Oposição quer convocar Lula na CPI do BNDES

Eduardo Militão 

As viagens do ex-presidente Lula, bancadas pela empreiteira Odebrecht e suas ações no Caribe e na África renderam a abertura de uma investigação por tráfico internacional de influência. O 1º Ofício de Combate à Corrupção da Procuradoria da República no Distrito Federal abriu a apuração para avaliar a existência de “vantagens econômicas” obtidas pelo maior líder do PT da empreiteira para influir em contratos no exterior, parte deles bancados com dinheiro público do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Agora, a oposição quer Lula como alvo da CPI do banco, que pretende investigar supostas irregularidades ocorridas entre 2003 e 2015, durante os governos petistas de Lula e Dilma Rousseff, como empréstimos secretos concedidos pelo BNDES a Cuba, Angola, empresas investigadas na Operação Lava-Jato, empresas de Eike Batista e do setor frigorífico.

Segundo a revista Época, que revelou a investigação do Ministério Público Federal, os procuradores estão diante de várias suspeitas que incluem até superfaturamento de uma termelétrica na República Dominicana. A obra foi tocada pela Odebrecht. Em Cuba, o objetivo é avaliar o impacto da atuação do ex-presidente em financiamentos do BNDES.

“Caso se comprove que o ex-presidente da República Luís Inácio Lula da Silva também buscou interferir em atos práticos pelo presidente do mencionado banco (Luciano Coutinho), poder-se-á, em tese, configurar o tipo penal do artigo 332 do Código Penal (tráfico de influência)”, diz o trecho de um documento transcrito pela publicação.

147 VIAGENS

As viagens de Lula pela África e pela América Latina continuaram depois que ele encerrou seu mandato como presidente. O petista foi 114 vezes aos países latinos e 33 aos africanos. O comércio e a cooperação entre o Brasil e essas nações aumentaram, justificam os assessores do ex-presidente. Após deixar o Planalto, Lula continuou com as viagens.

Em 2013, o jornal Folha de S.Paulo publicou telegramas que mostravam que quase metade das viagens de Lula no exterior era bancada por empreiteiras com interesses nos países em que ele atuava, como OAS e Camargo Corrêa – hoje todas investigadas na Operação Lava-Jato. Uma correspondência do Itamaraty dizia que o ex-presidente fez “associar seu prestígio” para vencer resistências em Moçambique às empresas brasileiras.

ODEBRECHT

A Odebrecht disse que mantém relação “institucional” e “respeitosa” condizente com a “posição e importância” de Lula. “As palestras patrocinadas pela Odebrecht com líderes políticos brasileiros são similares às promovidas por presidentes e ex-presidentes de países como os Estados Unidos, França e Espanha, entre tantos outros que defendem os interesses nacionais e de suas empresas”, disse a empresa em nota.

“Embora o financiamento do BNDES seja um importante diferencial na conquista de projetos internacionais, somente 7% da receita da Construtora Norberto Odebrecht é oriunda de projetos com esta estrutura de financiamento.”

Ontem, o site do PT reproduziu artigo de Luís Nassif: “É extremamente alto o custo da politização do Ministério Público”. O líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), disse que o presidente é firme em suas posições. “É uma injustiça”, disse. “A todo o instante, quando a luta contra a corrupção amplia, vem a mesma cantilena: ‘E o Lula? Cadê o Lula?’.”

14 thoughts on “Oposição quer convocar Lula na CPI do BNDES

  1. Se quiserem pegar o molusco, esta é uma oportunidade ímpar. Eles transformaram o BNDES em cofre petista para financiar repúblicas corruptas e com isto ganharem um troco com este empréstimos. Estas viagens: 114 vezes aos países latinos e 33 aos africanos se forem analisadas profundamente serão descobertos muitos podres deste energúmeno. Estes petralhas são os opostos de Mídas, pois tudo que tocam se transforma em merda.

    O BNDES foi para o fundo do poço, vai pegar 10 bilhões do FGTS para reforço do caixa. Este banco como o nome diz Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico, o que ele tem de fazer nestas republiquetas latino americanas e africanas. O objetivo principal des Banco deveria ser o Brasil.

  2. Realmente, idéia de jerico. Deviam era botar o molusco direto na cadeia pois aí resolvia o problema rapidinho. E, com isto, acabavam os MAV chatos que ficam patrulhando na internet e postando verdadeiras idiotices.

  3. Tem tudo a ver com os empréstimos secretos à Angola, até para ver a veracidade dos U$ 16 milhões que o João Santana recebeu. Esse fato não vai causar estranheza pois o Duda Mendonça, segundo suas próprias declarações, já recebeu por serviços prestados ao PT em bancos no exterior. Só para o metro da Venezuela enviaram U$ 300 milhões a mais. Estou louco para ver a Tia descer a rampa, como o Collor desceu junto com a Paquita de Canapi….kkkkk

  4. O Nassif já pagou o BNDES e a multa a que foi condenado por difamar o Kamel. O Eduardo Cunha já pôs outro processo, no jornalista ‘notório especialista’ contratado, sem licitação, pela EBC, por R$ 55.000,00 mensais, fora os patrocínios da Petrobras em dinheiro vivo e da Caixa também.

  5. Como é gratificante saber que o Brasil tem hoje um homem capaz de vender o Brasil, mas no bom sentido e não “vender” (doar) o Brasil e suas riquezas como antigamente.

  6. Digo novamente aos perdedores inconformados deste espaço, aguardem 2018. Porém existe um problema, se o molusco for candidatonas nas proximas eleições presidênciais, não tem para ninguém. Por isso, o desespero de tucanos e penduricalhos e todo tipo de perdedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *