as notícias até então exclusivas da Tribuna da Internet. (C.N.)

15 thoughts on “Oposição acusa Temer de armar ‘golpe do parlamentarismo’ para ficar no poder

  1. Ora, lá vem mais uma vez a agremiação política paladina da ética e da moral encabeçar o grito de golpe.
    Quem é o pt para falar em golpe, se aplicou o golpe em mais de 200 milhões de brasileiros durante os seus desgovernos.
    Ora, quem é o pt para falar em golpe, se em 2005 apesar de o povo brasileiro dizer NÃO com o referendo sobre a proibição da comercialização de armas de fogo e munições, ocorrido no Brasil a 23 de outubro de 2005, essa agremiação política por meio do presidente da república permitiu que o artigo 35 do Estatuto do Desarmamento (Lei 10826 de 22 de dezembro de 2003) entrasse em vigor.
    Tal artigo apresentava a seguinte redação: “art. 35 – É proibida a comercialização de arma de fogo e munição em todo o território nacional, salvo para as entidades previstas no art. 6º desta Lei”.
    O referendo estava previsto e tinha, inclusive, data marcada no próprio Estatuto do Desarmamento.
    Pela gravidade do assunto, a necessidade de submeter o artigo 35 a um referendo já havia sido constatada durante o projeto e desenvolvimento da lei.
    A sua realização foi promulgada pelo Senado Federal a 7 de julho de 2005 pelo decreto legislativo n° 780.
    No artigo 2º deste decreto ficava estipulado que a consulta popular seria feita com a seguinte questão: “O comércio de armas de fogo e munição deve ser proibido no Brasil?”.
    Os eleitores puderam optar pela resposta “sim” ou “não”, pelo voto em branco ou pelo voto nulo.
    O resultado final foi de 59.109.265 votos rejeitando a proposta (63,94%), enquanto 33.333.045 votaram pelo “sim” (36,06%).
    Ora, quem mergulhou a nação nesta grave crise econômica, social e política em que o país se encontra?
    E agora vem dizer que quer retomar o desenvolvimento com justiça social, a geração de empregos e a defesa do patrimônio nacional?
    Quem é que entregou o patrimônio nacional?
    Estreme de dúvida o pt através do seu presidente, os leitores da TI lembram da refinaria da PETROBRAS na Bolívia, entregue de mão beijada ao Evo Morales?
    Essa gente é de uma total DESFAÇATEZ.
    Acorda povo brasileiro!
    NÃO REELEJA NINGUÉM que está hoje eleito nas próximas eleições!

  2. O PT é contra o parlamentarismo enquanto o lula estiver em primeiro nas pesquisas.
    Se for declarado inabilitado para concorrer a presidência em função de condenação em segunda instância na justiça ou a Bolsonaro assumir a ponta nas pesquisas, no dia seguinte o PT se torna parlamentarista convicto.
    O partido dito dos trabalhadores, não tem coerência ou outro propósito, do que reassumir o poder, democracia para eles, é o poder total e sem contestação.
    Enquanto houver a possibilidade de instalarem uma ditadura a la venezuelana, não descansarão.
    Somente uma histórica surra eleitoral no lula, é que fará o partido entrar nos eixos.

  3. Newton, já, desde o ano passado falamos sobre isso. Os idealizadores são Gilmar, José Serra e Temer. Isso foi escancaradamente dito em pleno STF por Gilmar. Alexandre foi nomeado ministro do STF para funcionar como capanga. A mesma coisa com o diretor da PF. Ele deu o “cartão de visitas” que já esperávamos: Uma mala com 500 mil reais não serve de prova para incriminar Temer. Janot tem que explicar porque a diligência foi rápida. Quer dizer o diretor da DF vai funcionar como capanga de Temer. A ordem é desmoralizar Jantot.

  4. Espero que a justiça aja, pois já houve referendo e o resultado foi a rejeição da população a este sistema de governo, Michel Temer quer atropelar as leis e continuar no poder, se ele tentar algo para ficar na presidência fora da eleição, é golpe, já basta que está aonde não devia, agradeçam a este congresso corporativista e corrupto.

  5. Parlamentarismo é até possível. Aliás, qualquer regime político é possível. Desde que antes seja feita uma limpeza geral, começando por afastar da vida pública todo e qualquer suspeito e investigado. Desde que exista um STF nomeado não por políticos, mas pela carreira. A conduta de um ente público não pode ter a menor dúvida em termos de moral, ética e honestidade. Sem isso, qualquer mudança sem a anuência do povo é um golpe. Já disseram que o rabo quer balançar o cachorro, os políticos hoje são assim mesmo. Precisamos de menos Estado, com o exemplo partindo de cima, como é na Dinamarca. Aliás, o Brasil precisa nascer de novo, culturalmente.

  6. Incrível o que é, na essência, a cegueira ideológica. Não importa a cor partidária da Nota divulgada; cumpre é saber se ela tem azo, se procede, se nos alerta sobre um perigo iminente.
    E, efetivamente, a questão é gravíssima. Exceto, é claro, se você, leitor, não tem o menor interesse em remover essa quadrilha que está no poder.

  7. CN…corrija..
    sua Nota de Redação. ..
    “…A manobra é ardilosa, acintosa e escandalosa. O artífice chama-se Gilmar Dantas, que se comporta como se fosse uma espécie de Rasputin imberbe e careca…”
    O nome do careca beiçola ainda é Gilmar Mendes…arghhhhhh!

  8. E o Brasil, campeão no uso de inseticidas e agrotóxicos, não deu fim a um parasita desse…
    Olhe a foto: prova cabal, o roedor, o lophostoma…

  9. Boa tarde ,ilustres leitores (as ):

    Senhor Ricardo Galhardo (Estadão) ,dizem que o raio cai no mesmo lugar ,lembra-se do plebiscito sobre o desarmamento ?
    A maioria dos votantes disseram não ,mas o governo do presidente LULA e seus aliados da própria sociedade civil (e diversos partidos políticos) não respeitaram tal decisão ?

  10. Não sei se é justa a comparação de Gilmar Mendes com Rasputin. Talvez a reputação negativa do curandeiro siberiano tenha sido exagerada. Uma coisa digna de nota é que Rasputin era contra o envolvimento da Russia na I Guerra Mundial, que levou à derrocada dos Romanov e ao regime bolchevique. No fim das contas, o místico siberiano ignorante e venal tinha alguma razão, enquanto todos as mentes intelectualmente sofisticadas e progressistas da Europa estavam apaixonadas pela grande guerra que iria acabar com todas as guerras, mas acabou sendo uma carnificina inútil e destrutiva para todos os países envolvidos, e legou ao mundo outra grande guerra, e a guerra fria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *